Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Alô, câmbio: eleições (ainda que indiretamente) começam a impactar os mercados

Alô, câmbio: eleições (ainda que indiretamente) começam a impactar os mercados

Alexandre Viotto

Alexandre Viotto

23 Jun 2022 às 11:38 · Última atualização: 23 Jun 2022 · 3 min leitura

Alexandre Viotto

23 Jun 2022 às 11:38 · 3 min leitura
Última atualização: 23 Jun 2022

câmbio

Jcomp/Freepik

Alô, câmbio! Tudo bem com você?

Não dá para ter 100% de certeza, é verdade. Mas fato é que tanto no Brasil quanto nos EUA, os recentes acontecimentos parecem demonstrar algo bastante óbvio: a preocupação dos governos com os pleitos que acontecerão antes do final de 2022. E que podem mudar bastante a “cara” da política em 2023.

Mid-Term Elections

A cada dois anos, os americanos vão às urnas (ou aos correios) para decidir a respeito da composição do Congresso. O cenário atual para os democratas é o melhor dos mundos, contando com a maioria absoluta nas duas casas. E mesmo assim, Biden tem tido uma certa dificuldade em passar parte das suas políticas por lá…

Para você entender:

Índices baixos de aprovação

O atual mandatário, convivendo com inflação nas máximas e uma política externa diferente dos antecessores, vem sofrendo bastante.

Tanto que boa parte das pesquisas colocam como praticamente certa a perda do controle no Senado, com grandes chances de acontecer o mesmo na Câmara. Algo que não acontece desde o governo Obama…

Pato Manco

Quando um presidente tem minoria no Congresso, ele vira um “lame-duck” (o pato manco no caso).

Na prática, ele está no poder, mas não consegue passar nenhuma medida mais estrutural. Aliás, algo que deve acontecer com o seu colega europeu sentado à sombra da Torre Eiffel. Sim, Macron acaba de perder a maioria do legislativo no último final de semana…

Câmbio: e o Brasil?

Sabendo do risco de perder a cadeira, o Planalto segue na sua cruzada para tentar segurar a inflação.

E nem precisa dizer que a bola da vez são os combustíveis… Base da economia de qualquer país, pesando diretamente no bolso da população.

Na outra ponta, o Bacen atua para segurar as expectativas, mantendo a sequência de altas na Selic. Não está fácil de domar o dragão…

O Fiscal sofre, o USDBRL, também

Uma das ideias para derrubar os preços é justamente cortar impostos. Algo que, via de regra, deveria ser uma boa notícia. O problema é tirar esta receita sem haver corte de despesa na mesma medida… O resultado é um buraco no orçamento, algo que coloca em xeque a capacidade do governo em honrar as suas obrigações no futuro. E o real se desvaloriza…

Já lá fora, continua complicado

Guerra na Ucrânia sem expectativa de término, sanções contra Rússia em andamento… Crise nas cadeias de suprimento, taxa de juros subindo… Inflação e mudança de governo em vários países. Não está fácil…

Mais um motivo você para seguir contando com a nossa assessoria aqui na EQI Investimentos, tanto para os seus investimentos quanto para estratégias de hedge ou captação de recursos.

Não deixe de nos consultar para as melhores estratégias para aproveitar o momento atual. Abraços e até semana que vem. Câmbio, desligo.

Por Alexandre Viotto, head de câmbio e comércio exterior da EQI Investimentos

A retomada das Criptos?
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias