Renda Fixa
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Debênture Incentivada TESC: proteção contra inflação

Debênture Incentivada TESC: proteção contra inflação

Vanessa Araujo

Vanessa Araujo

30 Jun 2022 às 05:59 · Última atualização: 30 Jun 2022 · 4 min leitura

Vanessa Araujo

30 Jun 2022 às 05:59 · 4 min leitura
Última atualização: 30 Jun 2022

Containers empilhados no porto

Com a expectativa de manutenção de juros altos nos próximos meses, a renda fixa tem sido opção para os investidores que buscam proteção em um período de inflação elevada. 

Nesse cenário, ativos com boa rentabilidade são as debêntures incentivadas, tipos de investimento que podem proteger da inflação e aumentar a rentabilidade da carteira em um ciclo de subida de juros.

“Papéis super seguros, que antes rendiam 2, 3, 4% de juro real, hoje estão sendo negociados a 5, 6, às vezes até 7% de juro real”, comenta Denys Wiese, Head de renda fixa da EQI.

Uma das opções de ativo que se encaixa neste momento é a Debênture Incentivada TESC – Terminal de Santa Catarina. 

A debênture oferece rentabilidade IPCA + juros fixos. E com os juros altos, como o de agora, possui uma rentabilidade pré-fixada alta também. 

O investimento possui ainda o atrativo de ser isento de imposto de renda. 

  • Entenda melhor: Como o ciclo econômico impacta os investimentos – Veja o vídeo! 

Debênture Incentivada TESC: opção em crédito privado

O TESC – Terminal Santa Catarina – está localizado no complexo portuário de São Francisco do Sul. 

Atualmente focado em produtos siderúrgicos e celulose, também opera carga geral e de projeto. 

É o único terminal em Santa Catarina que possibilita fácil acesso ferroviário.

O TESC oferece operações integradas para importadores e exportadores, que incluem a operação portuária, armazenagem, nacionalização e operação de distribuição da carga.

Arrendado em 1996, teve o contrato renovado em 2017, vencendo em 2046.

Características debênture Incentivada TESC

  • Taxa: ~IPCA + 6,98% 
  • Vencimento: 15/12/2035 (Duration ~ 6,21 anos)
  • Rating: A+ (Fitch)
  • Juros: semestral, junho e dezembro
  • Amortização: semestral, a partir de junho de 2024

Entenda as debêntures

As debêntures são um tipo de título especial do mercado de renda fixa. Fazem parte do crédito privado, porque são emitidas por empresas privadas. 

A razão para lançar debêntures no mercado é explicada por ser uma das fontes de captação de recursos para a expansão das operações de uma empresa privada.

Em contrapartida, o investidor tem nas debêntures a possibilidade de remunerar seu capital de forma mais expressiva no mercado de renda fixa.

Isso é explicado pelo risco do emissor, que é maior. O pagamento futuro expresso em uma debênture dependerá do sucesso da companhia emissora.

O que são debêntures incentivadas?

A debênture incentivada surgiu em 2011 com a prerrogativa de fomentar o investimento em crédito privado e expandir a infraestrutura do país. Nos últimos anos, a aplicação ganhou muita notoriedade, principalmente por contar com a isenção no pagamento de imposto de renda pelo investidor.

O dinheiro levantado com o empréstimo feito pelo investidor à empresa deve ter a destinação obrigatória de obras de infraestrutura.

A aplicação precisa se dar em setores como o transporte, energia, saneamento básico, logística, telecomunicações, aviação civil e mineração.

Como contrapartida (e para fomentar ainda mais esse mercado) o governo isenta o investidor de pagar imposto de renda sobre os lucros auferidos com os investimentos no título.

É justamente daí que vem a sua denominação, indicando um incentivo para o público em geral aplicar seus recursos.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias