Ações
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Vale a pena investir em SLC Agrícola (SLCE3)? Confira aqui

Vale a pena investir em SLC Agrícola (SLCE3)? Confira aqui

Matheus Miranda

Matheus Miranda

15 Ago 2022 às 15:39 · Última atualização: 15 Ago 2022 · 5 min leitura

Matheus Miranda

15 Ago 2022 às 15:39 · 5 min leitura
Última atualização: 15 Ago 2022

SLC (SLCE3)

Pixabay

A SLC (SLCE3) registrou, no segundo trimestre do ano, um lucro líquido de R$ 486 milhões ante R$ 447 milhões do mesmo período do ano passado. Apesar disso, a margem líquida da empresa saiu de 42,8% para 29,2%. Porém, apesar do lucro, a empresa enfrentou um trimestre de dificuldades.

Segundo a administração da empresa, o período foi marcado pela volatilidade nos preços das commodities e nos insumos agrícolas, oriundo de problemas climáticos, guerra entre Rússia e Ucrânia, crise energética, aumento da aversão a risco e desaceleração da economia global.

Além disso, assinalou que as intempéries climáticas ocorridas na safra 2021/22, como o déficit hídrico em parte dos Estados da Bahia e do Mato Grosso, além das baixas temperaturas com formação de geada no Mato Grosso, prejudicaram o potencial produtivo das plantas. Esse cenário gerou ajustes na nossa estimativa de produtividade para as culturas do algodão e do milho segunda safra, divulgada no Fato Relevante do dia 07 de julho.

O clima foi, realmente um problema: secas registradas em estados como Bahia e Mato Grosso, bem como as geadas neste segundo estado, causaram redução na produtividade do algodão primeira safra (-11,2%), do algodão segunda safra (-26%), do caroço de algodão (-18,8%) e do milho segunda safra (-18,1%).

SLC (SLCE3): bons números apesar das dificuldades

Apesar disso, a administração da empresa viu bons números. Mesmo com queda de produtividade, a companhia informou que obteve bons resultados, refletindo o acerto das decisões estratégicas.

“Esse movimento se traduziu em resultados financeiros robustos. Atingimos no semestre um EBITDA Ajustado recorde de R$2,1 bilhões, com crescimento de 113,7% frente ao 1S21 e margem de 51,0%. Já no trimestre o EBITDA Ajustado foi de R$820,3 milhões com margem de 49,3%, apresentando elevação de 66,0% frente ao 2T21”, apontou relatório da SLC.

No trimestre o resultado líquido apresentou crescimento de 15,3% frente ao 2T21, finalizando o período em R$486 milhões. No acumulado do período, o resultado líquido atingiu a marca recorde de R$ 1,28 bilhão, 68,8% superior ao semestre anterior. Os principais fatores que contribuíram para o aumento do EBITDA Ajustado e do lucro líquido foram o aumento da margem bruta e o volume faturado no semestre.

BTG (BPAC11) diz que estiagem deteriorou potencial da safra

O banco BTG Pactual (BPAC11) avaliou que a continuidade da estiagem nos estados da BA e MT levou o potencial da safra 2021/22 a se deteriorar ainda mais, com revisão para baixo nas produtividades da 1ª safra (-1,8%) e 2ª (- 4,9%) safras de algodão, bem como para 2ª safra de milho (-4,4%). Essa foi a principal ressalva do trimestre, com yields para essas culturas agora 11%, 26% e 18% abaixo das estimativas iniciais.

Contudo, desta vez os yields mais baixos não se traduziram em maior desalavancagem operacional, com a SLC reduzindo os custos de algodão e 2ª safra de milho para o ano em 6,2% e 5,8%. A soja foi revisada para cima em 3,7%, mas no patamar consolidado 2021/22 o custo de produção por ha deverá crescer 14,1% agora vs. 16,1% antes. A SLC também acelerou sua originação de insumos agrícolas para 2022/23, com 85%, 100%, 84% de N, P e K agora adquiridos (acima de 57%, 64% e 84% um mês atrás), e possivelmente se beneficiando de preços mais baixos nas últimas semanas, seguindo o banco de investimentos.

Aumento de receita

Porém, houve aumento de receita no trimestre encerrado. A receita líquida, por exemplo, cresceu 33,8% frente ao mesmo período do ano passado. Dividido por área, a receita de algodão da pluma obteve um aumento de 16,5%, seguido por soja (+42,4%) e milho (+41,5%). Isso é resultado da comercialização e da elevação dos preços observados no mercado.

Por outro lado, o CMV aumentou 14,1%, impulsionado pelos aumentos nos preços dos insumos e devido ao combustível mais caro.

Mas isso não impediu que os preços das commodities agrícolas crescessem a ponto de contribuir para um ebitda recorde de R$ 2,1 bilhões no período, sendo 113,7% superior ao mesmo período do ano passado.

Se você ficou interessado em investir em SLC (SLCE3) e quer o auxílio de um assessor, clique aqui

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias