Mercados
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Movida (MOVI3): BTG (BPAC11) recomenda compra após aquisição da Drive On Holidays

Movida (MOVI3): BTG (BPAC11) recomenda compra após aquisição da Drive On Holidays

Victor Meira

Victor Meira

22 Set 2022 às 15:16 · Última atualização: 22 Set 2022 · 4 min leitura

Victor Meira

22 Set 2022 às 15:16 · 4 min leitura
Última atualização: 22 Set 2022

Posto de atendimento da Movida (MOVI3)

Divulgação Movida (MOVI3)

Nesta quinta-feira (22), a Movida (MOVI3) anunciou a compra do Drive on Holidays (DOH), locadora de imóveis de Portugal, por um valor total de 66 milhões de euros (cerca de R$ 336 milhões) e um valor patrimonial de 55 milhões de euros (R$ 280 milhões ou 6% do valor de mercado da MOVI). 

Em função disso, o BTG Pactual (BPAC11) divulgou o relatório com a recomendação de compra da Movida com preço-alvo de R$ 28. Hoje, o papel está cotado a R$ 13,10. Dessa forma, a ação tem um potencial de valorização de 53,21% em um ano. Contudo, em 2022, a Movida tem uma desvalorização de 14,10%.

Acordo entre Movida (MOVI3) e DOH

A DOH é uma empresa atua no segmento de RAC (sigla em inglês para aluguel de carros) em Lisboa, Portugal. A companhia tem uma frota de 3,3 mil carros, muito abaixo da frota autal da Movida, cerca de 206 mil veículos. 

O preço pago pela empresa brasileira implicou um EV/EBITDA de 4x – abaixo do múltiplo da MOVI de 4,7x – e R$ 101 mil EV/carro (vs. R$ 71 mil da MOVI e R$ 181 mil da RENT). 

Com a transação, a Movida conquistou a frota da DOH (avaliada em 60 milhões de euros) e duas propriedades operacionais avaliadas em 3,5 milhões de euros. 

O acordo adiciona uma via de crescimento interessante para a MOVI em um momento de lenta melhoria da oferta de veículos no Brasil, marcando o início das suas operações internacionais e a entrada na Europa, ao mesmo tempo que traz exposição a outra moeda”, cita o relatório do BTG.

Apesar disso, os analistas do banco de investimentos relatam que tal operação pode gerar um questionamento da alavancagem da Movida, que encerrou o segundo trimestre (2T22) em 3,0x dívida líquida /EBITDA. “Após a teleconferência do segundo trimestre, esperávamos que a MOVI desacelerasse o crescimento”, diz o relatório.

Internacionalização da marca

O BTG explica que a estratégia de aquisição da DOH é baseada em dois pontos:
início da internacionalização da marca, visando diversificação geográfica e, assim, agregando diversificação de moedas em euros e ganhando exposição a uma economia madura; 

explorar a expertise da MOVI e da Simpar (SIMH3), holding da Movida, para escalar a DOH em Portugal da mesma forma que o grupo construiu a plataforma da MOVI no Brasil. 

Além disso, a DOH disponibiliza diversas oportunidades de crescimento nos segmentos em que a Movida atua no Brasil, como alianças com companhias aéreas, abertura de novas lojas e venda de carros usados.

Sem contar que a operação permite a ampliação do portfólio de produtos para os clientes MOVI, oferecendo serviços em hotspots turísticos em Portugal, destino comum para viajantes brasileiros. 

A Simpar (controladora da MOVI) já falava em internacionalização há algum tempo”, dizem os analistas. 

Valuation barato e recomendação de COMPRA no cenário de taxas de juros mais baixas

O principal fator para a compra da DOH foi a internacionalização da Movida para a Europa, principalmente em Portugal. O país é destino comum de brasileiros no exterior. Deste modo, a MOVI tem o poder de usar sua marca para captar turistas de alta renda na região. 

O BTG Pactual destaca que o valuation da empresa está em um movimento interessante. “A MOVI pagando 4,0x EV/EBITDA 22, abaixo de seu múltiplo atual (barato) de 4,7x. Inevitavelmente, os investidores podem questionar a alavancagem, mas acreditamos que o negócio tenha um baixo impacto na dívida líquida/EBITDA (até 3,1x em nossos cálculos, de 3,0x no 2T, devido à menor alavancagem da DOH e EBITDA incremental)”, explica o relatório. 

Logo, as ações estão sendo negociadas em um valuation  excessivamente descontado (4,1x P/L em 2023). Este número representa um bom ambiente para o investimento em um cenário de perspectiva de juros mais baixos.

  • Quer aproveitar a oportunidade e investir na Movida (MOVI3)? Preencha este formulário para um assessor da EQI Investimentos entrar em contato.
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias