Renda Variável
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Melhores investimentos em COE em setembro: encontre oportunidades

Melhores investimentos em COE em setembro: encontre oportunidades

Vanessa Araujo

Vanessa Araujo

06 Set 2022 às 19:26 · Última atualização: 06 Set 2022 · 5 min leitura

Vanessa Araujo

06 Set 2022 às 19:26 · 5 min leitura
Última atualização: 06 Set 2022

Avenida de Nova York

Onde investir em setembro de 2022? Os COEs (Certificado de Operações Estruturadas) são boas opções para quem busca alavancagem financeira com risco reduzido. 

Entenda o investimento e as oportunidades para o mês na análise de Valter Manfro, head de produtos estruturados da EQI Investimentos. 

O que é COE: entenda o investimento

O COE (Certificado de Operações Estruturadas) é um título emitido por uma instituição financeira com estratégias em derivativos.

Nele, é possível combinar aplicações de renda fixa e renda variável, nacionais e internacionais, com a vantagem de ter redução de riscos e proteção do capital investido.

Isso quer dizer que caso a pior das hipóteses ocorra, o investidor revê, no mínimo, o montante aplicado. 

“O COE nada mais é que um veículo, no qual existem diversas alternativas de ativos. Mas, antes de investir em um COE é preciso entender o que existe dentro: renda variável, bolsa americana, bolsa brasileira, renda fixa, renda fixa internacional”, observa Valter Manfro, head de produtos estruturados da EQI Investimentos. 

COE em setembro: onde investir? 

Para o mês de setembro de 2022 tendem a surgir operações de COE em renda fixa, como o Bond da Petrobras. “Um Bond é, basicamente, o empréstimo de dinheiro para uma empresa por meio de um investimento internacional. Isso porque, eles são negociados no mercado americano”, explica Manfro.

Segundo o head da EQI, a atratividade do investimento se justifica, pois, nesse momento, os EUA estão subindo os juros. Esse movimento faz com que os investidores americanos, ao invés de investirem em empresas de países subdesenvolvidos, acabem migrando para investimentos que eles consideram mais conservadores, que são os títulos da dívida americana. 

“Com a migração dos investimentos para o tesouro americano, quem quer emprestar dinheiro para empresas de países subdesenvolvidos acabam encontrando preços descontados. Isso se traduz em excelentes oportunidades para investir nesses ativos”, comenta. 

Ele completa: “os Bonds da Petrobras, por exemplo estão com rentabilidade de 14% a.a. no mês de setembro”. 

COE em setembro: como investir?

O investimento em COE oferece algumas facilidades, conforme explica Manfro. 

“Para investir em um Bond da Petrobras nos EUA é preciso ter US$ 200 mil. No entanto, se esse investimento for feito através de um veículo COE, o capital passa para R$ 1.000 iniciais. Fica bem mais acessível”, destaca. 

COE em setembro: quais são as alternativas?

Além dos Bonds, Valter Manfro aponta outras alternativas de COE. 

“Também existem COEs e renda variável, que, normalmente, possuem capital protegido. 

Digamos que o investimento tenha sido feito na bolsa americana. Se a bolsa cai, o investidor não perde o recurso. Já se a bolsa sobe, ele ganha com a alta”, esclarece. 

COE em setembro: o que o investidor precisa saber?

As operações estruturadas oferecem proteção aos investidores. Contudo, é preciso saber que esses investimentos são para longo prazo. 

“O investidor precisa abrir mão da liquidez, já que ele não consegue vender a posição a qualquer momento, sendo necessário ficar pelo prazo do investimento, que varia entre 3 a 5 anos, a depender do COE”, informa Manfro. 

COE: como funciona o capital protegido?

O COE possui como característica a proteção de que no pior cenário o investidor fica no zero a zero. Se investir R$ 50 mil, o investidor recupera os R$ 50 mil.

No entanto, precisa esperar até o vencimento do título. Caso queira resgatar antes, é possível. Contudo, fará isso pelo valor de mercado. 

“É como um seguro de carro, que quando há alguma ocorrência, é possível ter a cobertura para o sinistro. Nos investimentos também é possível fazer isso. No COE existe uma estrutura, que funciona como um seguro no qual o investidor receberá o capital investido. Em contrapartida, não pode resgatar a qualquer momento. É preciso ficar até o vencimento”, reforça o head da EQI.  

As vantagens de investir em COE em setembro

Valter Manfro elenca algumas vantagens de investir em COE no mês de setembro:

  • É possível ter altos ganhos com baixíssimos riscos; 
  • É possível investir no exterior com proteção de capital e sem complicação;
  • É possível ter acesso à operações que envolvem derivativos, swap e opções que seriam caras para serem montadas individualmente;
  • É possível ter alavancagem com a segurança do capital protegido.

Desvantagem do COE 

Segundo Manfro, alguns pontos a serem avaliados antes de investir em COE são:

  • Liquidez baixa, sendo necessário ficar até o vencimento;
  • Rentabilidade limitada encontrada em alguns COEs.

“Entretanto, sabendo escolher, o investidor terá ótimos ativos para compor sua carteira”, finaliza o head da EQI.

OUÇA A ANÁLISE: Melhores investimentos em COE para setembro de 2022 – por Valter Manfro.

Quer saber mais sobre COE? Veja o vídeo:

Por que devo ter COE na minha carteira?

  • Quer saber mais sobre os melhores investimentos em COE para setembro? Preencha o cadastro que um assessor da EQI Investimentos irá entrar em contato. 
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias