Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Rotation trade: entenda o movimento que vem acontecendo no mercado

Rotation trade: entenda o movimento que vem acontecendo no mercado

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

10 Fev 2022 às 21:21 · Última atualização: 24 Jun 2022 · 5 min leitura

Redação EuQueroInvestir

10 Fev 2022 às 21:21 · 5 min leitura
Última atualização: 24 Jun 2022

rotation trade

Reprodução/Pixabay

O rotation trade é uma estratégia de rotacionar os investimentos de acordo com o bom (ou mal) desempenho de alguns mercados. Isso é feito retirando capital de ações em baixa e buscando setores com melhor expectativa de crescimento.

Vale lembrar que isso pode ser feito em mercados de diferentes países também, com o dinheiro do investidor sendo aplicado em diferentes nações.

Acompanhe o texto a seguir para saber mais sobre essa estratégia de investimentos. Confira!

O que é rotation trade?

O rotation trade nada mais é do que a rotação de ativos dentro de um portfólio de investimentos. Isso pode ser feito no mesmo mercado ou em bolsas de países diferentes, caso haja parte do patrimônio destinado a investimentos internacionais.

Normalmente, fala-se mais em rotation trade em relação ao mercado de ações.

A diferença setorial geralmente é muito grande e o desempenho variável entre eles de acordo com as condições de economia faz com que um setor se destaque mais que outro.

Outro ponto é o desempenho econômico de cada país, que se altera conforme a política econômica em vigor implementada pelo governo.

Assim, se o investidor internacional percebe que esse movimento está ocorrendo, pode migrar seu capital, investindo mais na bolsa de um país ou se retirando por completo de alguns deles.

Porque o rotation trade é importante?

O gerenciamento de um portfólio é de suma importância para o bom desempenho do capital empregado. E isso vale tanto para o grande investidor, representado por fundos institucionais, quanto para o pequeno investidor.

Atualmente, é muito mais fácil investir em outros mercados do que era antigamente. E isso justifica uma posição internacional de parte dos investimentos.

Dado que essa é uma realidade de um portfólio, é preciso atenção ao desempenho dos mercados, porque as mudanças são constantes.

Sempre que um dado segmento econômico apresentar sinais de piora, outro setor deve ser buscado.

O mesmo vale para a alocação internacional. Mudanças de governos geralmente têm consequências na política econômica e isso afeta o desempenho dos ativos.

Para ter uma carteira balanceada ao longo do tempo e que traga bons rendimentos, é importante praticar o rotation trade.

E é exatamente isso que vemos acontecer no Brasil atualmente, com a entrada de mais de R$ 100 bilhões em ativos negociados na B3, a bolsa de valores brasileira.

Como funciona o rotation trade?

Para colocar o rotation trade em prática, é preciso estar bem informado a respeito do que acontece no mercado.

E isso é um dever do investidor, já que seu patrimônio está exposto ao risco e à volatilidade quando é empregado em ações na bolsa de valores.

Fazer esse acompanhamento é parte da estratégia do rotation trade, pois não faz sentido amargar prejuízos de um mercado em crise.

Isso foi visto, por exemplo, quando as ações de companhias aéreas foram duramente atingidas pela crise causada pela pandemia. O número de voos reduziu drasticamente e as perdas foram enormes.

Em uma situação dessas, quem pratica o rotation trade não permanece posicionado em um setor em crise. Pelo contrário, busca outros segmentos do mercado para alocar o seu capital.

Uma boa alternativa nesse mesmo momento foram as ações de empresas que comercializam produtos online, os famosos e-commerces.

Por conta do isolamento social, essa modalidade de compra foi bastante utilizada devido à impossibilidade das pessoas de sair de casa.

É dessa forma que o rotation é aplicado em uma carteira, buscando sempre balancear a alocação conforme os setores mostram seu desempenho.

Para quem tem exposição ao mercado internacional, o mesmo conceito é aplicado. Nesse caso, é preciso considerar tanto os setores econômicos quanto as políticas econômicas levadas à cabo.

rotation trade

Reprodução/Pixabay

Porque o rotation trade está acontecendo nesse momento?

A bolsa de valores brasileira tem registrado entrada recorde de capital estrangeiro. Isso quer dizer que mais investidores internacionais estão aportando dinheiro no Brasil e isso é um sinal claro de rotation trade.

Essa caracterização se dá porque um capital externo que entra na bolsa de valores geralmente não é originado de um investimento conservador. Pelo contrário, ele já é investido em risco lá fora e o continua sendo aqui.

No entanto, o que justificaria a vinda desses recursos para justamente para o Brasil?

A explicação pode estar no fato de que os ativos das empresas brasileiras estão descontados no momento.

Com a elevação da taxa Selic pelo Governo Federal com o objetivo de frear a inflação, a renda fixa voltou a ser atrativa no país.

Com isso, está ocorrendo uma grande migração de capital saído da renda variável. A consequência natural disso é uma queda na cotação dos ativos, mas que não está durando tanto tempo assim.

Diversos papéis já apresentam aumento significativo em seu valor.

Por outro lado, o investidor estrangeiro acaba vendo uma grande oportunidade de investimento nas empresas brasileiras. Se não fosse essa a interpretação, não veríamos tanto capital assim vindo para o Brasil.

Acontece que diversas empresas têm apresentado bons números, sobretudo na divulgação de seus resultados trimestrais e em relação ao fechamento do ano de 2021.

Sendo assim, a queda momentânea no preço das ações dessas empresas não reflete a realidade de sua atuação no mercado. Com a geração de lucros constantes, a tendência é que os preços desses ativos se elevem com o tempo.

É isso que o investidor internacional enxerga no Brasil, uma grande oportunidade de comprar bons ativos a preços descontados.

Exatamente por isso fica caracterizado um rotation trade internacional ocorrendo nesse momento em nosso país. Ademais, investidores daqui de dentro também têm essa interpretação e alternam os papéis de sua carteira.

Nesse sentido, a alta esperada nos juros básicos da economia norte-americana favorece a instalação de um rotation trade internacional. Dessa vez com os recursos destinados ao capital de risco sendo empregado em ações de empresas americanas que apresentam baixa na cotação de suas ações.

Quer entender mais sobre rotation trade e conhecer mais investimentos? Então preencha este formulário que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para apresentar as aplicações disponíveis!

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias