Negócios
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Roger Federer: conheça o lado investidor do tenista mais rico do mundo

Roger Federer: conheça o lado investidor do tenista mais rico do mundo

Pedro Virla

Pedro Virla

22 Set 2022 às 17:00 · Última atualização: 28 Set 2022 · 7 min leitura

Pedro Virla

22 Set 2022 às 17:00 · 7 min leitura
Última atualização: 28 Set 2022

Roger Federer é um dos maiores nomes da história do tênis, sendo considerado por muitos um dos melhores jogadores de todos os tempos com um total de 20 títulos em Grand Slams e 103 títulos no circuito da ATP (associação de tenistas profissionais).

Com uma longa carreira de 24 anos, Federer liderou o ranking da ATP por 310 semanas, um total de cerca de 6 anos consecutivos no topo de um esporte extremamente disputado. 

Além de seu legado repleto de títulos, Federer ganhou em prêmios o valor de US$ 131 milhões, ficando atrás de Novak Djokovic com US$ 159 milhões e Rafael Nadal com US$ 132 milhões.

Fora das quadras, a história é completamente diferente. Federer recebeu ao todo em patrocínios e campanhas de marca a quantia de US$ 1.1 bilhão (excluindo impostos e taxas de agentes), mais do que a quantia recebida por Nadal (US$ 500 milhões) e Djokovic (US$ 470 milhões) juntos. 

Roger Federer e os investimentos

O tenista suíço, que anunciou sua aposentadoria do esporte e faz suas últimas partidas de sexta-feira (23) a domingo (25), é um exemplo de consistência e foco tanto nas quadras quanto nos investimentos. 

Federer iniciou sua carreira em julho de 1998, com episódios de frustração em quadra seguidos de algumas raquetes quebradas – ele mesmo disse ter levado um tempo para se encontrar nas quadras e conseguir melhorar seus resultados.

Patrocinado pela Nike desde 1997, o contrato do tenista com a empresa estava em seu último ano em 2018, quando, de maneira surpreendente, ele assinou com a Uniqlo, uma marca japonesa de vestuários, por US$ 30 milhões por ano até 2028.

Como a Uniqlo não produz tênis, Federer pode fechar outros contratos dedicados exclusivamente aos calçados, foi quando investiu e assinou com a empresa Suíça On Running, que tem sede em Zurique, mesma cidade onde o tenista reside. 

On Running

Criada nos alpes suíços em Zurique, a On Running surgiu da união dos sócios Caspar Coppetti, David Allemann e Olivier Bernhard que compartilhavam o amor pela corrida e tinham uma ideia para um novo tênis.

Tendo sido um triatleta multicampeão, Olivier Bernhard conquistou seis títulos do Ironman e três campeonatos mundiais de duatlhon. Ao aposentar se deu a missão de encontrar o tênis que entregasse uma sensação perfeita ao correr.

Foi quando em 2009 conheceu um engenheiro que tinha uma ideia sobre como deveria ser um tênis de corrida e formaram uma parceria. Algumas dezenas de protótipos depois, atraindo a atenção de Caspar Coppetti e David Allemann, que decidiram embarcar no projeto, criaram a On Running em 2010.

A história de sucesso começou cedo e apenas um mês após a criação da marca o protótipo cuja prioridade era entregar a sensação de correr sobre as nuvens ganhou o cobiçado prêmio ISPO Brandnew, um dos mais notáveis para inovações no esporte. 

Com os tênis conhecidos pela silhueta de nuvem, a marca ganhou espaço no mercado e rapidamente expandiu para além das fronteiras da Suíça. Com a tecnologia que amortece impactos enquanto impulsiona o corredor para o próximo passo, a On Running está presente em mais de 60 países e possui cerca de 1000 funcionários espalhados em seus nove escritórios. 

foto de Roger Federer em quadra

A história de Roger Federer com a On Running

As relações que você estabelece ao longo da vida, bem como o local onde você mora, faz toda a diferença quando falamos de investimentos. Pois bem, com sede em Zurique a On possuía um acionista que era vizinho de Jorge Paulo Lemann.

Ao decidir vender sua participação na empresa, esse sócio ofereceu aos Lemann sua parte e Marc Lemann se empolgou com a ideia e concretizou o investimento quando a On Running ainda era avaliada em poucas dezenas de milhões de dólares.

Ex atleta profissional de tênis, Jorge Paulo Lemann reside na Suiça e sua relação com Roger Federer começou quando o empresário convidou o tenista para treinar em sua quadra de grama, idêntica às de Wimbledon. 

Dai surgiu a relação de amizade e também profissional, dentre os diversos negócios feitos, Lehmann aproximou Federer da On Running.  

Foi então que em 2019, Roger Federer fez sua maior jogada como investidor, ao se tornar sócio da On Running. Além do investimento estimado pela imprensa em US$ 55 milhões por uma participação de 3% na empresa, o tenista construiu uma marca única de tênis — The Roger Pro.

O grande crescimento da prática da corrida, em grande parte influenciado pela pandemia, fez com que a On Running se tornasse a marca de calçados esportivos que mais cresce nos Estados Unidos.

Em setembro de 2021, a marca abriu seu capital na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), com avaliação em mais de US$ 11 bilhões. Na ocasião, a marca viu seus papéis saltarem 46%, fazendo com que a fatia de Federer chegasse a estimados US$ 600 milhões. 

O Investimento na NotCo

Como investidor, outro grande acerto de Federer foi o investimento na startup chilena NotCo, responsável pela produção de alimentos à base de plantas. 

A história da NotCo começa em Santiago, no Chile, visando transformar a maneira em que as comidas são produzidas ao introduzir tecnologia no desenvolvimento.

Matías Muchnick foi responsável por criar a primeira empresa chilena voltada ao desenvolvimento de alimentos baseados em plantas. Eventualmente, as condições de mercado fizeram com que o empresário fosse até a Universidade da Califórnia aprender mais sobre os processos bioquímicos que poderiam ser empregados no desenvolvimento de seus produtos.

Com o conhecimento adquirido, Muchnick encontrou seu primeiro sócio, Karim Pichara, um doutor em ciência da computação que desenvolvia algoritmos para astrônomos. A equipe ficou completa com Pablo Zamora,  especialista em genômica, um ramo da genética que se dedica a mapeara sequência completa do DNA de organismos.

Juntos, os sócios então começaram a desenvolver os produtos através de inteligência artificial, replicando a estrutura molecular de alimentos baseados em animais nos mínimos detalhes utilizando somente alimentos de base vegetal.

A receita de desenvolvimento deu certo. Atualmente cerca de 92% dos consumidores de produtos da NotCo não são vegetarianos. 

A empresa que produz leite, hambúrgueres, carnes e sorvetes segue expandindo sua atuação em mercados como Ásia e Europa, à medida que entrega novos produtos para o mercado norte-americano.

Em uma captação liderada pela Tiger Global, além de Federer, outros nomes como Lewis Hamilton e Jeff Bezos investiram na empresa. Após uma rodada de investimentos de US$ 235 milhões, a empresa se tornou o primeiro unicórnio latino-americano de comidas ‘Plant based’, sendo avaliada em mais de US$ 1,5 bilhão.

foto Roger Federer com tênis

Quer investir com sucesso como Roger Federer? Clique aqui para falar com um assessor de investimentos da EQI!

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias