Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Mercados caem pressionados por atas do Fed e Rússia voltando ao radar

Mercados caem pressionados por atas do Fed e Rússia voltando ao radar

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

17 Fev 2022 às 09:57 · Última atualização: 17 Fev 2022 · 5 min leitura

Redação EuQueroInvestir

17 Fev 2022 às 09:57 · 5 min leitura
Última atualização: 17 Fev 2022

Imagem mostra telas em ações, com investidor atento aos ativos.

Os mercados caem nesta manhã de quinta-feira (17) pressionados por atas do Federal Reserve (Fed), espécie de banco central dos Estados Unidos (EUA), e Rússia voltando ao radar do investidor.

Acontece que o Fed adotou, supostamente, uma postura de aumento da taxa de juros e pretende moderar o consumo estimulado. O mercado considerou a ata amena, sem muita pressão pela alta que virá. Alguns já estavam 0,5 ponto porcentual e, depois da ata, muitos retornaram com as estimativas para os 0,25 p.p.

Em relação ao leste europeu, fontes da Casa Branca disseram à imprensa internacional que a Rússia enviou mais sete mil soldados à fronteira com a Ucrânia, onde já mantém 100 mil homens.

Às 6h55, em Nova York, o Dow Jones caía 0,55%, o S&P500 caía 0,60%, e a Nasdaq caía 0,76%.

Na Europa, o DAX, da Alemanha, caía 0,06%, o FTSE 100, de Londres, caía 0,69%, e o CAC 40, da França, subia 0,27%. Já o FTSE MIB, da Itália, caía 0,48%, e o Stoxx600 caía 0,13%.

Na Ásia, o Nikkei, do Japão, caía 0,83%, o Shanghai, de Xangai, subia 0,06%, e o HSI, de Hong Kong, subia 0,30%. Já o ASX200, da Austrália, subia 0,16%, e o Kospi, da Coréia do Sul, subia 0,53%.

Do lado das commodities, o petróleo tipo Brent caía 1,17%, cotado a US$ 93,70, e o tipo WTI caía 1,37%, cotado a US$ 92,38. Já o ouro subia 1,18%, cotado a US$ 1.883,50, e o minério caía 3,79%, cotado a US$ 108,06.

O que tá rolando?

Os investidores digerem hoje os resultados corporativos de ontem e isso reflete nas bolsas mundo afora.

Também entram no radar do mercado as atualizações do Federal Reserve (Fed), bem como qualquer fato novo referente ao conflito Rússia-Ucrânia.

Vale lembrar que as principais médias das ações caíram ontem, após a divulgação das atas da reunião de janeiro do Fed. Elas mostraram que o banco central dos Estados Unidos (EUA) está preparado para aumentar as taxas de juros.

Do lado corporativo, Walmart, Airbus, Autonation e Nestlé devem divulgar seus balanços ao longo desta quinta.

Europa

Na Europa, os mercados europeus estão sintonizados com os desenvolvimentos na Ucrânia nos últimos dias, vendendo fortemente na segunda-feira, quando uma invasão russa parecia iminente.

Uma reunião dos ministros da Defesa da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em Bruxelas termina nesta quinta.

Em relação às bolsas europeias, as incertezas junto à fronteira ucraniana deixam a Europa sem rumo, com metais preciosos subindo.

Já a moeda norte-americana recua pelo segundo dia consecutivo à medida que os investidores se convencem de que não haverá guerra no leste europeu. O euro avança 0,2% perante o dólar, cotando nos US$ 1,1382.

A divisa norte-americana também cede terreno perante o iene (-0,16%) e libra esterlina (-0,38%).

Ásia

Na Ásia, as exportações do Japão em janeiro ficaram muito abaixo das expectativas, com dados oficiais divulgados hoje e mostrando um aumento anual de 9,6% para aquele mês. Isso foi contra as expectativas dos economistas de um ganho de 16,5%, segundo a Reuters.

Já a Austrália adicionou 12.900 empregos em janeiro, mostraram dados divulgados, e esse volume ficou acima das previsões do mercado para um resultado estável, de acordo com a Reuters. A taxa de desemprego do país se manteve estável em 4,2%, de acordo com dados do Australian Bureau of Statistics, em linha com as expectativas de uma pesquisa da Reuters.

O índice mais amplo da MSCI de ações da Ásia-Pacífico fora do Japão subiu 0,38%.

Já os investidores internacionais estão alocando mais dinheiro em ações chinesas. Os fundos de ações da China continental registraram entradas líquidas de US$ 16,6 bilhões em janeiro – esta é apenas a quarta vez desde a pandemia que as entradas mensais ultrapassaram US$ 10 bilhões, segundo a empresa de pesquisa EPFR Global. Isso se seguiu a quase US$ 11 bilhões em entradas líquidas em dezembro, mostraram os dados.

Brasil

No Brasil, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse a empresários ontem que o governo vai lançar um pacote de R$ 100 bilhões em crédito para MEIs (microempreendedores individuais) e pequenas e médias companhias. A informação é da Folha de S.Paulo.

Segundo o presidente da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), Paulo Solmucci, o ministro sinalizou que o novo programa pode ser oficializado já na semana que vem. “Ele disse que está pronto, só falta apresentar ao presidente Jair Bolsonaro (PL)”, afirmou.

Já o Estadão destaca que distribuidoras de energia defendem ajustes nos valores usados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para calcular o novo empréstimo ao setor elétrico.

As alterações levariam a um aumento de cerca de R$ 1,6 bilhão no valor teto que poderá ser repassado para custear as medidas adotadas ao longo da crise hídrica que o país enfrentou no ano passado, a pior em 91 anos.

Ibovespa: empresas

O Ibovespa encerrou a sessão do dia 16 em alta de 0,31% aos 115.180,95 pontos, e o dólar à vista em queda de 1,02%, cotado em R$ 5,1279.

  • Confira as 3 maiores altas do dia 16:

?#ASAI3 +7,14%  (R$ 13,05)

?#CVCB3  +5,96%  (R$ 15,12)

?#NTCO3  +5,93%  (R$ 25,00)

  • Confira as 3 maiores baixas do dia 16:

?#WEGE3  -4,81%  (R$ 31,30)

?#JBSS3  -3,88%  (R$ 37,18)

?#ALPA4 -3,32%  (R$ 27,09)

Mercados de Nova York

  • Dow Jones: +0,55%
  • S&P: +0,60%
  • Nasdaq: +0,76%

Mercados Europa

  • DAX, Alemanha: -0,06%
  • FTSE, Reino Unido: -0,69%
  • CAC, França: +0,27%
  • FTSE MIB, Itália: -0,48%
  • Stoxx 600: -0,13%

Mercados Ásia

  • Nikkei, Japão: -0,83%
  • Xangai, China: +0,06%
  • HSI, Hong Kong: +0,30%
  • ASX 200, Austrália: +0,16%
  • Kospi, Coreia: +0,53%

Petróleo

  • Brent (dezembro 2021): US$ 93,70 (-1,17%)
  • WTI (novembro 2021): US$ 92,38 (-1,37%)

Ouro

  • Ouro futuro (dezembro 2021): US$ 1.796,85 (+1,95%)

Minério de ferro

  • Bolsa de Dalian: US$ 108,06 (-3,79%)
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias