Ações
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Small caps têm rentabilidade superior ao Ibovespa: entenda a razão e saiba se é hora de investir

Small caps têm rentabilidade superior ao Ibovespa: entenda a razão e saiba se é hora de investir

Claudia Zucare

Claudia Zucare

06 Set 2022 às 13:31 · Última atualização: 06 Set 2022 · 6 min leitura

Claudia Zucare

06 Set 2022 às 13:31 · 6 min leitura
Última atualização: 06 Set 2022

foto de lupa sobre gráfico

Impulsionado pelo anúncio de fim de ciclo de juros, o Índice Small Cap (SMLL) da B3, carteira teórica que reúne as companhias de menor capitalização da bolsa, teve retorno de 10,90% em agosto, bem acima do Ibovespa, que teve alta de 6,48%.

Mas com Selic ainda em alta (atualmente em 13,75%), investir em small caps, ações de empresas de crescimento, é uma boa estratégia?

Confira a seguir.

Cenário para as small caps

Não só para as small caps, mas a renda variável em geral houve uma onda de otimismo em agosto, com a sinalização de que o Banco Central irá colocar fim no ciclo de alta da Selic.

Em sua última ata, o Comitê de Política Monetária (Copom) sinalizou que a Selic pode estacionar nos atuais 13,75% ou ter mais um ajuste residual na reunião do dia 21 de setembro.

Com isso, o mercado, que sempre opera passos adiante, já se antecipou a um próximo ciclo, agora de queda nos juros, possivelmente em 2023 – a EQI Asset projeta junho do próximo ano como provável início de queda de juros.

“A partir de meados de junho, o mercado inverteu a mão. Com o último comunicado do Copom, o mercado entendeu que, se o movimento de alta da Selic já não acabou, ele está muito próximo do fim. Com isso, o Ibovespa teve um desempenho muito bom e o índice de small caps melhor ainda”, afirma Luis Moran, head da EQI Research.

O que explica o desempenho melhor que o Ibovespa?

Moran explica que as commodities têm um peso muito grande no Ibovespa, o que fez com que o desempenho do Ibovespa ficasse abaixo das small caps. Isso porque há uma desaceleração na expectativa de crescimento global – vale dizer que o cenário global é de inflação em alta, crise energética, guerra prolongada na Ucrânia, ameaça de recessão nos EUA e na Europa, e lockdowns ainda ocorrendo na China, devido à política de Covid zero.

Já as small caps, ele complementa, são muito ligadas ao mercada doméstico, que passou a ter um desempenho melhor, especialmente após o aumento dos programas de auxílio do governo federal.

As melhores small caps

O Índice Small Cap (SMLL), que tem por objetivo ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de uma carteira composta pelas empresas de menor capitalização, obteve em agosto de 2022 desempenho de 10,9%.

As ações que tiveram as maiores variações positivas foram Mills (MILS3), com 29,48%, seguido por Trisul (TRIS3), com 22,89%, e BrasilAgro (AGRO3), com 19,39%.

Small caps que mais subiram em agosto

  • Positivo (POSI3): +73,18%
  • Grupo Mateus (GMAT3): +49,65%
  • Tenda (TEND3): +49,36%
  • Azul (AZUL4): +40,58%
  • Locaweb (LWSA3): +38,11%

Small caps que mais caíram em agosto

  • Espaço Laser (ESPA3): -22,75%
  • Aeris (AERI3): -22,67%
  • IRB (IRBR3): -14,14%
  • Iochpe-Maxion (MYPK3): -13,21%
  • Recrusul (RCSL3): -11,94%

Em quais ações ficar de olho?

Já para este e os próximos meses, Moran aponta que o investidor deve ter atenção especialmente ao varejo.

“Se o investimento for de longo prazo, temos empresas bem interessantes ligadas ao consumo básico, que deve aquecer no final do ano. Temos redes de supermercados performando muito bem”. Outro setor que merece atenção do investidor é o agronegócio, ele diz.   

Carteira recomendada BTG

Na carteira recomendada de small caps do BTG Pactual (BPAC11) entram Cury (CURY3), Blau (BLAU3) e Vamos (VAMO3).

Intelbras (INTB3), Desktop (DESK3), 3R Petroleum (RRRP3), Locaweb (LWSA3), Santos Brasil (STBP3), Sinqia (SQIA3) e Burger King (BKBR3) mantêm suas posições.

Enquanto Minerva, Mater Dei e Banco ABC saem.

O que são small caps?

Small caps são empresas que ainda não têm um porte muito grande no mercado de ações.

Em termos quantitativos, uma small cap é uma organização com valor de mercado em bolsa compreendido entre R$ 300 milhões e R$ 2 bilhões.

Podem ser companhias iniciantes na bolsa e, por esse motivo, seus papéis possuem baixa liquidez e volume de negociação menor.

Há ainda companhias com mais tempo de mercado, mas que se encontram em situações complexas, como recuperação judicial.

No entanto, existe um ponto fundamental que precisa ficar claro: ser small cap na bolsa de valores não significa que a empresa é pequena.

Ela pode até mesmo ser líder em seu mercado, mas ainda não ter atingido uma grande capitalização na bolsa.

Quais os riscos de investir em small caps?

Ao adquirir uma ação de small cap, o investidor está em busca do ganho de capital com a valorização do papel. No entanto, pode ser que isso não se confirme ao longo do tempo.

Existe ainda o risco de liquidez, com baixa procura pelo papel, o que tornará mais difícil a venda do ativo.

Dividendos das small caps

Outro ponto de atenção aos investidores é que as small caps não são conhecidas como boas pagadoras de dividendos.

Isto porque os acionistas de empresas em crescimento optam por aceitar a falta de dividendos como uma compensação pela expectativa de ganho que a small caps  proporcionará à medida que a empresa se fortalece.

Como adquirir small caps?

Para investir em small caps, o investidor pode adquirir as ações das empresas na bolsa de valores, ou cotas de fundos com exposição às mesmas, como o ETF (Exchange Traded Fund) SMALL11.

Para tanto, é preciso ter conta em uma corretora de valores imobiliários. E a EQI pode te ajudar com a abertura da conta e com assessoria especializada para a escolha dos melhores ativos. Clique aqui e fale com um de nossos assessores.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias