Economia
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
EQI e Mercado Bitcoin criam empresa para venda conjunta de ativos

EQI e Mercado Bitcoin criam empresa para venda conjunta de ativos

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

27 Abr 2022 às 12:07 · Última atualização: 24 Jun 2022 · 2 min leitura

Redação EuQueroInvestir

27 Abr 2022 às 12:07 · 2 min leitura
Última atualização: 24 Jun 2022

EQI; Juliano Custódio. A empresa acertouparceria com a Mercado Bitcoin

Divulgação EQI

Uma nova empresa, formada por EQI e Mercado Bitcoin, vai oferecer criptoativos para a base de clientes da EQI e, ao mesmo tempo, levar o cardápio de classes tradicionais de ativos para os clientes da Mercado Bitcoin.

Pelo acordo, no modelo “white label”, o investidor vai seguir enxergando a marca da empresa com a qual se relaciona ao acessar as plataformas, mas as receitas dessas operações cruzadas serão divididas.

Recorte do jornal Valor Econômico sobre a associação enre EQI e Mercado Bitcoin

Juliano Custódio, CEO da EQI, afirmou que a união das duas plataformas permitirá, em vez de recomendar o investidor para um parceiro, apresentar uma oferta integrada. Segundo ele, “muda o ângulo para que o cliente confie nas instituições, quando você diz que é uma empresa nossa”.

Entre as sinergias já em estudo pela EQI está a perspectiva da empresa estruturar seu próprio fundo de criptoativos ou listar um ETF (fundo de índice) ligado ao tema. Atualmente, a EQI atende 55 mil clientes e reúne aproximadamente R$ 15 bilhões. O braço de gestão de recursos ligado à EQI detém R$ 1,5 bilhão. A empresa aguarda autorização do Banco Central para colocar seu própria corretora em funcionamento.

Prestes a virar corretora, a EQI também anunciou recentemente a compra de participação na casa de análises Monett  e a criação de um braço (EQI Tech) para incubar gestoras de recursos menores dentro da EQI Asset. 

“O cliente ganha muito”

Já o CEO do Mercado Bitcoin, Reinaldo Rabelo, afirmou ao jornal Valor Econômico que “o cliente ganha muito quando há parcerias envolvendo ‘equity’, as companhias ficam de fato alinhadas, não é só uma linha de receitas dentro do produto”. Desta forma, a aliança societária pretende unificar as propostas para atender melhor os clientes de cada empresa.

Com uma base de 3,5 milhões de cadastros, dos quais 1 milhão tem alguma custódia de criptos, o Mercado Bitcoin movimentou R$ 40,3 bilhões em 2021.

Atualmente, a empresa é considerada um “unicórnio” – avaliada em mais de R$ 1 bilhão -, principalmente depois que conseguiu levantar US$ 250 milhões com o fundo da América Latina do SoftBank. Dentro do 2TM, grupo que controla o Mercado Bitcoin, há também a gestora de patrimônio resultado da compra da ParMais.

  • Quer saber a melhor maneira de diversificar seis investimentos? Então preencha este formulário que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para mostrar as aplicações disponíveis!
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias