Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Carrefour (CRFB3) lucra R$ 766 milhões no 4TRI21, com queda de 13,5%

Carrefour (CRFB3) lucra R$ 766 milhões no 4TRI21, com queda de 13,5%

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

15 Fev 2022 às 23:15 · Última atualização: 15 Fev 2022 · 1 min leitura

Redação EuQueroInvestir

15 Fev 2022 às 23:15 · 1 min leitura
Última atualização: 15 Fev 2022

O Carrefour (CRFB3) reportou um lucro líquido de R$ 766 milhões no quarto trimestre de 2021 (4TRI21), equivalente a uma queda de 13,5% na comparação com o mesmo período do ano anterior, quando atingiu R$ 886 milhões.

O GMV total atingiu R$ 1,012 bilhão no trimestre, com destaque para o crescimento muito forte do segmento alimentar.

Carrefour (CRFB3) : principais números do 4TRI21

Lucro líquido

  • Lucro 4TRI21: R$ 766 milhões
  • Lucro 4TRI20: R$ 886 milhões

Ebitda ajustado

  • Ebitda 4TRI21: R$ 1,757 bilhão
  • Ebitda 4TRI20: R$ 1,732 bilhão

Vendas brutas

  • Vendas 4TRI21: R$ 22,781 bilhões
  • Vendas 4TRI20: R$ 21,963 bilhões

Vendas brutas aumentam

As vendas consolidadas do Carrefour (CRFB3) atingiram R$ 22,78 bilhões no 4TRI21, um crescimento de 3,7% sobre o mesmo trimestre do ano anterior.

Segundo a  companhia, o Grupo Carrefour Brasil apresentou um forte desempenho no 4TRI21, com crescimento nas vendas brutas e EBTIDA ajustado, mesmo diante de uma base de comparação muito difícil.

“A expansão do Atacadão acelerou e o Banco Carrefour Varejo continuou sua forte recuperação, enquanto as vendas de alimentos do Carrefour Varejo voltaram a crescer e a recuperação da Unidade de Negócios está a caminho,” acrescentou o Carrefour.

Ebitda Ajustado

O Ebitda Ajustado no trimestre totalizou R$ 1,8 bilhão, 8,5% abaixo na base anual, com 8,7% de margem (-0,2 p.p. vs. 4T20).

” Esse resultado se deve à combinação do forte desempenho das lojas do Atacadão e da continuidade da tendência de recuperação do Banco Carrefour. Isso mais do que compensou o desempenho da divisão Varejo, que foi negativamente impactada pelo segmento não alimentar,” explicou o Grupo.

 

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias