Economia
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Relatório de inflação do BC confirma revisão da projeção do PIB de 1,0% para 1,7%

Relatório de inflação do BC confirma revisão da projeção do PIB de 1,0% para 1,7%

Osni Alves

Osni Alves

30 Jun 2022 às 08:30 · Última atualização: 30 Jun 2022 · 4 min leitura

Osni Alves

30 Jun 2022 às 08:30 · 4 min leitura
Última atualização: 30 Jun 2022

Imagem mostra fachada do Banco Central, o BC do Brasil.

Divulgação/Agência Brasil

O Banco Central divulgou na manhã desta quinta-feira (20) o Relatório Trimestral de Inflação (RTI), já antecipado semana passada em entrevista de Roberto Campos Neto, presidente do BC.

Conforme a instituição, a inflação acumulada em quatro trimestres atinge pico de 12% no segundo trimestre de 2022, caindo para 8,8% no final do ano, acima do limite superior do intervalo de tolerância (5%) da meta para a inflação (3,50%).

Já para 2023, a inflação projetada cai para 4%. E, em 2024, para 2,7%. Lembrando que as metas para esses anos são 3,25% e 3%, respectivamente. Além disso, houve revisão do PIB de 2022, de 1% para 1,7%.

O documento divulgado esta manhã destaca que o ambiente externo seguiu se deteriorando, e as fortes e persistentes pressões inflacionárias, decorrentes da recuperação global após a pandemia, foram exacerbadas pelo avanço nos preços de commodities este ano e, mais recentemente, pela onda da Covid-19 na China, prolongando ainda mais o processo de normalização do suprimento de insumos industriais.

Tabela mostra projeção para inflação no Brasil, segundo o BC.
Projeções para inflação e intervalo de probabilidade. Fonte: BC
Tá, e aí?Stephan F. Kautz, economista-chefe da EQI Asset

Para o economista-chefe da EQI Asset, Stephan F. Kautz, os dados de hoje não trouxeram novidades e apenas corroboram que o crescimento deve desacelerar no ano que vem de maneira importante, dado que eles vêm um hiato, ou seja, diferença entre o crescimento efetivo e o potencial, ficando negativo de novo.

De acordo com Kautz, isso deve ajudar na tarefa do BC de puxar a inflação para baixo, “De qualquer maneira, eles estão com uma projeção de IPCA para o ano que vem de 4%, acima da meta de 3,25%, lembrando que, provavelmente, a gente deve ter um impacto de inflação altista no ano que vem, vindo da sanção do PL 18, que traz uma volta de alguns dos impostos que foram reduzidos recentemente”, explicou.

E concluiu: “então, vamos ver como é que eles vão comunicar isso, mas, de qualquer maneira, a gente está mantendo a nossa projeção de uma alta de 50 pontos para a próxima reunião do Copom, levando a Selic para 13,75%, e depois mantendo nesse patamar pelo menos até abril do ano que vem.”

Relatório de inflação do BC

Ainda de acordo com o documento, o crescimento de grandes economias tem sido revisado para baixo, em função da expectativa de reversão dos estímulos implementados durante o longo período da pandemia, em particular os de política monetária.

O relatório elenca, também, que revisões negativas de crescimento para a China, em parte refletindo a política de Zero Covid adotada por esse país.

Acontece que bancos centrais de países desenvolvidos e emergentes têm adotado uma postura mais contracionista em reação ao avanço da inflação, ainda que, em parte dessas economias, as taxas de juros correntes sigam em campo avaliado como expansionista.

Nesse contexto, a reprecificação da política monetária nos países avançados, o aumento da aversão a risco e a mudança da perspectiva de crescimento econômico têm impactado as condições financeiras tanto de países avançados quanto de emergentes.

Atividade econômica brasileira

O relatório traz informações referentes à atividade econômica brasileira, destacando que dados divulgados desde o último Relatório de Inflação evidenciaram crescimento no primeiro trimestre mais expressivo do que se projetava à época.

O carregamento estatístico do primeiro trimestre e indicadores mensais de abril e maio também sugerem um segundo trimestre mais positivo do que o antecipado.

No mesmo sentido, indicadores relativos ao mercado de trabalho seguem em recuperação.

Mantém-se a expectativa de desaceleração relevante da atividade no segundo semestre.

Já os efeitos cumulativos do aperto monetário em curso, que é parte da estratégia de convergência da inflação para o redor da meta no horizonte relevante, devem contribuir para essa desaceleração.

  • Quer saber mais sobre o relatório de inflação e aprender a investir no mercado de capitais? Então preencha este formulário que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para mostrar as aplicações disponíveis!
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias