Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Aposentadoria: aprenda a investir para ter uma velhice tranquila

Aposentadoria: aprenda a investir para ter uma velhice tranquila

Osni Alves

Osni Alves

10 Mai 2022 às 13:38 · Última atualização: 19 Jun 2022 · 9 min leitura

Osni Alves

10 Mai 2022 às 13:38 · 9 min leitura
Última atualização: 19 Jun 2022

Investimento para a aposentadoria é sempre a melhor opção.

Chegar à velhice com algum colchão financeiro deveria ser o objetivo de todas as pessoas, mas, infelizmente, são poucos os que se preparam para a aposentadoria.

A razão pela qual tanta gente passa longe de um plano financeiro voltado à chamada melhor idade se dá por inúmeros fatores, entretanto, mais cedo ou mais tarde a carreira profissional se encerra e o inevitável bate à porta: como viver com tão pouco.

Isso porque o salário mínimo praticado no Brasil rotineiramente perde para a inflação, ou seja, o poder de compra é sempre inferior ao custo dos produtos na prateleira.

Desta forma, não tem jeito, ou o cidadão se volta para a educação financeira ainda que tardiamente, ou vai ter que apertar o cinto ainda mais quando se tornar um idoso.

Como ter uma aposentadoria mais tranquila?

Se você quer saber como ter uma aposentadoria mais tranquila, a resposta é juntando algum dinheiro na juventude para ter uma velhice mais garantida.

Os manuais mais básicos de educação financeira recomendam que o cidadão deve separar, no mínimo, dez porcento de seus rendimentos todo mês para aplicá-los em investimentos que garantam alguma rentabilidade com a finalidade de fazer o dinheiro render,

É sabido que em um cenário altamente instável como o brasileiro, isso acaba sendo uma tarefa bastante difícil, principalmente em razão da recorrência, ou seja, de fazer uma vez por mês, todos os meses, durante muito tempo.

Por cauda da instabilidade econômica do país muitos começam, mas não conseguem dar prosseguimento a esta estratégia. Assim, quando vão checar o quanto já juntaram acabam desanimando e até desistindo.

Mas é importante frisar que não existe fórmula mágica, e todos aqueles que desejam “finais minimamente felizes” precisam fazer sua cota de sacrifício enquanto é tempo. Isso porque não existe pote de ouro ao final do arco-íris e entregar a vida à própria sorte, aguardando algum acontecimento positivo que mude sua condição econômica não é algo produtivo.

Acontece que a riqueza se dá por meio do trabalho e não apenas isso, mas a gestão e a estratégia de o que fazer e como fazer são essenciais para o acúmulo de bens.  

Quais as opções para se aposentar bem?

Agora, se você quer saber quais as opções para se aposentar bem, podemos afirmar que existem algumas interessantes, mas vamos focar nas duas mais essenciais: poupança e investimentos.

A primeira diz respeito àquele dinheiro que você separa de seu salário, ou faturamento para quem é profissional liberal, e coloca em uma aplicação tradicional no banco.

É importante dizer que a poupança em si não é considerada investimento, mas apenas uma forma de guardar algum dinheiro em uma instituição financeira cuja rentabilidade em cima do recurso possivelmente acaba perdendo para qualquer outra forma de aplicação financeira.

Cabe lembrar, ainda, que boa parte das aplicações financeiras está atrelada à taxa Selic, que é o juro básico da economia brasileira. Por isso a rentabilidade da poupança, bem como de outras modalidades de aplicação, acaba sofrendo alterações porque a própria Selic muda.

E essa movimentação resulta em dois fenômenos distintos, sendo que o primeiro é que a poupança continua sendo a aplicação preferida dos brasileiros, e o segundo é que à medida que a população vai conhecendo sobre investimentos, rentabilidade e mercado financeiro por meio da educação financeira proporcionada por instituições que competem entre si no mercado, mais gente tira dinheiro da poupança e o direciona a outras aplicações.

Agora, provavelmente você já compreendeu que a segunda opção disponível no mercado para fazer seu dinheiro render é – como já dito – o investimento. E por investimento entenda o seguinte: renda fixa e renda variável.

Via de regra, por questão de segurança e outros motivos, boa parte da população que busca alternativa mais atraente para seu dinheiro, visando a aposentadoria, acaba preferindo a renda fixa. E ela é realmente a melhor opção neste caso.

Mas o que é renda fixa e onde eu coloco meu dinheiro?

A renda fixa é chamada assim justamente porque ela proporciona uma rentabilidade previsível, que pode ser fixada em um percentual mensal ou seguir algum índice como a taxa Selic, o CDI, a inflação ou outro.

Trata-se de uma excelente opção para quem pretende proteger o patrimônio, ou seja, diversificar os investimentos, bem como assegurar uma rentabilidade “garantida” em cima de algum capital para uma finalidade futura, como a aposentadoria, por exemplo.

Podemos acrescentar, ainda, que o índice de referência mais comum na renda fixa é o CDI, e outros ativos também são indexados pela Taxa Selic.

Dentre as opções encontradas no universo da renda fixa estão o Tesouro Direto, o CDB, os fundos de renda fixa simples, os fundos de previdência privada, as letras de crédito, os fundos de investimento imobiliário e por aí vai.

Existem outros mais, porém, por agora, vamos focar nestes de maneira que você saiba tudo o que precisa para investir com segurança e ter uma aposentadoria feliz.

  • Tesouro Direto

Caracterizado por ser uma plataforma que disponibiliza títulos públicos federais com alto nível de segurança. Foi criado com o intuito de democratizar os investimentos para todas as pessoas, funcionando como um empréstimo para o governo federal. Assim, o governo te paga juros pelo dinheiro emprestado em um prazo determinado.

  • CDB (Certificados de Depósitos Bancários)

São títulos oferecidos por bancos com o intuito de captar fundos. Dessa forma, você empresta dinheiro para instituições financeiros e elas te pagam juros pelo dinheiro emprestado. Eles possuem três diferentes tipos de classificações:

Prefixado: no momento da aplicação, já é possível saber quanto ele irá te render ao ano;

Pós-fixado: é atrelado a um índice e depende da variação dele;

Híbrido (mescla um prefixado com um pós): no momento da aplicação, será definido que você irá ter uma rentabilidade X acrescido da variação do índice.

  • Fundos de Renda Fixa Simples

Foram criados para que os investidores tivessem um acesso fácil, seguro e barato aos investimentos, e trazem como principal característica o seguinte: no mínimo 95% do patrimônio aplicado deve estar em títulos públicos federais e/ou em títulos de baixo risco.

  • Fundos de Previdência Privada

São semelhantes a fundos de investimentos comuns, porém com a finalidade de guardar recursos para a aposentadoria, e se caracterizam por um sistema parecido com o da aposentadoria, na qual você vai investir um valor que vai render por determinado tempo.

  • Letras de Crédito

Existem duas Letras de Crédito, que são Letras de Crédito Imobiliárias e Letras de Crédito Agropecuárias (LCI/LCA). Elas possuem um benefício frente a outros investimentos que é a não incidência de tributação. São caracterizadas por serem títulos emitidos por bancos com o intuito de captar dinheiro no mercado e investir no setor de imóveis e de agronegócios.

  • Fundos de investimento imobiliários

Os FIIS fazem a captação do valor e aplicam no setor imobiliário, como condomínios e centros de distribuição. A rentabilidade dos fundos de investimento imobiliário é paga mensalmente, no geral, como se fosse um aluguel, ou seja, você aplica nesse fundo e todo mês recebe um valor pelo investimento realizado.

Investimento para a aposentadoria é sempre a melhor opção.

Recorrendo a assessores para se municiar de todas as informações

Mesmo compreendendo tudo acerca de investimentos, é recomendável também contar com profissionais especializados na hora de fazer levantamentos, cálculos e decidir por vender ou segurar.

A EQI Investimentos, por exemplo, conta com mais de mil profissionais treinados para oferecer sempre a melhor assessoria sobre todo tipo de investimento. A empresa atende por telefone, chat, e-mail e coloca seu time à disposição para ligar aos interessados também.

Além disso, mantém no ar o portal Euqueroinvestir.com com notícias, artigos e análises de maneira a manter seu público sempre bem-informado. E não apenas isso, mas também um canal no YouTube com aulas, análises, call de mercado e tudo o que é essencial ao investidor, seja ele iniciante ou alguém cum uma carteira robusta.

EQI é BTG Pactual (BPAC11)

A EQI alcançou, recentemente, R$ 14 bilhões sob custódia, o que faz dela uma das maiores assessorias do país. Isso se dá também por conta dos muitos escritórios em cidades importantes, sendo capitais ou não.

Além disso, a EQI é associada do BTG Pactual (BPAC11), ou seja, tratar com a EQI é tratar com o maior banco de investimentos do Brasil, o que garante agilidade e segurança, além de uma infinidade de opções e operações à disposição do investidor.

Inclusive, o investidor que quiser se aprofundar ainda mais acerca da marcação a mercado pode obter, gratuitamente, um documento do próprio BTG. O objetivo, com isso, é municiar o investidor com todos os recursos possíveis, de maneira que ele conheça cada vez mais e se sinta seguro e confortável para fazer seus movimentos no mercado de capitais.

  • Quer saber mais sobre aposentadoria e como investir? Então preencha este formulário que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para mostrar as aplicações disponíveis!
A retomada das Criptos?
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias