Fundos Imobiliários
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Direito de subscrição de FIIs: entenda o que é como ter novas cotas de um fundo

Direito de subscrição de FIIs: entenda o que é como ter novas cotas de um fundo

Vanessa Araujo

Vanessa Araujo

08 Jun 2022 às 10:58 · Última atualização: 08 Jun 2022 · 5 min leitura

Vanessa Araujo

08 Jun 2022 às 10:58 · 5 min leitura
Última atualização: 08 Jun 2022

Prédios - Fundos Imobiliários - como é a subscrição

Reprodução Pixabay

Você sabe o que é o direito de subscrição de FIIs? 

Entender esse conceito é fundamental para quem deseja se aprofundar no mercado financeiro, sobretudo àqueles que pretendem aplicar em fundos de investimento imobiliário (FIIs). 

Levando em conta as dúvidas acerca deste tema, elaboramos um texto explicando o que é uma subscrição de FIIs, como funciona e como pode ser feita essa operação. Confira o nosso artigo! 

O que é um direito de subscrição de FIIs?

O direito de subscrição de FIIs nada mais é do que a preferência oferecida ao cotista para a compra de novas cotas de um fundo de investimento imobiliário, lançadas na bolsa de valores.

Em outras palavras, trata-se de um procedimento que é realizado no momento em que um FII emite novas frações, por meio de um follow-on (oferta secundária), a fim de elevar o capital do seu patrimônio. 

Dessa forma, quando as novas cotas são lançadas, os investidores que contam com aplicações nesse fundo têm garantido o direito de adquirir novas parcelas e preservar sua porcentagem de participação no capital.

FII fis

Subscrição de fundos imobiliários: entenda melhor o processo

No momento em que um fundo imobiliário emite novas frações, a porcentagem das cotas dos atuais investidores pode ser reduzida. Todavia, caso esses acionistas exerçam o direito de subscrição do FII, os percentuais adquiridos na operação anterior poderão ser mantidos. 

Por exemplo, se um acionista detém 7% do capital de um fundo imobiliário, com a emissão de novas cotas, essa proporção pode diminuir para 5%, dependendo da quantidade de frações lançadas. Nesse caso, o detentor da cota pode garantir a conservação dos 7% ou vender esse direito. 

Como funciona o direito de subscrição de fundos imobiliários?

Quando um FII decide emitir novas cotas, ele precisa divulgar um projeto preliminar, contando com informações referentes ao processo para o mercado e seus cotistas, por meio do fundo na B3 (B3SA3). Nesse documento, é necessário constar: 

  • data em que o fundo decidiu lançar novas cotas;
  • prazo para os cotistas exercerem o direito de subscrição;
  • data em que o direito de subscrição poderá ser negociado com terceiros;
  • porcentagem da cota que o investidor poderá subscrever;
  • valor das novas cotas.

Assim que esse prospecto for lançado, é necessário que o FII emita os direitos de subscrição para todos os seus cotistas. Nesse comunicado, os investidores receberão em sua carteira o código do FII, acrescido do número 12 no final. 

É importante destacar que o FII12 nada mais é do que a informação que comprova o direito de subscrição, já que o FII11 confirma que ele já tem participação no capital do fundo. 

Desse modo, eles poderão subscrever, vender ou não emitir nenhum comunicado ao fundo. No último caso, porém, ficará subentendido que eles não desejam manter o direito de subscrição. 

Como exercer o direito de subscrição de fundos imobiliários? 

O procedimento para exercer o direito de subscrição de um fundo de investimento imobiliário é bem simples: o cotista necessita entrar em contato com sua corretora e fazer a solicitação e liquidação financeira, considerando todos os prazos estabelecidos pelo emissor, bem como atendendo todas as normas do processo. 

Assim que o procedimento for concluído, o investidor receberá o recibo em sua carteira, contando com o título do fundo e o número 13 no final. 

Como negociar o direito? 

A negociação para vender o direito de subscrição de FIIs pode ser realizada no mercado secundário. Para que essa operação seja feita, porém, é necessário que o fundo autorize esse processo e a transação ocorra dentro do prazo estabelecido no prospecto. 

Sobras de subscrições de FIIs

As sobras de subscrições de FIIs são referentes aos direitos que não foram efetivados ou comercializados com terceiros no mercado secundário. Quando isso ocorre, os fundos podem emitir essas cotas para atrair novos investidores. 

Quais são as vantagens de exercer o direito de subscrição de FIIs? 

A principal vantagem de exercer o direito de subscrição de um fundo de investimento imobiliário é a possibilidade de adquirir novas cotas por um valor abaixo do preço oferecido na oferta para a bolsa de valores.

Isso porque, normalmente, os preços das frações para quem tem o direito de subscrição são inferiores, comparado aos disponibilizados na bolsa. 

Outro benefício é a redução de potencial de diluição da participação no fundo. Além disso, existe a oportunidade de gerar lucros a partir da negociação na bolsa, uma vez que é possível comprar novas frações por um preço reduzido e negociá-las por um valor mais alto. 

Em contrapartida, o processo pode não ser benéfico, caso os FIIs apresentem problemas, como abandono dos cotistas, inadimplência, complicações nos contratos e agravamento dos ativos. 

Entenda mais sobre fundos imobiliários no vídeo a seguir!

  • Deseja saber mais sobre direito de subscrição de FIIs? Então preencha este formulário que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para te explicar sobre o assunto! 
A retomada das Criptos?
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias