Economia
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Senado estuda mudança no Imposto de Renda para taxar dividendos de acionistas

Senado estuda mudança no Imposto de Renda para taxar dividendos de acionistas

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

26 Mai 2022 às 12:12 · Última atualização: 24 Jun 2022 · 2 min leitura

Redação EuQueroInvestir

26 Mai 2022 às 12:12 · 2 min leitura
Última atualização: 24 Jun 2022

Senado estuda colocar em pauta e tributação de dividendos como parte da reforma do Imposto de Renda: imagem mostra o plenário do Senado

Roque de Sá/Agência Senado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), estuda nos bastidores retomar as discussões da proposta de reforma do Imposto de Renda (IR) e uma das possíveis modificações pode ser na redução da alíquota a ser criada sobre os dividendos distribuídos aos acionistas.

A Câmara aprovou que esse tributo tenha uma incidência de 15%, mas a cúpula do Senado discute reduzir o percentual para 10%, segundo reportagem do jornal Valor Econômico.

Caso seja aprovado neste ano, o novo imposto seria cobrado na fonte, ou seja, diretamente das empresas antes de chegar aos acionistas, a partir do ano que vem.

Os senadores discutem modificar também o total de impostos que incidirá sobre o lucro das empresas não-financeiras: a proposta da Câmara propõe redução de 34% para 26%, mas os senadores estudam o patamar de 30% para compensar a redução na cobrança sobre os dividendos.

O Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) também pode sofrer alterações. Os deputados baixaram o tributo dos 25% para 18%, e o Senado deve mexer também nessa alíquota.

Xadrez político para tramitação da reforma

A ideia de Pacheco é debater o tema na semana que vem, durante a próxima reunião de líderes. Isso porque está previsto uma semana de esforço concentrado no Senado, quando a maioria dos parlamentares estará presente na Casa, para resolver as principais pendências antes da intensificação da campanha eleitoral.

O presidente do Senado Pacheco está tentando costurar um acordo, segundo o Valor, para que a reforma do Imposto de Renda seja votada diretamente no plenário, sem apreciação prévia pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

Para isso, porém, será preciso trocar o relator, já que o atual responsável pelo projeto, Angelo Coronel (PSD-BA), já deixou claro que não pretende colocar a matéria em pauta agora. Durante o Congresso Internacional de Direito Tributário do Rio de Janeiro, promovido pela Associação Brasileira de Direito Financeiro, Coronel disse que, por sua vontade, o projeto “continuará no lugar em que está, na minha gaveta”.

Uma das soluções previstas por Pacheco é criar um novo projeto, ignorando o que já passou pela Câmara, limitando o texto à redução do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) e à definição da tributação sobre dividendos. Para isso, porém, seria preciso negociar um acordo com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

  • Quer entender  o impacto da taxação de dividendos em seus investimentos? Preencha este formulário e um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para tirar todas as suas dúvidas e mostrar as melhores opções de aplicação!
A retomada das Criptos?
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias