Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
São Martinho (SMTO3): conheça a produtora de açúcar e etanol

São Martinho (SMTO3): conheça a produtora de açúcar e etanol

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

28 Fev 2022 às 10:00 · Última atualização: 24 Jun 2022 · 7 min leitura

Redação EuQueroInvestir

28 Fev 2022 às 10:00 · 7 min leitura
Última atualização: 24 Jun 2022

São Martinho

São Martinho

A São Martinho (SMTO3) está entre os maiores grupos sucroenergéticos do Brasil, com capacidade aproximada de moagem de 24 milhões de toneladas de cana-de-açúcar e índice médio de mecanização de colheita de 100%, uma referência no setor.

Possui quatro unidades em operação: Usina São Martinho, em Pradópolis, na região de Ribeirão Preto (SP); Usina Iracema, em Iracemápolis, na região de Limeira (SP); Usina Santa Cruz, localizada em Américo Brasiliense (SP) e Usina Boa Vista, em Quirinópolis, a 300 quilômetros de Goiânia (GO).

As usinas São Martinho, Santa Cruz e Iracema produzem açúcar e etanol, enquanto a Usina Boa Vista é dedicada exclusivamente à produção de etanol. Todas elas geram energia elétrica a partir da queima do bagaço da cana, garantindo autossuficiência e venda do excedente.

A Companhia possui uma plataforma logística para escoamento de produtos, por sua alta capacidade de armazenagem e a proximidade de importantes rodovias e ferrovias. Por ser privilegiada com a existência de um ramal ferroviário próprio e combinar praticidade e custos menores com produção escoada em tempo real.

Após um abrangente processo de profissionalização, a partir de fevereiro de 2007, a São Martinho teve suas ações negociadas no Novo Mercado, segmento mais elevado de governança corporativa da Bolsa de Valores de São Paulo (B3), sob o ticker SMTO3.

História da São Martinho

A história da empresa teve início na Itália, no final do século XIX, quando integrantes da família Ometto imigraram para o Brasil. Na ocasião, eles trouxeram na bagagem o sonho e a esperança de conseguir melhores condições de vida e de trabalho no novo país. No interior de São Paulo, trabalharam unidos e perseverantes, pavimentando pouco a pouco uma trajetória de raro sucesso.

No sítio Olaria montaram seu primeiro engenho de cana-de-açúcar, em 1914. Já em 1932, na Fazenda Boa Vista, região de Limeira, a família produziu açúcar pela primeira vez.

Em 1937, a Usina Iracema foi comprada em Iracemápolis, município localizado no interior de São Paulo, e transformou-se em uma destilaria de álcool. Em 1946, a usina passou a fabricar açúcar também. Três anos mais tarde, os Ometto adquiriram a Usina São Martinho, situada na cidade de Pradópolis, distante cerca de 330 quilômetros de São Paulo, que se transformou em uma das maiores processadoras de cana do mundo.

Ao longo das décadas, as duas usinas cresceram e se modernizaram. Desde 2000, criou-se uma estrutura unificada para administrar o negócio de maneira cada vez mais profissionalizada, possibilitando novas oportunidades de investimento.

O conceito de grupo empresarial foi consolidado nos últimos anos com a padronização de uma marca. Isto ajudou a fortalecer o desempenho, principalmente com a abertura do capital da companhia em 2007, buscando assim uma competitividade cada vez maior nos mercados em que atua.

As usinas da empresa

Usina São Martinho

A Usina São Martinho, localizada na cidade de Pradópolis (SP), é a maior processadora de cana do mundo, com moagem de 10 milhões de toneladas/safra. Fundada em 1948 e com quase 5 mil colaboradores, a unidade se destaca como referência não apenas pelo porte, mas também pela excelência em seus processos agroindustriais.

Seu elevado índice de mecanização, um dos maiores entre as grandes do setor, e sua preocupação com o meio ambiente são referências no mercado sucroenergético.

Outro forte diferencial da unidade é sua área de logística, que traz vantagens competitivas como armazenamento de açúcar a granel e a existência de um ramal ferroviário interno, que possibilita o transporte de sua produção de etanol e açúcar por trens para o Porto de Santos, combinando praticidade com menores custos.

A Usina São Martinho ainda abriga o CSC (Centro de Serviços Compartilhados) de toda a São Martinho, proporcionando uma melhor gestão dos negócios da companhia.

Usina Iracema

Localizada na cidade de Iracemápolis (SP), na região de Limeira, um dos primeiros polos de desenvolvimento da indústria açucareira paulista no século passado, a Usina Iracema tem mais de 70 anos de experiência na fabricação de etanol e açúcar e atualmente possui capacidade de processamento de cana de 3 milhões de toneladas por safra. A proximidade com o Porto de Santos confere à unidade um diferencial logístico relevante para a exportação da sua produção.

Nos últimos anos, a Iracema recebeu da São Martinho investimentos que atualizaram sua planta industrial e modernizaram a gestão da área agrícola. Novos equipamentos na indústria e no campo, aliados a um intenso programa de profissionalização e capacitação de seus mais de 2 mil colaboradores, transformaram a Iracema numa usina preparada para superar os atuais desafios de produtividade do setor sucroenergético.

Usina Santa Cruz

Fundada em 1945, está localizada no município de Américo Brasiliense (SP), na região de Araraquara, estando distante a apenas 280 quilômetros da capital paulista e 350 quilômetros do Porto de Santos.

A unidade possui índice superior a 90% de cana própria e tem capacidade de moagem de aproximadamente 5,6 milhões de toneladas por safra.  É uma das pioneiras e referência em implementação de Política de Sustentabilidade, possuindo certificação ISO 9001, ISO 14001 e Greenergy em seus processos.

A Santa Cruz, que também é certificada pela Bonsucro, conta com aproximadamente 3 mil colaboradores.

Usina Boa Vista

Inaugurada em 2008, fruto de um projeto greenfield, a Usina Boa Vista, situada em Quirinópolis (GO) é considerada uma das mais modernas do mundo. Atualmente possui capacidade de moagem de aproximadamente 5 milhões de toneladas por safra, sendo suas atividades 100% destinadas para produção de etanol, além de cogeração de energia.

Presente em uma área de 1,7 milhão metros quadrados, sendo 23 mil de área construída, a usina possui layout projetado para futuras expansões de suas operações com o objetivo de ampliar a sua capacidade de processamento de cana.

Um de seus destaques é o COI (Centro de Operações Industriais), uma sala de comando que apresenta o status em tempo real de todos os processos em andamento na indústria 24 horas por dia, de forma ininterrupta. No local são gerenciadas operações como extração e tratamento do caldo de cana, fermentação, destilação, armazenagem, geração de vapor, geração de energia elétrica e ar comprimido, tratamento de água e efluentes, entre outras.

Resultados da São Martinho

A São Martinho (SMTO3) reportou alta de 156,1% no lucro líquido do terceiro trimestre do ano safra 2022 em comparação com o 3TRI21.

A empresa registrou R$ 696,9 milhões de lucro líquido no 3TRI22 contra R$ 272,1 milhões no 3TRI21.

O Ebitda ajustado da São Martinho (SMTO3) cresceu 37% no comparativo entre o 3TRI22 e o 3TRI21. Assim, subiu de R$ 651,5 milhões para R$ 892,7 milhões.

A margem Ebitda ajustada também aumentou: passou de 53,7% para 58,3%.

Segundo a empresa, a melhora do indicador reflete, principalmente, melhores preços médios de comercialização do etanol (+76,9%), e do açúcar (+30,9%) no trimestre.

Já a receita líquida da São Martinho (SMTO3) cresceu 26,2% na base anual. Ou seja, foi de R$ 1,2 bilhão no 3TRI21 e de R$ 1,53 bilhão no 3TRI22.

Participações societárias da São Martinho

A maior parte das ações da empresa está nas mãos da LNJ Participações, com 53,74%.

A companhia tem 142.845.106 de ações em circulação no mercado. São 12.134 investidores pessoa física, 124 pessoas jurídica e 536 investidores institucionais.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias