Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Rumo (RAIL3) reporta trimestre fraco, diz BTG (BPAC11) que recomenda Compra

Rumo (RAIL3) reporta trimestre fraco, diz BTG (BPAC11) que recomenda Compra

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

18 Fev 2022 às 15:17 · Última atualização: 18 Fev 2022 · 3 min leitura

Redação EuQueroInvestir

18 Fev 2022 às 15:17 · 3 min leitura
Última atualização: 18 Fev 2022

RUMO

Divulgação

A Rumo (RAIL3) reportou um trimestre fraco e margens menores, segundo o BTG Pactual (BPAC11) que recomenda Compra e preço-alvo em R$ 27,00 por ação.

De acordo com o banco de investimentos, os números do quarto trimestre da companhia ficaram abaixo das estimativas, bem como do consenso de mercado.

Também disse que a receita líquida consolidada foi de R$ 1,5 bilhão (queda de 9% a/a; em linha), enquanto o EBITDA foi de R$ 419 milhões (queda 45% a/a, 24% abaixo da estimativa), implicando uma margem fraca de 28% (vs. 46% no 4T20 e previsão do banco de 35%).

E acrescentou que excluindo os efeitos da Malha Central (totalizando R$ 12 milhões no 4T21), e o EBITDA foi de R$ 407 milhões (vs. R$ 739 milhões no 4T20).

Isso porque a Rumo registrou prejuízo líquido de R$ 384 milhões (vs. zero um ano atrás e abaixo da estimativa de queda de R$ 255 milhões e consenso de recuo de R$ 227 milhões).

BTG: balanço da Rumo

Ainda de acordo com o BTG, os volumes transportados ficaram estáveis a/a em 15,9 bilhões de TKU, com os volumes agrícolas caindo 3% e os industriais subindo 2%.

O rendimento médio caiu 6% a/a, sendo que na malha Norte o rendimento da operação caiu 14% e o rendimento da operação Sul aumentou 14%.

A operação da malha Norte teve margem EBITDA atingindo 30% (vs. 54% no 4T20) devido a maiores custos de combustível, menor diluição dos custos e despesas, além de um mix mais fraco de produtos.

Já a margem EBITDA da operação Sul foi de 22% — estável a/a, também impactado pela menor diluição de custos e despesas e um mix pior.

Em termos de volume, a divisão Sul caiu 9% a/a, impactada por menores volumes de milho (-82% a/a), enquanto a divisão Norte apresentou estabilidade, com menor volume de milho (-20% a/a) e açúcar (-40% a/a) a/a), sendo compensados pelo maior volume movimentado de soja (aumento de mais de 100% a/a).

Alavancagem e valuation

Conforme o banco de investimentos, o capex do quarto trimestre foi de R$ 701 milhões (-30% a/a), com capex recorrente subindo 8% para R$ 304 milhões e o capex de expansão caindo 45% para R$ 397 milhões.

O aumento foi impulsionado principalmente por investimentos nas malhas Central e Paulista, e a alavancagem (sem leasings) foi de 2,8x, um pouco acima de 2,4x no último trimestre.

Além de seus resultados, a Rumo também divulgou seu guidance para o ano de 2022 com os volumes na faixa de 72 a 76 bilhões de TKU (vs. 80 bilhões de TKU do banco), bem como o EBITDA deve atingir R$ 4,1 a 4,5 bilhões (vs. Os R$ 4,8 bilhões e consenso de R$ 4,7 bilhões do banco).

Também o capex deve ficar em torno de R$ 2,7 a 2,9 bilhões (abaixo de nossa estimativa de R$ 3 bilhões). “Embora reconhecemos que o novo guidance aponte para números muito abaixo do consenso, também notamos que a empresa já estava orientando o mercado para uma performance mais fraca este ano, e acreditamos que o recente sell off já precificou parcialmente as expectativas mais fracas para 2022, especialmente após o aumento nos custos de combustível”, destacou o BTG em relatório ao mercado.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias