Ações
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Petrobras (PETR3; PETR4) amplia supervisão sobre preços ao mercado interno

Petrobras (PETR3; PETR4) amplia supervisão sobre preços ao mercado interno

Matheus Gagliano

Matheus Gagliano

27 Jul 2022 às 14:16 · Última atualização: 27 Jul 2022 · 3 min leitura

Matheus Gagliano

27 Jul 2022 às 14:16 · 3 min leitura
Última atualização: 27 Jul 2022

Petrobras (PETR3; PETR4) reduz o preço da gasolina

A Petrobras (PETR3; PETR4) aprovou, no conselho de administração, a Diretriz de Formação de Preços no Mercado Interno. De acordo com a companhia, a diretriz reitera a competência da Diretoria Executiva na execução das políticas de preço, preservando e priorizando o resultado econômico da Companhia, buscando maximizar sua geração de valor.

Segundo comunicado, a petroleira informou que, além disso, a diretriz incorpora uma camada adicional de supervisão da execução das políticas de preço pelo Conselho de Administração e Conselho Fiscal, a partir do reporte trimestral da Diretoria Executiva, formalizando prática já existente.

Os procedimentos relacionados à execução da política de preço, tais como, a periodicidade dos ajustes dos preços dos produtos, os percentuais e valores de tais ajustes, a conveniência e oportunidade em relação a decisão dos ajustes dos preços permanecem sob a competência da Diretoria Executiva.

“Vale destacar que a referida aprovação não implica em mudança das atuais políticas de preço no mercado interno, alinhadas aos preços internacionais, e tampouco no Estatuto Social da Companhia”, informou comunicado da empresa.

Petrobras (PETR3; PETR4): decisão vem dias após redução de gasolina

No último dia 19, a petroleira havia reduzido o preço da gasolina vendida às refinarias. Desde o dia 20, vigora uma redução de 4,9%. Isso significa que o preço médio do litro passou de R$ 4,06 para R$ 3,86.

Segundo a petroleira, considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 2,96, em média, para R$ 2,81 a cada litro vendido na bomba.

A companhia informou que essa redução acompanha a evolução dos preços internacionais de referência, que se estabilizaram em patamar inferior para a gasolina, sendo coerente com a prática de preços da Petrobras. O objetivo é buscar o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio.

Quer mais informações sobre o Petrobras (PETR3; PETR4) e como investir? Preencha o formulário que um assessor EQI entrará em contato.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias