Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Merval: o que é e como funciona o principal índice da bolsa argentina

Merval: o que é e como funciona o principal índice da bolsa argentina

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

14 Dez 2021 às 17:54 · Última atualização: 08 Jun 2022 · 3 min leitura

Redação EuQueroInvestir

14 Dez 2021 às 17:54 · 3 min leitura
Última atualização: 08 Jun 2022

Merval

A economia argentina tem uma grande representatividade na América Central e Latina. Representa nada menos que o terceiro lugar. O principal índice da bolsa de valores da Argentina é o Merval. Este demonstra o desempenho das empresas de capital aberto do país.

Acompanhe a seguir a explicação das principais características do principal índice da bolsa de valores argentina. Siga em frente!

O que é o índice Merval?

Se considerarmos a América Latina como um todo, a bolsa de valores da Argentina fica atrás apenas da bolsa do Brasil e da bolsa mexicana.

Assim, é possível perceber que se trata de um mercado de forte relevância no continente.

Para representar o desempenho das empresas listadas em bolsa, usa-se o índice Merval. Ele é o principal indicador do mercado de capitais daquele país.

Merval é uma abreviação de mercado de valores. Ele faz o acompanhamento do desempenho da ByMA, que quer dizer Bolsas y Mercados Argentinos.

A ByMA surgiu da unificação de outras duas bolsas e isso ocorreu no ano de 2017.

A primeira bolsa constituinte da fusão foi a Bolsa de Buenos Aires que foi criada no ano de 1854.

O surgimento da ByMA se deu quando ela se juntou ao Mercado de Valores, que por sua vez é responsável pela nomenclatura do índice que acompanha o desempenho dessa bolsa unificada.

Quais são os índices considerados relevantes na bolsa da Argentina?

Além do índice Merval, existem outros importantes indicadores do mercado acionário daquele país. Valem ser citados pelos menos quatro deles.

O primeiro é o Merval Argentina. Ele foi criado em 2000 e usa o mesmo método de cálculo do Merval tradicional para escolher as empresas que farão parte da contagem. A diferença é que apenas companhias locais são consideradas.

Outro indicador criado também naquele mesmo ano é o Índice General de BCBA que acompanha as ações mais negociadas no semestre mais recente.

Há ainda o indexador é o Merval 25. Este, por sua vez, mede a evolução dos 25 papeis que apresentam a maior liquidez de todo o mercado. Sua existência na bolsa data de janeiro de 2003.

Por fim, há o índice Burcap. Ele considera as mesmas empresas que fazem parte do Merval, mas não as considera com base na liquidez de sua ações e sim em seu valor de capitalização de mercado.

Como o Merval é composto?

Para entender a composição do índice Merval, primeiro é necessário compreender como ele funciona.

Para uma empresa passar a integrar o índice, são avaliados três aspectos principais: a cotação, o quantitativo total de transações dos papéis dos últimos seis meses e o valor de mercado da empresa com sua respectiva participação na economia do país.

Sendo assim, ocorre a revisão da composição do índice a cada três meses. As empresas que se adequarem aos critérios continuam fazendo parte do índice.

Aquelas que não satisfizerem os requisitos são retiradas, enquanto as novas que atendem passam a fazer parte do indicador.

Como exemplos de companhias integrantes do Merval, podemos citar a Central Puerto, Edenor, Pampa Energia, Ternium Argentina e Transender.

Quer conhecer alternativas interessantes de investimentos? Então, preencha o formulário para um assessor da EQI Investimentos entrar em contato!

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias