Ações
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Temor de recessão faz Ibovespa recuar; bolsa brasileira cai 0,52% antes do meio-dia

Temor de recessão faz Ibovespa recuar; bolsa brasileira cai 0,52% antes do meio-dia

Osni Alves

Osni Alves

23 Jun 2022 às 11:47 · Última atualização: 23 Jun 2022 · 3 min leitura

Osni Alves

23 Jun 2022 às 11:47 · 3 min leitura
Última atualização: 23 Jun 2022

Ibovespa sobe

O temor de uma recessão global fez o Ibovespa recuar por volta das 11h30 desta quinta-feira (23). Naquele horário, a bolsa brasileira caía 0,52%, aos 99 009,46.

O Ibovespa se pauta na fala do presidente do Federal Reserve (Fed, espécie de banco central dos EUA), que ontem falou a membros do Senado, e hoje fala a deputados.

Ele reconheceu que se houver um aperto na taxa – algo que deixou em aberto se fará ou não, o movimento poderá incidir na economia do país.

Também na manhã de hoje o PMI dos EUA marcou 51,2 em junho ante os 53,6 de maio, configurando recuo na economia.

Trata-se do Índice Gerente de Compras e aponta uma desaceleração na economia norte-americana de forma acentuada em junho, com a demanda em xeque.

Conforme o levantamento, os últimos dados ‘flash’ do PMI™ da S&P Global sinalizaram uma recuperação mais fraca na produção do setor privado dos EUA desde janeiro.

A pesquisa mostra, ainda, que houve desaceleração induzida pela ômicron em junho, e o aumento da atividade foi o segundo mais suave desde julho de 2020, com crescimento da produção do setor de serviços acompanhado pela primeira contração da produção manufatureira em dois anos.

Ainda nos EUA, o departamento de trabalho dos Estados Unidos informou 229 mil pedidos de auxílio-desemprego na semana, até 18 de junho. A estimativa era de 231, ou seja, abaixo do consenso.

Os dados foram divulgados na manhã desta quinta-feira (23) e apontam que o nível da semana anterior foi revisado para cima em 2 mil, de 229 mil para 231 mil.

A média móvel de 4 semanas foi de 223.500, um aumento de 4.500 em relação à média revisada da semana anterior. Anteriormente, a média da semana foi revisada em 500 de 218.500 para 219.000.

No cenário interno, o Índice de Preço ao Consumidor – Semanal (IPC-S) mostra que a inflação subiu 0,76% na terceira quadrissemana de junho. O levantamento é da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Neste patamar, a inflação acumula alta de 10,41% nos últimos 12 meses.

Nesta apuração, sete das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação.

A maior contribuição para o resultado do IPC-S partiu do grupo Educação, Leitura e Recreação cuja taxa de variação passou de 3,44%, na segunda quadrissemana de junho de 2022 para 2,76% na terceira quadrissemana de junho de 2022.

Nesta classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item passagem aérea, cujo preço variou 12,64%, ante 15,90% na edição anterior do IPC-S.

Jerome Powell, Fed

Maiores altas do Ibovespa

  • Méliuz (CASH3) +4,76%
  • Locaweb (LWSA3) +5,77%
  • BRF (BRFS3) +6,50%
  • Magazine Luiza (MGLU3) +4,51%
  • Via (VVAR3) +3,49%

Maiores baixas do Ibovespa

  • SLC Agrícola (SLCE3) -2,58%
  • Eneva (ENEV3) -2,56%
  • Usiminas (USIM5) -2,43%
  • Itaú (ITUB4) -2,16%
  • Gerdau (GGBR4) -2,75%
BTG Talks
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias