Negócios
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Por dentro da EQI Tech: Conheça a incubadora de fundos da EQI

Por dentro da EQI Tech: Conheça a incubadora de fundos da EQI

Victor Meira

Victor Meira

05 Set 2022 às 08:43 · Última atualização: 05 Set 2022 · 6 min leitura

Victor Meira

05 Set 2022 às 08:43 · 6 min leitura
Última atualização: 05 Set 2022

Gráfico de candlestick

Freepik

A EQI Tech é um braço de operações da EQI Investimentos que tem a função de incubar gestoras de recursos de capitais. A companhia tem o desafio de impulsionar pequenas e médias assets, com patrimônio entre R$ 50 a R$ 150 milhões. 

Para entender melhor o objetivo da EQI Tech, Luiz Razia, do canal do Youtube do EuQueroInvestir, conversou com Victor Uébe, que está à frente do desenvolvimento do projeto, para explicar o funcionamento da nova empresa. 

Uébe, que foi um dos sócios-fundadores da Leblon Equity e chefe de finanças da Kraft Heinz na Itália, anuncia que já tem movimentos semelhantes da EQI Tech no Brasil, como o sementes (seed capital) em empresas nascentes, inclusive gestoras. Mas ressalta que este movimento não é algo exclusivo por aqui. 

“Nos EUA, houve um desenvolvimento para esse ramo, em que algumas instituições financeiras grandes foram fazendo os seus ecossistemas. E aí, acabaram incubando alguns fundos ou gestoras na família de fundos emergentes. Na Europa, há algumas iniciativas nesse sentido também. E na Austrália, a gente já viu alguns exemplos”, afirma. 

Com essa tendência no mercado brasileiro, o líder da EQI Tech acredita que este é o momento de desenvolver empresas, uma vez que há demanda para isso, além de gerar valor para a EQI Investimentos. 

“A gente vê uma indústria de fundos no Brasil, que nos últimos quatro anos cresceu 40%. Estamos falando de um mercado de mais de R$ 6 trilhões, mais de 25 mil fundos e mais de 800 assets no Brasil. É muita gente, é muito fundo”, destaca Uébe. 

Em abril, após a divulgação da EQI Tech, Ettore Marchetti, chairman do projeto, informou, ao jornal Valor Econômico, que a empresa quer oferecer oportunidades para as assets ganharem robustez e conseguirem chegar nas plataformas de distribuição de varejo.

“Hoje, a EQI tem uma capacidade muito poderosa de captação. Todo esse know-how de gestão de negócios é um outro braço que a gente acredita que pode agregar para quem está começando”, justifica Uébe.

EQI Tech atua para ajudar as gestoras em seu início

Marchetti indica que o modelo de parceria garante às empresas escolhidas um fluxo de captação de recursos em troca de participações societárias, que variam de 20% a 30% do negócio. 

Os custos de manutenção são um dos principais desafios para quem opera uma asset, principalmente em seu início. 

“Claro que tem os seus desafios. A gente enxerga que tem fundos que não são tão grandes e ficam com as dores de quem está começando, com os custos e de não conseguir acessar os canais importantes de captação. Isso não quer dizer que seja pior porque está no momento inicial. (…) A dificuldade é normal para quem está começando um negócio”, explica o líder da EQI Tech.

Razia também reforça a necessidade de ter um parceiro para ajudar com os custos, especialmente com as pessoas capacitadas. 

“Quando você vai abrir um fundo, é preciso analisar vários pontos importantes para ele funcionar. O fundo tem que ter um analista; um cara de risco; um gestor profissional certificado; co-gestor, caso o gestor fique fora é preciso alguém em seu lugar. Tudo isso são custos de pessoas muito bem estudadas e profissionais que custam caro no mercado.”

“O fundo vive basicamente da taxa de administração e da performance para custear essa galera, que não é barata. A EQI Tech vem para dar aquela ajuda inicial e acelerar o negócio”, conclui Razia. 

Pensando nos custos com pessoal, as gestoras terceirizam para a EQI Tech a retaguarda operacional, a gestão de risco e até mesmo o marketing. Com o know-how da EQI, as assets têm acesso às melhores condições em negociações de contratos para administração de fundos, custódia e corretagem, além de toda a cadeia de custos necessárias para operacionalização. 

“É uma forma de desonerar as menores e acelerar o crescimento para que passem a arrebentação dos R$ 200 milhões, R$ 300 milhões [de patrimônio], que torna as gestoras, em geral, superavitárias”, explicou Marchetti para o Valor. 

Durante a entrevista no canal do EuQueroInvestir, Uébe ressaltou a importância de oferecer apoio nas diferentes fases da vida de uma gestora, além de disponibilizar uma diversidade enorme de estratégia.

“A gente ajudando essa galera [as gestoras], estamos fomentando o desenvolvimento de negócios das pessoas, do mercado. Além disso, aumentamos a oferta de produtos de excelente qualidade para a assessoria da EQI. E aí, a gente está aumentando ali a quantidade de produtos para serem entregues para os clientes finais e de acordo com os seus perfis. E, por último, estamos agregando mais valor para o grupo”, declarou.

Como participar da EQI Tech

Antes de perguntar para Victor Uébe como é realizado o processo de escolha das assets, Razia relata que a EQI Tech é uma espécie de incubadora de startups. Haja vista que o objetivo deste braço da EQI Investimentos é dar suporte de aceleração e crescimento ao dar todas as ferramentas. 

Com a participação de 20% a 30% do fundo, como foi citado por Marchetti, a empresa ganha um pedaço do sucesso da gestora por conta de toda a ajuda inicial. 

Uébe afirma que o principal requisito para ser incubada pela EQI Tech é após avaliação das pessoas. “É importante a gente entender e conhecer as pessoas. Quem são as pessoas que estão ali por trás das gestoras e como são os processos que elas imaginam ter ou que já tenham; o histórico e a experiência; como está o alinhamento entre essas pessoas com aquele negócio”, explica.

Após compreender o perfil das pessoas, Uébe diz que o próximo passo é partir para uma análise técnica e se a estratégia da gestora faz sentido para a EQI Tech, além de analisar o planejamento da gestora. 

Para finalizar, ele informa que faz todo um arcabouço de verificação de parte do compliance. “Se fizer sentido, sempre que eu gosto de falar, a gente está aqui para agregar. Então, tem que fazer sentido para o incubado e para a gente também”, encerra Uébe.

  • Quer investir com auxílio da EQI? Então preencha este formulário que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para mostrar as aplicações disponíveis!
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias