Economia
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Eletrobras (ELET3, ELET6): veja como usar parte do FGTS para investir na privatização da empresa

Eletrobras (ELET3, ELET6): veja como usar parte do FGTS para investir na privatização da empresa

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

19 Mai 2022 às 12:17 · Última atualização: 24 Jun 2022 · 3 min leitura

Redação EuQueroInvestir

19 Mai 2022 às 12:17 · 3 min leitura
Última atualização: 24 Jun 2022

Eletrobras: inevstidor poderá usar saldo do FGTS para aplicar em fundos de privatização da empresa. Imagem mostra selos do FGTS e da Eletrobras

A privatização da Eletrobras (ELET3, ELET6) não será aberta somente a investidores bilionários. Qualquer pessoa que tiver saldo em sua conta do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) poderá usar até metade desse valor para investir em ações da companhia.

Esse investimento deve ser feito por meio dos fundos mútuos de privatização, que já foram usados em outros processos, como a venda da Vale (VALE3) e a capitalização da Petrobras (PETR3, PETR4).

De acordo com as regras, o investimento mínimo deve ser de R$ 200 – ou seja. é preciso ter pelo menos R$ 400 de saldo. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a Caixa Econômica Federal, gestora do FGTS, já prepara uma campanha publicitária para estimular o trabalhador a usar parte do seu saldo para o investimento.

De onde vem o FGTS?

Empresas devem depositar o equivalente a 8% do salário de um funcionário registrado em carteira numa conta específica de FGTS. Quando o funcionário é demitido, ele tem direito a sacar esse valor, além de uma multa de 40%.

Se o funcionário pede demissão, o dinheiro fica preso e só pode ser usado em ocasiões específicas, como a compra de um imóvel ou em caso de doenças graves. Enquanto está parado na conta, o dinheiro rende 3% ao ano, mais lucros – em 2020, isso elevou o rendimento a 4,52% no ano.

Nos últimos anos, os governos têm usado o saldo parado de FGTS para estimular a economia, com a liberação de saques em contas sem movimentação e, mais recentemente, a implantação do saque-aniversário, que permite ao trabalhador resgatar parte do dinheiro todos os anos.

Ok, e como é o procedimento?

A pessoa interessada deve procurar um fundo mútuo de privatização. Eles são oferecidos por bancos, corretoras e clubes de investimento, com funcionamento autorizado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), que regula o mercado de capitais.

O titular terá que autorizar a consulta do saldo pela instituição, por meio do aplicativo do FGTS. Para quem tiver parte do saldo retido, por causa de empréstimos de antecipação do saque-aniversário, o saldo liberado para aplicar em fundos de privatização ficará condicionado ao valor disponível.

E quando será a privatização da Eletrobras?

O TCU (Tribunal de Contas da União) aprovou nesta quarta-feira (18) a segunda etapa do processo de privatização da Eletrobras, por oito votos a um – o único voto contrario foi do ministro Vital do Rego, que havia pedido vistas para o processo, em abril, e tentou pedir a suspensão do processo, mas ficou isolado.

Agora, a União deve seguir com o processo, no formato de capitalização. A companhia vai disponibilizar novas ações na B3 e na bolsa de Nova York, em uma oferta que não será acompanhada pela União. Esta estratégia visa enfraquecer o controle do Governo Federal, que deixará de ter o controle da empresa e deve reduzir sua participação acionária, hoje em 72%, para no máximo 45%.

Ao término do processo, a companhia não terá um controlador definido, num modelo de capitalização semelhante ao que foi implantado na privatização da Embraer. Em relação aos acionistas, nenhum investidor terá voto superior a 10% das ações e esta medida irá excluir grupos dominantes nas decisões de rumos da companhia.

Ainda não há prazo para a conclusão do processo. No início da semana, o presidente da Eletrobras, Rodrigo Limp, espera que tudo aconteça até agosto, para evitar o impacto da corrida eleitoral na venda da Eletrobras.

  • Quer saber mais sobre como usar o FGTS na privatização da Eletrobras? Preencha este formulário e um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para tirar todas as suas dúvidas e mostrar as melhores aplicações disponíveis!
A retomada das Criptos?
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias