Economia
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Powell reitera necessidade de manter juros em alta contra inflação nos EUA

Powell reitera necessidade de manter juros em alta contra inflação nos EUA

Fernando Cesarotti

Fernando Cesarotti

08 Set 2022 às 12:02 · Última atualização: 08 Set 2022 · 3 min leitura

Fernando Cesarotti

08 Set 2022 às 12:02 · 3 min leitura
Última atualização: 08 Set 2022

O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, reiterou que os juros nos Estados Unidos devem se manter em alta por mais algum tempo até que haja garantias de que a inflação no país esteja controlada.

Ele afirmou que a autoridade monetária norte-americana está tentando evitar “custos sociais muito altos” e que o país entre em recessão com as medidas, mas que reduzir a inflação, hoje em patamar aproximado de 8,5% ao ano, é fundamental para evitar que a população se acostume a um cenário de alta constante de preços.

“Posso assegurar que meus colegas e eu estamos fortemente comprometidos com o projeto de redução da inflação e que seguiremos assim até que o trabalho esteja feito”, afirmou o executivo nesta quinta-feira (8), durante evento do Cato Institute, em Washington.

O tom desta fala de Powell foi parecido com o discurso feito em agosto, durante o simpósio de Jackson Hole, em que ele apresentou como foco uma meta de inflação de 2% anuais.

Juros devem ter nova alta neste mês

Após quatro altas consecutivas feitas pelo Fomc, o equivalente ao comitê de política monetária do Fed, a taxa de juros nos Estados Unidos hoje se encontra na margem entre 2,25% e 2,5%. O mercado financeiro acredita que o índice possa chegar perto dos 4%, na margem máxima, até o fim deste ano. Na próxima reunião do Fomc, em 20 e 21 de setembro, a tendência é que o índice seja elevado em 0,75 p.p.

Analistas temem que um abrandamento precoce possa resultar em maior demora na redução da inflação, combinado a efeitos como recessão e desemprego, tornando o cenário macroeconômico do país ainda mais complexo. Powell está em consonância com esse discurso.

“A história traz vários exemplos ruins de quando um abrandamento dos juros antes da hora. Quanto mais tempo a inflação permanecer acima da nossa meta, maior o risco de a população percebê-la como uma norma, e isso vai aumentar ainda mais o custo para a inflação possa baixar. É por isso que estamos agindo agora e precisamos seguir fortemente na direção certa”, concluiu em seu discurso Jerome Powell.

Quer aprender a melhor forma de investir no mercado de capitais e proteger seu dinheiro da inflação? Clique aqui!

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias