Ações
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Petrobras (PETR4) confirma aumento de 5% da gasolina

Petrobras (PETR4) confirma aumento de 5% da gasolina

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

26 Mai 2020 às 19:12 · Última atualização: 08 Jun 2022 · 3 min leitura

Redação EuQueroInvestir

26 Mai 2020 às 19:12 · 3 min leitura
Última atualização: 08 Jun 2022

gasolina, petrobras, ANP

A Petrobras (PETR4) confirmou que o preço da gasolina sofrerá um novo aumento a partir desta quarta-feira (27), o 4º somente neste mês de maio.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

Em nota divulgada à imprensa, a estatal informou que o aumento médio no litro da gasolina será de 5%, enquanto o diesel sofrerá um acréscimo de 7%.

A alta nas refinarias, somente em maio, chegou aos 45% com esse 4º aumento anunciado pela companhia.

O diesel, por sua vez, foi reajustado pela 2ª vez. A primeira aconteceu no último dia 18, e foi de 8%, em média, no litro do combustível.

Diesel marítimo também sobe

De acordo com o comunicado da Petrobras, o diesel marítimo e o vendido para termelétricas também terão aumento a partir de quarta-feira.

O marítimo sofrerá reajuste de 7,3% por litro, enquanto que o vendido para termelétricas terá reajustes de 7,2% (S500) e 7,5% (S10).

Justificativa da Petrobras

A justificativa para os seguidos aumentos praticados pela Petrobras é a recuperação no preço do petróleo, que vem gradativamente subindo após atingir os menores índices de sua História.

O petróleo tipo Brent, que a estatal usa como parâmetro para definição de preços, subia 2,08% para o contrato de agosto, cotado a US$ 36,87 o barril, depois de ter caído abaixo de US$ 20 o barril em meados de abril.

Os benefícios de se ter um Assessor de Investimentos

De acordo com a estatal, “a expectativa de avanços na descoberta de uma vacina para a Covid-19” também contribuiu para a onda de alterações nos preços dos combustíveis.

Ações em alta

A recuperação do mercado do petróleo também impactou as ações da Petrobras na Bolsa.

Os índices desta terça-feira apontaram alta de 0,29% para a Petrobrás ON (#PETR3) negociada a R$ 20,40 e de 0,51% para a PN (#PETR4), cotada a R$ 19,58.

Redução da dívida em 2021

Petrobras

O anúncio de mais um aumento nos combustíveis veio um dia depois de o presidente da Petrobras ter afirmado que a empresa pretende retomar a redução do endividamento a partir de 2021, pós-pandemia.

Roberto Castello Branco afirmou que a ideia para a Petrobras em 2020 é fechar o período com um endividamento bruto de US$ 87 bilhões, no mesmo patamar de 2019.

Para o ano que vem, o endividamento “ideal” na visão do executivo é abaixo dos US$ 60 bilhões. “Esse é um patamar de endividamento que julgamos confortável para a Petrobras”, explicou.

Privatização descartada

O executivo máximo da Petrobras descartou veementemente a possibilidade de a empresa entrar no radar do Governo e no rol de companhias que poderão ser privatizadas.

“Esse, no momento, não é um assunto à mesa”, resumiu o presidente.

Apesar da negativa, Castello Branco confirmou que algumas das subsidiárias da Petrobras e ativos da companhia continuarão à venda.

“Podemos desinvestir de empresas subsidiárias ou fechar algumas, como fizemos com a Araucária Nitrogenados”, exemplificou.

Planilha de ações: baixe e faça sua análise para investir

A retomada das Criptos?
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias