Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
O que é Choque de Oferta na economia? Conheça mais

O que é Choque de Oferta na economia? Conheça mais

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

05 Dez 2021 às 10:00 · Última atualização: 05 Dez 2021 · 4 min leitura

Redação EuQueroInvestir

05 Dez 2021 às 10:00 · 4 min leitura
Última atualização: 05 Dez 2021

O choque de oferta é a situação na qual o fornecimento de mercadorias e serviços é alterado por determinados fatores internos ou externos. Este movimento provoca uma mudança nos preços, seja negativo ou positivo.

Ou seja: é quando ocorre um evento que provoca a súbita redução ou interrupção de um determinado produto ou serviço. Isto afeta o preço de equilíbrio deste produto ou serviço. Pode ainda afetar o nível geral de preços na economia.

Na teoria econômica, a oferta é a quantidade de um bem ou serviço que os produtores pretendem vender durante um período do tempo. O preço do bem depende da oferta do produto. Basicamente, quanto maior for o preço de uma mercadoria ou serviço mais interessante será de produzi-lo e, portanto, maior será a oferta.

A oferta agregada é a quantidade total de bens e serviços que são oferecidos por todas as empresas do país sob determinado nível de preço. Normalmente, cresce em consequência do aumento da demanda agregada, que é a disposição geral da população em consumir determinado bem ou produto. 

Antes de se aprofundar sobre as consequências do choque de oferta na economia, vamos explicar com mais detalhes a oferta agregada. 

Entendendo melhor a oferta agregada

Como destacado anteriormente, a oferta agregada (OA) é a soma de todos os bens e serviços oferecidos na economia de um país. 

Assim como no gráfico da teoria elementar da oferta, a OA é positivamente inclinada. Enquanto que a demanda agregada (DA), é negativamente inclinada. 

O encontro entre as duas curvas, chamado de ponto de intersecção, é caracterizado como o ponto de equilíbrio entre a produção, a demanda e o preço. Teoricamente, o ponto de intersecção representa a estabilidade em uma economia. 

O choque de oferta positivo ocorre quando há o deslocamento da curva oferta agregada para a direita. O que provoca o aumento da produção aliado com a queda dos preços

Por outro lado, o choque de oferta negativo desloca a curva de OA para a esquerda, que propicia a diminuição da produção e o aumento dos preços.

O que provoca o choque de oferta?

De acordo com a teoria econômica, pode ser provocado por diversos fatores. Dentre eles, podemos citar o aumento da produtividade, política governamentais (subsídios ou o aumento da carga tributária), incremento tecnológico, efeitos naturais, descoberta de nova matéria prima e expectativa do aumento de demanda.

Um deslocamento positivo do choque de oferta pode ser feito com o aumento da produtividade. Com ela, a produção de uma mercadoria ou serviço crescerá sem o aumento do número de funcionários e nem no tempo de trabalho.

Deste modo, a tendência é um aumento da produção aliado com a queda do nível preço. Então, as empresas produzirão maiores quantidades a cada nível de preço. 

Um deslocamento negativo pode ser explicado pelo aumento nos preços dos insumos. Alterações nos insumos podem desencorajar o aumento de produção, pois o custo seria maior. Com isso, o empresário teria uma menor margem de lucro. O que provocaria um aumento de preços do bem, além de uma produção reduzida dele. 

Um exemplo prático recente sobre choque de oferta ocorreu com a pandemia da covid-19. Dados da Bloomberg mostraram que o evento epidemiológico atingiu de foram singular a economia global. O que obrigou, no início da pandemia, a que investidores fossem obrigados a reprecificar ações e títulos.

Os choques do petróleo também são exemplos práticos. Os dois primeiros, em 1973 e 1979, causaram alterações no preços que atingiram a economia de forma global.

No primeiro, o preço do barril chegou a subir cerca de 400%. O barril foi de US$ 3 para US$ 12, em valores da época. Já na crise de 1979, causada pela Revolução Iraniana, por conta de um desarranjo na produção, fez o barril sair de US$ 13 para US$ 34, também em valores da época. Corrigido para os preços atuais, seria como um aumento de US$ 50 para US$ 120.

Conclusão

O choque de oferta é um movimento natural na economia. Por isso, as empresas devem estar preparadas para os seus efeitos negativos e se planejar para usufruir os efeitos positivos. 

Um choque planejado é aquele baseado na educação dos trabalhadores, que pode ser feito tanto pela companhia quanto pelo Estado. Um incremento no nível educacional dos cidadãos tende a aumentar a produtividade deles. Logo, o país terá maior desenvolvimento econômico.

Por outro lado, um choque negativo pode ser gerado pelo aumento da carga tributária de uma matéria prima ou por fatores climáticos como geadas, desastres naturais, dentre outros. Apesar do choque de oferta negativo ser, em muitos casos, inesperado, as companhias devem estar preparadas para não sofrerem demais as consequências.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias