Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
O que é Arbitragem e Flipagem? Saiba agora!

O que é Arbitragem e Flipagem? Saiba agora!

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

31 Out 2021 às 10:01 · Última atualização: 31 Out 2021 · 3 min leitura

Redação EuQueroInvestir

31 Out 2021 às 10:01 · 3 min leitura
Última atualização: 31 Out 2021

flipagem

Existem muitas dúvidas sobre o que é arbitragem e flipagem. Diversas pessoas gostariam de ter lucros fazendo a operação, mas é preciso conhecer bem as estratégias. Do contrário, a expectativa pode não se cumprir e o investidor pode não ter uma boa experiência.

Para que isso não aconteça, trazemos este artigo. Nele, você conhecerá melhor os conceitos de ambas as estratégias. Verá que existem poucas diferenças entre elas e saberá quais são os riscos associados.

Preparado para a leitura? Então avance agora mesmo!

O que é arbitragem?

A arbitragem ocorre primeiramente em uma intenção do investidor de auferir lucros extras. É um movimento que se dá na emissão de novas cotas de um fundo de investimento imobiliário. Nessas situações, as pessoas que já detém cotas de tal fundo normalmente têm preferência na compra dessas novas cotas.

Dessa forma, pode ser vislumbrada uma oportunidade de ganhos de capital, e ela ocorre da seguinte forma: se o investidor tiver a preferência de compra das novas cotas, mas não tiver recursos suficientes para tal, ele pode vender suas cotas e comprar as novas com o dinheiro auferido na primeira venda.

Se o preço da nova emissão for fixado com desconto, ou seja, abaixo do preço de mercado, é possível ficar com o lucro proveniente dessa diferença de valor. Perceba que o investidor terá o mesmo número de cotas inicial com um acréscimo de dinheiro em sua conta, o lucro da operação.

O que é flipagem?

Já a flipagem ocorre com algumas poucas diferenças da arbitragem, mas em condições muito parecidas. É uma estratégia que também pode ser executada na emissão de novas cotas de um fundo imobiliário e só é possível pela preferência de compra dada aos já participantes do fundo em questão.

A diferença na flipagem é que o investidor tem o dinheiro para fazer a compra da nova emissão. Por isso, ele não precisa se desfazer das cotas que já possui apenas para gerar o caixa que possibilitará a compra das novas cotas. Dessa forma, a ideia é exercer o direito de preferência comprando as cotas recém lançadas e imediatamente vendê-las no mercado secundário, lucrando a diferença de preço.

Existem riscos nessas operações?

A arbitragem e a flipagem não são estratégias recomendadas a novos investidores. Em primeiro lugar, porque se trata de negociações no mercado de risco, já que as cotas têm seu valor oscilando conforme são negociadas.

Em segundo lugar, não existe garantia que as condições de mercado oferecerão lucro na operação. Pode ser que a oferta inicial não seja satisfatória e o lançamento das novas cotas seja cancelado. Ou ainda, que os preços no mercado secundário não ofereçam lucro. Além disso, há de se considerar a carga tributária sobre o ganho de capital.

Saber o que é arbitragem e flipagem não garante o lucro nas operações. Tratam-se de negociações elaboradas que requerem experiência e conhecimento prévio. No entanto, com uma boa base de conhecimento, é possível fazer alguns bons negócios. Até porque para se beneficiar dessas estratégias, o investidor já deve ser cotista do fundo e isso já pode ser considerado alguma experiência.

A retomada das Criptos?
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias