Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Empresa offshore como proteção patrimonial vale a pena? Descubra!

Empresa offshore como proteção patrimonial vale a pena? Descubra!

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

05 Mar 2022 às 10:00 · Última atualização: 05 Mar 2022 · 6 min leitura

Redação EuQueroInvestir

05 Mar 2022 às 10:00 · 6 min leitura
Última atualização: 05 Mar 2022

radar

Ter uma empresa offshore pode representar diversos ganhos ao capital de um investidor. As vantagens vão desde a proteção patrimonial até a menor carga tributária, passando pela sucessão, pois elas oferecem muitos benefícios e todos de forma legal.

Acompanhe no artigo abaixo uma descrição melhorada a respeito desse ótimo modelo de negócio. Confira!

O que é uma empresa offshore?

Embora sejam apresentadas frequentemente de forma negativa no noticiário, as empresas offshore nada mais são do que empresas “fora da costa”, considerando a tradução literal.

Ou seja, trata-se de companhias cujos sócios são estrangeiros aos países em que estão sediadas. Além disso, seus proprietários não residem em tais países.

Assim, um brasileiro que tenha uma empresa em um país em que ele não resida pode ser considerado detentor de uma offshore.

As razões para se ter uma empresa dessa natureza são inúmeras e os países que apresentam as condições necessárias para tal o fazem já com a intenção de atrair o capital necessário para a fundação de uma companhia dessa modalidade.

Entre os principais fatores de abertura de uma offshore, podemos citar a proteção patrimonial e a simplificação (e consequente redução) de carga tributária.

Além disso, países com boas condições para abrir uma offshore geralmente são nações que contam com sistemas tributários simplificados, benefícios fiscais, estabilidade política e financeira, além de liberdade econômica.

Como uma empresa offshore funciona?

Outra intenção muito comum de quem abre uma empresa offshore é manter o sigilo da operação. Ou seja, as informações sobre os sócios e sobre o patrimônio da empresa ficam resguardados.

Assim, muitos países oferecem esse tipo de condição para atrair investidores. A própria Receita Federal do Brasil tem uma lista de países com suas condicionantes para abertura de offshores.

Algumas dessas nações são as Bahamas, Suíça, Singapura, Andorra, Emirados Árabes Unidos, Luxemburgo e Bahrein.

Esses países oferecem incentivos fiscais e até mesmo isenção em algumas atividades. Assim, é possível aumentar a lucratividade da atividade fim da empresa, e isso é outro modo de funcionamento que atrai os investidores.

Ter uma empresa offshore é juridicamente legal?

Não é incomum que no imaginário popular as empresas offshore sejam vista como uma atividade irregular. No entanto, isso não é verdade.

Não há crime algum em ter uma empresa sediada no exterior em um país com uma baixa carga tributária. Ora, se a lei do país está sendo respeitada, como isso poderia constituir um crime?

O problema é o mau uso que alguns criminosos fazem desse artifício para praticar crimes como lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio. Nesse caso, essas atividades seriam criminosas em qualquer país.

Além disso, há uma certa contribuição da mídia e do sistema brasileiro quando chama esses países pelo termo pejorativo de paraísos fiscais. Essa nomenclatura remete a algum tipo de delito, o que não é verdade.

A realidade é que o próprio governo tem motivos para desestimular a abertura desse tipo de empresa, pois ao enviar capital para outro país a arrecadação do Tesouro Nacional se torna menor.

Assim, é possível compreender porque os governantes brasileiros preferem que uma empresa fique aqui no Brasil pagando a maior carga tributária do mundo ao invés de se estabelecerem em uma nação que paga poucos impostos.

Quais são as vantagens de ter uma empresa offshore?

Acompanhe a seguir as principais vantagens de ter uma empresa offshore sediada no exterior.

Proteção do patrimônio

Como uma empresa offshore é sediada em um país estrangeiro, as leis que regem seu funcionamento são a do país na qual ela está instalada.

Isso quer dizer que o patrimônio do investidor fica mais protegido, pois a responsabilidade sobre o capital social ocorre de forma limitada.

Assim, caso a pessoa física seja atacada por um processo judicial no Brasil, o patrimônio da empresa não é alcançado.

Vantagens tributárias

Certamente essa é uma das vantagens mais relevantes de uma empresa offshore, pois é possível atender a um planejamento tributário que enseje o pagamento de menos impostos (ou até mesmo isenção deles em alguns casos).

Isso significa que mais capital ficará no caixa da empresa, permitindo aumento da lucratividade e operações de expansão do negócio, conforme ilustrado a seguir.

Expansão das atividades

Devido à alta burocracia e elevada carga tributária, muitas empresas deixam de aumentar suas operações para preservar as já existentes.

Com uma empresa offshore, as atividades podem ser expandidas com muito mais facilidade, pois o processo de abertura de empresa é mais simplificado.

Além disso, é uma ótima forma de alcançar potenciais mercados consumidores no exterior. Já para quem quer preservar e expandir o patrimônio, existe a vantagem do benefício fiscal.

Créditos internacionais

Por fim, uma maior facilidade em acessar créditos em outros países também é uma vantagem das empresas offshore.

Com um aporte financeiro considerável, o mercado de crédito do país em questão se abre para o investidor. Dessa forma, as operações de expansão podem contar com um incentivo a mais para serem realizadas.

Vale a pena ter uma empresa offshore?

A resposta a essa pergunta depende muito do objetivo do proprietário do capital em questão, de sua atividade, objetivos e plano de negócio.

No entanto, ao considerar a experiência de outros empresários e investidores, pode-se afirmar com relativa margem de segurança que é vantajoso ter uma empresa offshore por diversos aspectos diferentes.

Um deles é a questão da proteção e sucessão patrimonial. Esse é um ativo interessante nas empresas offshores. Além disso, os custos envolvidos na operação podem ser melhor diluídos em um país com simplificação tributária.

Aliás, esse é outro ponto que jamais pode sair da conta: com menos tributos pagos sobre uma mesma operação, mais dinheiro fica no caixa e a empresa cresce mais rapidamente.

O mais indicado certamente é conversar com pessoal especializado, pois os objetivos podem ser melhor casados e até mesmo o melhor país pode ser indicado.

De posse dessas informações, é possível ao investidor tomar a melhor decisão possível em relação à abertura de sua empresa offshore no país de destino escolhido.

Invista com segurança

  • Quer conhecer mais sobre assessoria patrimonial e investimentos? Então preencha este formulário que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para apresentar as aplicações disponíveis!
  • Confira aqui como um assessor de investimentos pode te ajudar em 2022!
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias