Economia
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Agronegócio terá aumento do PIB com 5G, diz ministro das Comunicações

Agronegócio terá aumento do PIB com 5G, diz ministro das Comunicações

Fernando Cesarotti

Fernando Cesarotti

12 Set 2022 às 17:32 · Última atualização: 12 Set 2022 · 2 min leitura

Fernando Cesarotti

12 Set 2022 às 17:32 · 2 min leitura
Última atualização: 12 Set 2022

O agronegócio será beneficiado pela expansão da cobertura de telefonia celular em 5G

Divulgação

O agronegócio será beneficiado pela expansão da cobertura de telefonia celular na tecnologia 5G, de acordo com o ministro das Comunicações, Fábio Faria. Segundo ele, o PIB do setor deve crescer até 10% com o aumento da qualidade na produção propiciado pela chegada da tecnologia ao campo.

Em entrevista à revista Exame, Faria disse que “muitas empresas de comunicação estão focadas no agronegócio”, uma vez que grandes áreas rurais hoje apresentam uma espécie de blecaute de sinal de telefonia móvel.

De acordo com estudo da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da Universidade de São Paulo, menos de 30% das áreas rurais contam hoje com cobertura de sinal. Um aumento de 25% nas oportunidades de conexão poderia elevar o PIB do setor em cerca de 6%.

O leilão da tecnologia 5G foi realizado no novembro do ano passado, e as empresas estão começando a colocar a implantação em prática a partir das capitais e cidades de grande e médio porte. Em seguida, deve ser implementando em municípios menores e nas áreas rurais, segundo Faria.

Além disso, o ministro conta com uma parceria com a Starlink, braço da SpaceX, empresa do bilionário sul-africano Elon Musk, para levar conectividade a escolas rurais da Amazônia e a regiões do país carentes dos serviços tradicionais de telecomunicação e telefonia móvel, A expectativa, segundo promessa feita na visita de Musk ao Brasil, em maio deste ano, é que um projeto piloto na Amazônia seja lançado ainda este ano.

Deseja investir em empresas do agronegócio? Conheça nosso e-book sobre a SLC Agrícola (SLCE3) e conheça mais sobre o setor!

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias