Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Radar traz balanço da Usiminas (USIM5), e informes da Hapvida (HAPV3), Oi (OIBR3), e Dommo (DMMO3)

Radar traz balanço da Usiminas (USIM5), e informes da Hapvida (HAPV3), Oi (OIBR3), e Dommo (DMMO3)

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

14 Fev 2022 às 10:40 · Última atualização: 14 Fev 2022 · 8 min leitura

Redação EuQueroInvestir

14 Fev 2022 às 10:40 · 8 min leitura
Última atualização: 14 Fev 2022

radar

Crédito da imagem: Reprodução/Internet

O radar corporativo destaca que a  Usiminas (USIM5) reportou lucro líquido de R$ 2,488 bilhões no quarto trimestre de 2021.

A Hapvida (HAPV3) e Intermédica (GNDI3) concluíram a fusão.

A Oi (OIBR3) confirmou cancelamento na SEC.

A Dommo (DMMO3) tem pedido de indenização contra Petronas rejeitado pela Justiça.

Dona da Gradiente, a IGB (IGBR3) solucionou pendências de pagamentos.

O Grupo SBF (SBFG3) informou a renúncia de diretora.

A Intermédica (GNDI3) informou renúncias de membros do conselho.

A Cosan (CSAN3) concluiu a aquisição de 51% do capital social do TUP Porto São Luís, que eram detidas pela São Luís Port Company.

A Energisa (ENGI11) concluiu a aquisição da Geogroup Paranaíta Transmissora de Energia SPE.

A Equatorial (EQTL3) informou que concluiu, sem ordens de venda por parte dos destinatários da oferta, a Oferta Pública de Aquisição (OPA) da CEEE-D.

Por fim, Aegea e BR Properties informaram pagamento de proventos.

Balanços

Usiminas (USIM5) tem alta de 30% no lucro líquido do 4TRI21

A Usiminas (USIM5) reportou lucro líquido de R$ 2,488 bilhões no quarto trimestre de 2021, alta de 30% sobre o mesmo período do ano anterior. No 4TRI20 a empresa lucrou R$ 1,913 bilhão.

No acumulado dos anos, o salto do lucro líquido foi ainda maior: disparou 679%. Assim, o lucro de R$ 1,292 bilhão de 2020 passou para R$ 10,060 bilhões em 2021 – indicador recorde na história da empresa.

Os resultados, segundo a Usiminas, são reflexos do forte desempenho operacional em todas as unidades de negócios da empresa.

Cias abertas

Oi (OIBR3) confirma cancelamento na SEC

A Oi (OIBR3) confirmou seu cancelamento de companhia registrada na U.S Securities and Exchange Commission (SEC).

“A partir de hoje, tornou-se efetivo o cancelamento do registro da companhia. Suas ADRs ordinárias e preferenciais estão sendo negociadas no mercado de balcão nos Estados Unidos sob o código de negociação OIBZQ” e OIBRQ, respectivamente”, disse.

Entretanto, o cancelamento do registro da Oi na SEC não impacta a listagem das ações da companhia na B3, mantendo-se a Oi sujeita às obrigações de divulgação aplicáveis nos termos da legislação e regulamentação brasileiras.

Dommo (DMMO3) tem pedido de indenização contra Petronas rejeitado pela Justiça

A Dommo Energia (DMMO3) informou que teve pedido de indenização contra a Petronas rejeitado pela Justiça.

Trata-se de procedimento arbitral instaurado perante a Câmara de Comércio Internacional e, na próxima fase da Arbitragem, o Tribunal decidirá acerca da forma de alocação dos custos relacionados à Arbitragem.

“Considerando o resultado da decisão acima mencionada, a companhia tem a expectativa de ser obrigada a arcar com certos custos incorridos pela contraparte em decorrência da Arbitragem. A decisão ainda está sujeita a eventuais pedidos de esclarecimento das partes envolvidas”, disse.

Dona da Gradiente, IGB (IGBR3) soluciona pendências de pagamentos

Dona da Gradiente, a IGB (IGBR3) solucionou pendências de pagamentos relacionadas aos acionistas proprietários das frações de ações.

O crédito ocorrerá em 14 de fevereiro, e o valor líquido arrecadado nos leilões, no montante de R$ 1.171.928,09 milhão, correspondente ao valor aproximado de R$ 15,08350610070016 por ação, será creditado aos titulares das frações agrupadas, na proporção das respectivas frações.

Grupo SBF (SBFG3) informa renúncia de diretora

Dono da Centauro, o Grupo SBF (SBFG3) informou renúncia de uma de suas executivas.

“A companhia tomou conhecimento da renúncia da Diretora de Gente e de Gestão da Companhia, Olivia Gryschek. A empresa já iniciou os trabalhos de avaliação de profissionais disponíveis para substituir as funções”, destacou.

Intermédica (GNDI3) informa renúncias de membros do conselho

A Intermédica (GNDI3) informou sobre renúncias de membros do conselho.

“Como parte da operação envolvendo a combinação de negócios entre Hapvida (HAPV3) e a Intermédica, Plínio Villares Musetti, T. Devin O’Reilly, Christopher Riley Gordon, Irlau Machado Filho, Ana Paula de Assis Bogus, Michel David Freund e José Luiz Teixeira Rossi apresentaram suas respectivas renúncias aos seus respectivos cargos de membro do Conselho de Administração”, destacou.

Allied (ALLD3) informa efeitos contábeis não recorrentes no balanço do 4TRI21

A Allied Tecnologia (ALLD3) informou que espera a ocorrência de efeitos contábeis não recorrentes no balanço do quarto trimestre do ano passado (4TRI21). Entre os efeitos estão: ganho contábil não recorrente associado ao julgamento da exclusão do ICMS na base do PIS/Cofins; Perda contábil não recorrente associada à modulação do julgamento do ICMS-DIFAL.

Com estes fatores, a companhia espera um lucro líquido na faixa entre R$ 284 milhões de R$ 302 milhões em 2021. Sem esse efeito não recorrente, o lucro líquido esperado deve se situar entre R$ 255 milhões e R$ 266 milhões.

No trimestre, considerando os efeitos não recorrentes, o lucro esperado é algo entre R$ 17 milhões a R$ 35 milhões. Sem esses efeitos, o lucro líquido seria entre R$ 72 milhões e R$ 83 milhões.

BK Brasil (BKBR3) tem renúncia de membro do conselho

A BK Brasil (BKBR3) informou que recebeu a renúncia de Joshua Arthur Kobza do cargo de membro suplente do Conselho de Administração. Para o lugar dele foi eleito Renato Malacarne Rossi.

AES Brasil (AESB3) tem renúncia de diretor

A AES Brasil (AESB3) informou que recebeu carta de renúncia de Leonardo Eleutério Moreno do cargo de conselheiro de administração da Companhia. Como substituto foi escolhido Juan Ignacio Rubiolo.

Infracommerce (IFCM3) encerra prazo de direito de retirada

A Infracommerce (IFCM3) informou que encerrou no dia 10, o prazo para exercício do direito de retirada pelos acionistas dissidentes do capital social da Synapcom Comércio Eletrônico, adquirida pela IFCM3.

A companhia informa que, no período acima, nenhum acionista exerceu o direito de retirada, razão pela qual não haverá necessidade de pagamento do valor de reembolso na forma prevista no Aviso aos Acionistas divulgado em 11 de janeiro.

Aquisições e fusões

Hapvida (HAPV3) e Intermédica (GNDI3) concluem fusão

A Hapvida (HAPV3) e a Intermédica (GNDI3) concluíram a combinação de negócios que estava em andamento.

O movimento foi confirmado pelos respectivos conselhos de administração e, assim, se encerrou a negociação das ações de emissão da GNDI na B3 sob o código GNDI3, sendo considerados como acionistas GNDI, tanto para os fins da operação como para fazer jus ao direito ao recebimento dos dividendos extraordinários declarados pela GNDI em 20 de janeiro de 2022 (Dividendos Extraordinários), os titulares de ações da GNDI no fechamento do pregão na data de hoje.

Em 14 de fevereiro de 2022 haverá o início da negociação das novas ações ordinárias da Hapvida que serão emitidas aos acionistas da GNDI, com base na relação de troca de 5,24364185943 ações ordinárias da Hapvida para cada uma ação ordinária de emissão da GNDI. O crédito efetivo das novas ações da Hapvida ocorrerá em 16 de fevereiro de 2022.

A Relação de Troca Final já considera todos os ajustes previstos no Protocolo e Justificação, e desconsidera as ações em tesouraria da GNDI.

O valor final a ser recebido pelos acionistas da GNDI em contrapartida ao resgate das ações preferenciais resgatáveis da HapvidaCo será de R$5,16614751932 para cada ação ordinária da GNDI de que eram proprietários (Parcela Caixa Final).

Cosan (CSAN3) conclui aquisição da Porto São Luís

A Cosan (CSAN3) concluiu a aquisição de 51% do capital social do TUP Porto São Luís, que eram detidas pela São Luís Port Company S.A.R.L., uma companhia do grupo China Communications Construction Company Limited (CCCC). Com a conclusão desta etapa, a Companhia passa a deter 100% da participação societária do Porto.

Energisa (ENGI11) conclui aquisição da SPE Paranaíta

A Energisa (ENGI11) concluiu a aquisição da Geogroup Paranaíta Transmissora de Energia SPE. A aquisição foi feita por meio da controlada direta Energisa Transmissão de Energia (ETE). Esta pagou o valor de R$ 102.086.114,96 pelo controle da SPE. Ao montante, foi acrescida a variação do CDI desde 01/12/21 com ajuste positivo no fechamento como é praxe em operações dessa natureza.

Emissões

Equatorial (EQTL3) conclui OPA da CEEE-D

A Equatorial (EQTL3) informou que concluiu, sem ordens de venda por parte dos destinatários da oferta, a Oferta Pública de Aquisição (OPA) de ações da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica –CEEE-D, do Rio Grande do Sul. Com isso, não forma realizadas aquisições de ações.

Mudança acionária

PetroRio (Prio3) recebe correspondência da Squadra Investimentos

A PetroRio (PRIO3) comunicou ao mercado, nesta sexta-feira (11), que recebeu uma correspondência da Squadra Investimentos – Gestão de Recursos Ltda, que informa que a empresa detém o total de 46.979.703 ações ordinárias do capital social da petroleira,  o que equivale a 5,32% dos papéis da PRIO3.

Proventos

Aegea paga R$ 16,6 milhões em dividendos intercalares

A Aegea paga R$ 16,6 milhões em  dividendos intercalares aos titulares de ações preferenciais classe C.

BR Properties (BRPR3) paga juros de debêntures

A BR Properties (BRPR3) informou o pagamento de juros de debêntures a detentores de papéis da 3ª, 4ª e 5ªSéries da 12ª emissão de debêntures da empresa.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias