Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Radar traz Rumo (RAIL3), Taesa (TAEE11), BR Properties (BRPR3), Aeris (AERI3), e Neoenergia (NEOE3)

Radar traz Rumo (RAIL3), Taesa (TAEE11), BR Properties (BRPR3), Aeris (AERI3), e Neoenergia (NEOE3)

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

18 Fev 2022 às 10:28 · Última atualização: 18 Fev 2022 · 14 min leitura

Redação EuQueroInvestir

18 Fev 2022 às 10:28 · 14 min leitura
Última atualização: 18 Fev 2022

radar

O radar corporativo de hoje informa que a Rumo (RAIL3) reverteu lucro em prejuízo de R$ 384 mi no 4TRI20.

A Taesa (TAEE11) obteve lucro líquido de R$ 423 milhões no 4TRI21, queda de 43,6%.

A BR Properties (BRPR3) reportou prejuízo líquido de R$ 47,43 milhões no quarto trimestre de 2021.

A Aeris (AERI3) reportou lucro líquido de R$ 18,11 milhões no quatro trimestre de 2021, crescimento de 15,9% na comparação anual.

A Neoenergia (NEOE3) reportou lucro líquido de R$ 635 milhões no quarto trimestre do ano passado.

A 3 Tentos (TTEN3) registrou lucro líquido ajustado de R$ 228,91 milhões no 4TRI, frente a R$ 119,5 milhões do mesmo período do ano anterior.

O banco BMG (BMGB4) registrou lucro líquido recorrente de R$ 48 milhões no 4TRI21 frente R$ 50 milhões do mesmo período do ano anterior.

A Vamos (VAMO3) registrou lucro líquido de R$ 117,7 milhões no quarto trimestre do ano passado (4TRI21).

A Hapvida (HAPV3) informou que a AGE aprovou o cancelamento do registro da Intermédica (GNDI3).

A Alliar (AALR3) recebeu notificação de acionistas solicitando AGE.

A Cielo (CIEL3) recebeu contrato para alienação da totalidade das ações da Merchant E-Solutions.

O BNDESPar reduziu participação acionária na JBS (JBSS3).

Enquanto isso, a Rumo (RAIL3) divulgou suas projeções para o ano. A companhia planeja investir entre R$ 2,7 bilhões a R$ 2,9 bilhões.

Além disso, a 3R Petroleum (RRRP3) confirmou a devolução da participação de 30% detida no bloco POT-M-475, que fica na bacia Potiguar.

Por fim, Lojas Renner (LREN4) informa pagamento de proventos.

Balanços

Rumo (RAIL3) reverte lucro em prejuízo de R$ 384 mi

A Rumo (RAIL3) reverteu lucro de R$ 3 milhões no 4TRI20 e teve prejuízo de R$ 384 milhões no 4TRI21, um recuo de mais de 100 vezes. No ano de 2021, o lucro da empresa foi de R$ 156 milhões, ante R$ 305 milhões de 2020, recuo de 48,9%.
O Ebitda registrou queda de 44,6%, ficando em R$ 419 milhões.

Taesa (TAEE11) obtém lucro líquido de R$423 mi no 4TRI21, queda de 43,6%

A Taesa (TAEE11) obteve lucro líquido de R$ 423 milhões no quarto trimestre de 2021, queda de 43,6% ante igual período do ano anterior, e no acumulado do ano a companhia obteve lucro de R$ 2,2 bilhões, queda de 2,2% frente ao acumulado de 2020.

O Ebitda, que mede o resultado operacional, fechou os três últimos meses do ano em R$ 548,5 milhões, recuo de 34,3%, e a receita operacional líquida foi de R$ 717 milhões, baixa de 38,7%.

BR Properties (BRPR3) reverte lucro e tem prejuízo de R$ 47,4 milhões no 4TRI21

A BR Properties (BRPR3) reportou prejuízo líquido de R$ 47,43 milhões no quarto trimestre de 2021. Assim, a empresa reverteu o lucro de R$ 155 milhões do mesmo período do ano anterior.

O resultado, segundo a empresa, é fruto do efeito não caixa da reavaliação do valor das propriedades representando uma perda de R$ 66,5 milhões. “No cenário macroeconômico brasileiro temos inflação e juros em alta, gastos públicos elevados, eleições presidenciais em outubro e a quarta onda de Covid-19. Todos esses fatores, postos sob avaliação da CB Richard Ellis, impactaram na precificação de ativos da BR Properties”, diz a companhia.

Aeris (AERI3) tem alta de 15% no lucro do 4TRI21

A Aeris (AERI3) reportou lucro líquido de R$ 18,11 milhões no quatro trimestre de 2021, crescimento de 15,9% na comparação anual. No 4TRI20 o lucro líquido da companhia foi de R 15,6 milhões.

No entanto, no acumulado de 2021 o lucro líquido ficou em R$ 69,1 milhões, queda de 38,9% frente aos R$ 113,1 milhões.

Neoenergia (NEOE3) tem lucro líquido de R$ 635 milhões no 3TRI21

A Neoenergia (NEOE3) reportou lucro líquido de R$ 635 milhões no quarto trimestre do ano passado (4TRI21), queda de 36% frente a igual período de 2020, quando obteve lucro de R$ 996 milhões.

No acumulado de 2021, a companhia obteve lucro de R$ 3,9 bilhões ante R$ 2,8 bilhões em 2020, o que representa uma elevação de 40%.

3 Tentos (TTEN3) obtém lucro líquido de R$ 228,91 milhões no 4TRI21

A 3 Tentos (TTEN3) registrou lucro líquido ajustado de R$ 228,91 milhões no 4TRI, frente a R$ 119,5 milhões do mesmo período do ano anterior. Isto significa que houve uma evolução de 91,5% no lucro líquido trimestral.

O ebitda ajustado da empresa no 4TRI21 foi de R$ 177,2 milhões contra R$ 178 milhões no 4TRI20, ficando praticamente estável.

Banco BMG (BMGB4) registra lucro líquido de R$ 48 milhões no 4TRI21

O banco BMG (BMGB4) registrou lucro líquido recorrente de R$ 48 milhões no 4TRI21 frente R$ 50 milhões do mesmo período do ano anterior, ocorrendo então uma redução de 49,8%.

No acumulado do ano, o banco registrou queda de 28,8% no lucro líquido recorrente, ao passar de R$ 381 milhões, em 2020, para R$ 271 milhões, no ano passado.

Vamos (VAMO3) tem lucro líquido de R$ 117,7 milhões no 4TRI21

A Vamos (VAMO3) registrou lucro líquido de R$ 117,7 milhões no quarto trimestre do ano passado (4TRI21), um aumento de 116,8% frente ao 4TRI20, quando atingiu R$ 54,3 milhões.

No acumulado de 2021, o lucro líquido foi de R$ 402,4 milhões ante R$ 179,2 milhões de 2020, perfazendo um aumento de 124,6%.

Cias abertas

BNDESPar reduz participação acionária na JBS (JBSS3)

A BNDESPar reduziu participação acionária na JBS (JBSS3).

Isso porque o banco de fomento alienou 50 milhões de ações ordinárias da companhia processadora de alimentos.

Assim, o BNDESPar passou a deter 461.661.101 milhões de ações ordinárias de emissão da JBS, equivalentes a 19,45% do total de ações ordinárias de emissão da companhia.

Cielo (CIEL3) recebe contrato para alienação da totalidade das ações da Merchant E-Solutions

A Cielo (CIEL3) recebe contrato para alienação da totalidade das ações da Merchant E-Solutions.

O movimento se dá via subsidiária integral Cielo USA Inc., e diz respeito à adquirente Sam I Acquisition Corp., uma subsidiária da Integrum Holdings L.P.

O valor total da transação é de até US$ 290 milhões, sendo que US$ 140 milhões se referem a uma parcela fixa a ser paga na data de fechamento, e até US$ 150 milhões se referem a uma parcela variável, cuja apuração e efetiva realização estão sujeitos à verificação futura de determinadas premissas acordadas entre as partes.

A Transação faz parte da estratégia de crescente concentração da Cielo em seu core-business no Brasil, em linha com outros desinvestimentos concluídos ao longo de 20211.

Alliar (AALR3) recebe notificação de acionistas solicitando AGE

A Alliar (AALR3) recebeu notificação de acionistas solicitando Assembleia Geral Extraordinária (AGE).

O objetivo é deliberar sobre eventual suspensão do exercício dos direitos políticos do acionista Fonte de Saúde Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia, e dos acionistas integrantes do bloco de controle da companhia, signatários do acordo de acionistas celebrado em 20 de agosto de 2021.

“Todas as condições precedentes ao fechamento da operação que está sendo negociada, bem como quais acionistas controladores alienarão imediatamente as suas ações, e quantos permanecerão com a opção de venda”, disse.

Rumo (RAIL3) projeta investir até R$ 2,9 bi em 2022

A Rumo (RAIL3) divulgou suas projeções para o ano. A companhia planeja investir entre R$ 2,7 bilhões a R$ 2,9 bilhões. Enquanto isso, o guidance para o ebitda está entre R$ 4,1 bilhões e R$ 4,5 bilhões.

3R Petroleum (RRRP3) confirma devolução de bloco

A 3R Petroleum (RRRP3) confirmou a devolução da participação de 30% detida no bloco POT-M-475, que fica na bacia Potiguar. De acordo com a companhia, a devolução se deu após uma avaliação constatar que não apresenta oportunidades relevantes de geração de valor para 3R e seus acionistas.

A companhia destaca ainda que o Bloco POT-M-475 e a decisão por devolvê-lo não tem qualquer vínculo ou relação com o processo de aquisição do Polo Potiguar. A 3R reforça que o processo de transição operacional do Polo Potiguar encontra-se em seu curso normal de execução.

Telefonica Vivo (VIVT3) assina com Viasat memorando de intenções

A Telefônica Vivo (VIVT3) assinou memorando de entendimento com Viasat Brasil Serviços De Comunicações.

O movimento tem por objetivo explorar possibilidades de conectar via satélite regiões não atendidas por outras tecnologias; investigar tecnologias voltadas para a implementação de serviços de telemedicina via satélite em áreas rurais e/ou de difícil acesso; examinar oportunidades de aplicação de soluções completas em telemedicina para postos de saúde; estudar oportunidades de uso dos satélites da constelação Viasat 3 para persecução do atendimento de Políticas Públicas voltadas à conexão de escolas; explorar oportunidades de colaboração no desenvolvimento e construção de futuros satélites; e, explorar oportunidades para a criação de novos postos de trabalho voltados à indústria espacial brasileira.

Itaú Unibanco (ITUB4) comunica programa de demissão voluntária

O Itaú Unibanco (ITUB4) comunicou seu programa de demissão voluntária.

A iniciativa se estende a todas as empresas controladas exclusivamente pelo Itaú Unibanco Holding S.A. no Brasil. O programa envolve um grupo restrito de colaboradores elegíveis e tem como objetivo dar aos interessados em deixar o banco a oportunidade de uma transição de carreira segura.

Para aderir ao programa, os colaboradores devem se enquadrar em um ou mais critérios como: estar afastados por um período superior a 30 dias, ter mais de 60 anos e atuar em determinados cargos em áreas que terão sua estrutura adequada à realidade do mercado.

A adesão ao PDV é totalmente voluntária e oferecerá pacotes que incluem o pagamento de salários adicionais e a manutenção de alguns benefícios por período determinado.

Cielo (CIEL3) informa que varejo cresce 2,5% em janeiro

A Cielo (CIEL3) informou que varejo cresce 2,5% em janeiro, conforme o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA).

Trata-se do terceiro mês seguido de alta nas vendas, favorecidas pelo abrandamento de medidas de isolamento.

Em termos nominais, que espelham a receita de vendas observadas pelo varejista, o ICVA registrou alta de 14,4%.

Como a base de comparação é o início de 2021, momento no qual ainda enfrentávamos uma pior fase da pandemia, o abrandamento de medidas de isolamento continua a favorecer o desempenho de alguns setores na comparação com janeiro de 2021.

Efeitos de calendário também colaboraram para a alta. Em janeiro de 2022, por conta da composição dos dias do feriado de ano novo, houve um dia útil a mais.

Descontando esse efeito, o crescimento nominal seria de 13,9% e, descontando efeitos inflacionários, de 2,1%.

Enauta (ENAT3) informa retorno do poço 7-ATL-4HB-RJS no Campo de Atlanta

O Enauta (ENAT3) informa retorno do poço 7-ATL-4HB-RJS no Campo de Atlanta.

O movimento se deu após a substituição da bomba do leito marinho. O Campo voltou a produzir cerca de 12.500 barris de óleo por dia, contribuindo para que a produção total da companhia totalize cerca de 21.500 boe por dia.

A companhia conta com outras duas bombas, que serão enviadas para manutenção, devendo estar disponíveis em meados de 2022, quando está previsto o retorno do poço 7-ATL-3H-RJS.

Localizado na Bacia de Santos, o Campo de Atlanta é operado pela Enauta Energia S.A., subsidiária integral da Companhia, que também detém 100% deste ativo.

Bradesco (BBDC4) eleve novos diretores

O conselho de administração do Bradesco (BBDC4) elegeu três novos diretores: Itálvio Garcia Menezes, Francisco Aramando Aranda e Clayton Neves Xavier. Os três tomarão posse após aprovação junto ao Banco Central.

Notre Dame Intermédica (GNDI3) aprova cancelamento de registro de companhia aberta

A Notre Dame Intermédica (GNDI3), que recentemente passou por uma fusão com a Hapvida (HAPV3), aprovou requisição para pedir, junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o cancelamento de registro de companhia de capital aberto. A data do fim da negociação, ainda será divulgada.

BMG (BMGB4) aprova mudanças na diretoria

O conselho de administração do banco BMG (BMGB4) aprovou o nome do Diretor Executivo Vice-Presidente, Flávio Pentagna Guimarães Neto, para ocupar também o cargo de Diretor de Relações com Investidores.

Com isso, o executivo irá acumular as duas funções. Porém, Guimarães Neto só assume efetivamente o cargo após sua aprovação junto ao Banco Central. Até lá, a Diretoria de RI continua sendo exercida pelo atual titular, Marco Antonio Antunes.

RNI (RDNI3) lança empreendimento com VGV de R$ 124 milhões em SC

A RNI Negócios Imobiliários (RDNI3) iniciará a pré-venda do empreendimento RNI Reserva Blumenau, em Santa Catarina. O edifício conta com os benefícios do programa Casa Verde Amarela, do Governo Federal, e o valor geral de vendas (VGV) é de R$ 124 milhões.

Aquisições e fusões

Hapvida (HAPV3): AGE aprova cancelamento do registro da Intermédica

A Hapvida (HAPV3) informou que a Assembleia Geral Ordinária (AGE) da companhia aprovou o cancelamento do registro de companhia aberta e listagem na B3 da Notre Dame Intermédica.

JBS (JBSS3) retira proposta para aquisição de ações da Pilgrim´s

A JBS (JBSS3) informou que retirou sua proposta de compra das ações remanescentes da Pilgrim´s Pride Corporation (PPC). A empresa, que possuí a intenção de comprar a totalidade dos papéis, desistiu após não chegar a nenhum acordo com a PPC.

Energisa (ENGI11) compra empresas de transmissão por R$ 1,7 bi

A Energisa (ENGI11) fechou, por R$ 1,734 bilhões, a compra da Gemini, que é detentora de participações relevantes em duas transmissoras na região Norte e outra no Sudeste.

A participação da Gemini é de 85,04% e de 83,33%, respectivamente, em duas concessionárias que interligam sistemas de geração como Tucuruí e Xingu a centros de consumo do Pará e Amapá, e de 100% de concessionária operacional de transmissão no Sudeste, que liga o Rio de Janeiro a São Paulo.

Emissões

Eneva (ENEV3) emitirá R$ 1,5 bilhão em debêntures

O conselho de administração da Eneva (ENEV3) aprovou a emissão de R$ 1,5 bilhão em debêntures, em sua 7ª emissão e em série única. Cada papel terá o valor unitário de R$ 1.000,00 e o vencimento será em 18 de maio de 2023.

Lojas Renner (LREN4) aprova plano de outorga de ações

O conselho de administração da Lojas Renner (LREN4) aprovou o 6ª Outorga de Opção de Compra de Ações e a 7ª Outorga de Ações Restritas a funcionários da empresa. Da primeira, serão outorgadas 4.167.550 ações. Com relação aos papéis restritos, estes representarão um volume de 1.096.150.

O preço das outorgas de opções de ações ficou definido em R$ 25,78 cada. Já o valor das ações restritas corresponderá a 100% do valor médio – sem considerar o after Market – das ações da companhia na bolsa de valores do dia anterior à data da transferência das ações restritas ao participante.

CSN (CSNA3) realiza recompra de Notes Seniors via controlada internacional

A CSN (CSNA3) realiza recompra de Notes Seniors via controlada internacional. Trata-se de oferta de recompra realizada pela CSN Resources, referente a 7,625% Senior Unsecured Guaranteed Notes, com vencimento em 2026, emitidas pela CSN Resources, em circulação no mercado internacional.

O prazo da Oferta de Recompra terminou em 16 de fevereiro de 2022, às 17h00, horário de Nova Iorque.

A Oferta de Recompra das Notes 2026 resultou no recebimento de ofertas de venda das Notes em Circulação superior ao montante de principal que era objeto da Oferta de Recompra, de US$ 300 milhões.

Dessa forma, nesta data, a CSN Resources aceitou, pro rata, as ofertas de venda das Notes 2026 até o limite do valor total de montante principal estabelecido na Offer to Purchase, e efetuará nesta data o pagamento correspondente aos titulares de notes que validamente ofertaram suas Notes 2026.

Kepler Weber (KEPL3) encerra programa de recompra de ações

A Kepler Weber (KEPL3) encerrou seu programa de recompra de ações. Por meio do programa, a companhia adquiriu 447,6 mil ações ordinárias, que serão mantidas em tesouraria para atendimento de outorgas, cancelamento, permanência em tesouraria ou alienação, nos termos da legislação aplicável.

Proventos

Lojas Renner (LREN4) paga juros de debêntures

A Lojas Renner (LREN4) informou que irá pagar juros de debêntures referentes à 12ª emissão. O crédito será feito aos debenturistas nesta sexta-feira (18) e será pago R$ 46,272789 por debênture.

 

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias