Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
IPO da Captalys: conheça a companhia de crédito comandada por mulheres

IPO da Captalys: conheça a companhia de crédito comandada por mulheres

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

30 Set 2021 às 18:12 · Última atualização: 30 Set 2021 · 10 min leitura

Redação EuQueroInvestir

30 Set 2021 às 18:12 · 10 min leitura
Última atualização: 30 Set 2021

Captalys

A companhia de crédito Captalys está na fila para IPO (Oferta Pública Inicial).

Com foco em ajudar empresas na operação de crédito, a companhia tem em seu portfólio grandes companhias, como Petrobras (PETR3), Vivo (VIVT4), SulAmerica (SULA11) e B2W (AMER3).

A Captalys pode ser a primeira empresa a estrear na bolsa com o comando exclusivo de mulheres.

Vamos conhecer melhor a empresa?

História da Captalys

Criada em 2010 como Finvest, a Captalys se define como uma empresa de tecnologia financeira que tem como objetivo transformar o mercado de crédito brasileiro através de uma plataforma de infraestrutura de crédito. A empresa conta com mais de 350 funcionários.

“Acreditamos que nossa cultura movida por um propósito claro, nosso time composto de pessoas qualificadas, nosso modelo de negócios inovador, e nossa tecnologia proprietária nos proporcionam fortes vantagens competitivas. Usamos essas vantagens para desintermediar e democratizar a oferta de crédito, e assim cumprir com nossa missão dupla de oferecer crédito sustentável a custos mais baixos e de forma conveniente para devedores e, por outro lado, oferecer investimentos que fornecem retornos atraentes visà-vis o risco para investidores”, afirma a empresa no prospecto preliminar.

A plataforma da Captalys incorpora também as necessidades de empresas, que gozam de múltiplas vantagens ao oferecerem soluções de crédito para as pessoas e empresas com as quais fazem negócios.

A oferta nativa de crédito por empresas não financeiras é chamada de embedded credit e proporciona às empresas uma nova forma de se aproximarem de suas comunidades de negócios e gerarem receitas adicionais.

Sobre a plataforma da companhia

Globalmente, o segmento de crédito está sendo alvo de tentativas de disrupção constantes e significativas. Dentro deste contexto, os mercados mais ineficientes e concentrados oferecem um solo fértil para impulsionar avanços maiores na direção de um modelo de negócios de plataforma, em linha com as evoluções mercadológicas já observadas em diversos mercados, desde a mobilidade à moradia.

A Captalys acredita que esse modelo ajudará a ampliar a oferta de crédito para indivíduos e empresas a custos mais baixos.

Para impulsionar a distribuição mais ampla de crédito através de empresas não financeiras e o investimento mais amplo em carteiras de crédito pelo mercado de capitais, é necessária uma infraestrutura de crédito para originar, analisar, precificar, processar, e gerir ativos de crédito durante todo o seu ciclo de vida, além de uma infraestrutura de investimentos para controlar as carteiras, conciliar e contabilizar pagamentos, e alocar o capital dos investidores.

A plataforma da Captalys fornece, por completo, toda esta infraestrutura. Dado o nível de complexidade envolvida nas atividades necessárias para ofertar e investir em carteiras de crédito pulverizado, além da adequação a rígidas diretrizes regulatórias, a companhia acredita que seja improvável que parcela relevante das companhias invistam recursos para construir e internalizar tudo isso dentro de casa.

A plataforma da Captalys viabiliza que as companhias ofereçam crédito, eliminando a necessidade de investimentos estruturais e operacionais e mitigando a maior parte dos riscos envolvidos.

A solução da Captalys incorpora três negócios distintos, mas relacionados, sendo todos requeridos para o pleno funcionamento de uma operação de crédito:

  • Software para originar, analisar, precificar e processar crédito;
  • Infraestrutura completa para monitorar, cobrar e gerir os ativos de crédito e empacotá-los em veículos de investimento acessíveis pelo mercado de capitais;
  • Capital, fornecido através de fundos de investimento geridos por nossa subsidiária Captalys Gestão.

Grandes clientes e mais de 4 milhões de tomadores de créditos

Empresas usam o software e APIs da Captalys para operacionalizar seus programas de embedded credit, possibilitando que os tomadores a quem desejam oferecer crédito o solicitem por meio dos canais corporativos físicos e digitais aos quais eles já têm acesso, desde web e portais móveis até sites de ecommerce e call centers.

A Captalys está à frente na revolução do embedded credit no Brasil. Temos 4 milhões de tomadores de crédito na base da empresa, relacionados a mais de 70 setores econômicos, e processam mensalmente R$ 1,8 bilhão em volume de crédito através de 3,5 milhões de contratos que representam mais de uma dúzia de tipos de produtos de crédito diferentes.

Até hoje mais de 300 empresas e mais de 2.400 investidores usaram as soluções da companhia. Entre elas estão Petrobras, Vivo, PayPal, B2W, Creditas, IFood, Mercado Livre, SulAmérica, NuBank, Cielo, Rappi, Tramontina, OdontoPrev, Easynvest, Energisa, entre outros.

A empresa diz que seu modelo de alocação de capital é “agnóstico e apoiamos prontamente os diversos modelos de negócios dos nossos clientes”. Por exemplo, a Captalys ajuda clientes, como a Vivo ou Mercado Livre, a investir seu próprio capital, de forma segura, em carteiras de crédito por elas originadas.

Também ajuda outros clientes a ofertar crédito e ganhar comissões, sem a necessidade de investir seu capital e incorrer risco de crédito.

Os fundos geridos pela subsidiária independente, Captalys Gestão, são compradores de carteiras de crédito, e assim podem complementar a oferta de tecnologia e serviços com capital.

Captalys

Exemplos de atuações da empresa

Um dos elementos fundamentais que diferenciam a Captalys de outros provedores de sistemas de crédito é o compromisso em operacionalizar produtos de crédito mais adequados às realidades financeiras das comunidades que eles pretendem atender.

Como cada empresa interage de maneira diferente com seus respectivos clientes e parceiros, a companhia arquiteta a tecnologia para possibilitar a operacionalização de produtos de crédito altamente customizados em escala.

Os clientes podem escolher entre múltiplos parâmetros para criar um novo produto de crédito, como, por exemplo, o tipo (e.g. fixo ou variável), frequência (e.g. diária, semanal, mensal, etc.) e meio de pagamentos (e.g. boleto, débito direto, etc.), tipos de garantia, entre outros.

Alguns exemplos de programas de embedded credit sendo oferecidos pelos clientes da Captalys:

  • Vivo: A Vivo Money, unidade de negócios da empresa de telefonia móvel Vivo nasceu para oferecer produtos e serviços financeiros para a base de assinantes da Vivo. A Vivo contratou as soluções da Captalys para lançar seu primeiro produto de micro empréstimos sem garantia aos clientes de planos pré-pagos através do seu aplicativo móvel. Neste produto o crédito é aprovado em tempo real e os recursos são desembolsados em poucas horas pelo cliente.
  • B2W: A B2W opera os sites de e-commerce e marketplaces Americanas.com.br, Pontofrio.com.br, e Submarino.com.br. A B2W usa a Captalys para oferecer capital de giro para vendedores pré-qualificados em seus marketplaces dentro do portal do vendedor B2W. A B2W oferece empréstimos pagos com uma porcentagem variável sobre as vendas no marketplaces e empréstimos com parcela fixa, cujo pagamento é efetuado a cada 15 dias.
  • SulAmérica: A SulAmérica é a segunda maior seguradora do Brasil, com mais de 6,3 milhões de clientes. A SulAmérica usa Captalys para oferecer empréstimos pessoais para seus clientes, garantidos por seus planos de investimento de previdência privada.

Fundos da Captalys Gestão

A Captalys Gestão, subsidiária da companhia, gere mais de R$2 bilhões em fundos discricionários de crédito.

A Captalys Gestão tem um histórico de 11 anos de entrega de retornos atrativos e consistentes ao longo de diversos ciclos econômicos através das suas estratégias de investimento em carteiras de crédito para pequenas e médias empresas e consumidores.

Clientes da Captalys Gestão incluem investidores renomados, como Julius Baer, Bradesco Asset Management, BTG Pactual Digital, o fundo de previdência privada da FGV, BNDES, entre muitos outros.

Em geral, investidores não tem acesso a carteiras de crédito pulverizado como uma alternativa de investimento, uma vez que a vasta maioria destes ativos ainda são originados e detidos pelos cinco maiores bancos.

No entanto, carteiras de crédito desta natureza apresentam retornos bastante resilientes e são componentes atrativos para qualquer portfólio diversificado de investimentos.

A Captalys Gestão origina estas carteiras: (i) diretamente para tomadores, através das nossas fintechs e marketplaces de crédito proprietários; (ii) via terceiros, inclusive (a) agentes autônomos, (b) outras fintechs, e (c) outros empresas financeiras; e (iii) através dos determinados programas de embedded credit operacionalizados pela Captalys.

A Captalys Gestão cobra taxa de gestão e de performance sobre os ativos e retornos dos seus fundos.

Os fundos principais – Captalys Orion e Captalys Panorama – são fundos abertos de liquidez limitada com restrições de resgate adequadas à liquidez dos ativos de crédito.

O Orion é o fundo carro chefe, voltado a investidores profissionais e com R$1,4 bilhão em ativos sob gestão.

Principais avenidas de crescimento da Captalys

  • Expansão dos programas existentes de embedded credit;
  • Ampliação do número de clientes;
  • Expansão do portfólio de fundos de private debt;
  • Geração de retornos ajustados ao risco atraentes;
  • Inovação contínua e expansão da plataforma;
  • Continuar construindo para o longo prazo.

Principais fatores de risco

A extensão da pandemia da Covid-19, a percepção de seus efeitos, ou a forma pela qual impactará os negócios da Captalys depende de desenvolvimentos futuros, que são altamente incertos e imprevisíveis, podendo resultar em um efeito adverso relevante em seus negócios, condição financeira, resultados operacionais e/ou fluxo de caixa.

Caso a Companhia não consiga manter o ritmo de desenvolvimento e acompanhar as mudanças em sua indústria de atuação a utilização de sua plataforma pode diminuir, o que pode afetar adversamente as suas receitas.

A Captalys pode não ser capaz de manter ou ampliar o seu histórico de crescimento, o que poderá afetar negativamente os planos da companhia para aumentar a receita e a rentabilidade.

Os fundos sob gestão da Captalys Gestão podem sofrer perdas e resgates dos seus investidores.

Os ativos de crédito processados pela plataforma digital da companhia podem sofrer perdas, o que pode ter impacto adverso nos negócios e situação financeira da companhia.

Mulheres no comando

Com a abertura na bolsa, a companhia pode se tornar a primeira exclusivamente comandada por mulheres a fazer uma operação do tipo na B3.

Em 2016, quando a empresa mudou o nome para Captalys, elegeu a fundadora Margot Greenman como CEO.

Ao lado de Margot estão Juliana Aguiar, que se juntou ao trio de CEOs com a aquisição da Certificadora de Créditos Imobiliários (CCI), em 2018, e Larissa Pomerantzeff, executiva da iDTrust, hoje Finanfor, fintech também comprada pela Captalys, em 2020.

Captalys

Sobre o IPO da Captalys

A companhia solicitou pedido de IPO na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) em 10 de setembro de 2021.

A Captalys pretende realizar uma oferta primária de ações (quando os recursos do IPO vão para o caixa da empresa) e também secundária (quando atuais acionistas vendem fatias de suas ações).

A oferta também poderá ter um acréscimo de lotes adicionais, de até 20% do total de ativos inicialmente ofertados, e suplementar de até 15%.

Os recursos da tranche primária da Captalys serão usados para: investimentos para crescimento orgânico, como desenvolvimento de tecnologia em processos e implementação e desenvolvimento de práticas ESG; e potenciais aquisições de empresas (M&As).

A oferta será coordenada por BTG Pactual (BPAC11), Itaú BBA e Credit Suisse.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias