Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Desistência da JBS (JBSS3) de comprar PPC foi um bom negócio, diz BTG Pactual (BPAC11)

Desistência da JBS (JBSS3) de comprar PPC foi um bom negócio, diz BTG Pactual (BPAC11)

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

18 Fev 2022 às 21:05 · Última atualização: 18 Fev 2022 · 2 min leitura

Redação EuQueroInvestir

18 Fev 2022 às 21:05 · 2 min leitura
Última atualização: 18 Fev 2022

JBS (JBSS3)

JBS (JBSS3)

Com a desistência da JBS (JBSS3) de adquirir a totalidade das ações minoritárias da Pilgrim’s Pride (PPC), subsidiária americana que produz frango nos EUA, o BTG Pactual (BPAC11) recomenda a compra da gigante do setor de alimentos. Segundo o relatório, o preço-alvo da JBS é de R$ 55 até o final do ano. 

A frigorifica, inicialmente, ofereceu US$ 26,50 por cada ação para comprar a fatia minoritária da PPC, que tem somente 20% da empresa, o restante já é de propriedade da própria JBS. Porém, a imprensa dos EUA divulgou que a companhia brasileira até aumentou a oferta para US$ 28,50, mas o comitê recusou novamente a oferta. Desta forma, a JBS retirou sua oferta por completo.

Outras formas de alocar capital

Os analistas do BTG Pactual afirmam que a recusa da oferta pode ser algo positivo para JBS. “O tamanho do negócio seria relevante – US$ 1,4 bilhão ou 8,4% do valor de mercado da JBS – mas implicaria um leve aumento de 0,2x na alavancagem da JBS, mesmo com base em margens mais normalizadas em 2023. Então não era uma questão de poder absorver a transação, mas sim de potenciais retornos dela,” aponta o relatório.

A intenção da JBS em comprar por completo a PPC teria o objetivo de simplificar a estrutura organizacional da gigante brasileira. Assim, a companhia teria uma maior flexibilidade estratégica.

“Ao considerar também que o plano de listagem da JBS USA não depende da PPC ser privada, a JBS aparentemente vê formas mais atraentes de alocar capital, como recomprar ações de forma mais agressiva, como tem feito nos últimos trimestres”, explica o banco de investimentos. 

BTG Pactual elogia estratégia da JBS

Os analistas ainda explicam que a retirada da oferta da JBS para comprar a PPC revela uma disciplina de alocação de capital, que foi acertada. Este movimento era o que faltava durante os ciclos de crescimento anteriores no setor de proteínas. Essa experiência é fundamental para a JBS, principalmente agora que conta com iniciativas de crescimento orgânico e inorgânico. 

“O fato de a empresa ser pela primeira vez capaz de equilibrar o crescimento enquanto sustenta uma distribuição de caixa elevada aos acionistas e um balanço sólido é uma prova disso. Múltiplos continuam a parecer atraentes para uma empresa mais enxuta, sem riscos e mais focada, enquanto isso, a história de geração de valor via fluxo de caixa continua poderosa,” encerra o relatório.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias