Economia
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Confiança do setor de serviços sobe em maio, diz FGV

Confiança do setor de serviços sobe em maio, diz FGV

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

30 Mai 2022 às 13:50 · Última atualização: 24 Jun 2022 · 2 min leitura

Redação EuQueroInvestir

30 Mai 2022 às 13:50 · 2 min leitura
Última atualização: 24 Jun 2022

índice de Confiança de Serviços (ICS), subiu 2,1 pontos neste mês. (Foto: Pexels)

índice de Confiança de Serviços (ICS), subiu 2,1 pontos neste mês. (Foto: Pexels)

O Índice de Confiança de Serviços (ICS), subiu 2,1 pontos neste mês, saltando para 98,3 pontos, de acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-Ibre), divulgada nesta segunda-feira (30).

Com o resultado, o índice alcançou o maior nível desde outubro de 2021, quando atingiu 99,1 pontos. Em médias trimestrais, o índice não apresentou grandes mudanças, seguindo a tendência positiva do período ao apresentar um aumento de 3,0 pontos.

A confiança do setor de serviços segue em trajetória favorável pelo terceiro mês consecutivo. A alta desse mês foi, mais uma vez, influenciada tanto pela melhora na percepção do volume de serviços no mês quanto pela evolução favorável das expectativas”, explica Rodolpho Tobler, economista do FGV IBRE.

O economista da FGV ainda avalia que pontos positivos como o nível neutro de 100 pontos favoreceram este cenário, que deve melhorar com o passar dos meses: “É possível imaginar uma continuidade da trajetória positiva com a liberação de recursos que podem estimular a demanda, recuperando assim, as perdas ocorridas ao longo da pandemia”, explica Tobler, avaliando que no médio e no longo prazo, o ambiente desfavorável pode ser um problema.

ICS apresenta aumenta. (Foto: FGV)

Perspectivas impulsionam resultado positivo de ICS

Ainda conforme a pesquisa do FGV, o ICS atingiu alta em 9 dos 13 segmentos analisados. O resultado positivo decorreu da percepção positiva das empresas sobre o atual cenário econômico para os próximos meses.

O Índice de Situação Atual (ISA-S) subiu 2,1 pontos, saltando para 98,1 pontos — considerado o maior nível desde 2013. Em relação ao Índice de Expectativas (IE-S) o valor subiu 1,9 ponto, saltando para 98,5 pontos, considerado o maior nível desde dezembro de 2021.

Indicador de Desconforto

Índice registra a menor distância desde o início da pandemia para o ISA-S. (Foto: BTG)

O resultado do ISA-S neste primeiro trimestre contribuiu para colocar fim ao período de queda que o indicador vinha enfrentando: “De 2021 para 2022, o ISA-S vinha perdendo força da recuperação iniciada no início do ano passado, mas com as recentes altas, a virada para o segundo trimestre foi positiva”, aponta o relatório da FGV.

O Indicador de Desconforto demonstra sinais de recuperação. Em médias móveis, ele registra a menor distância desde o início da pandemia para o ISA-S.

  • Quer entender o impacto da inflação nos seus investimentos? Preencha este formulário e um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para tirar suas dúvidas e mostrar as melhores aplicações disponíveis!
A retomada das Criptos?
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias