Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
BTG (BPAC11) vê cenário de aperto para oferta de commodities em 2022

BTG (BPAC11) vê cenário de aperto para oferta de commodities em 2022

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

11 Fev 2022 às 18:36 · Última atualização: 11 Fev 2022 · 3 min leitura

Redação EuQueroInvestir

11 Fev 2022 às 18:36 · 3 min leitura
Última atualização: 11 Fev 2022

commodities; BTG

Divulgação

O banco BTG Pactual (BPAC11) avalia que este ano será de cenário apertado para a oferta de commodities. Fatores geopolíticos, como a crise da Ucrânia, e macroeconômicos, como problemas de demanda, podem criar um ambiente difícil.

De acordo com o relatório, pelo lado do petróleo, a tensão envolvendo a Rússia e a Ucrânia ajudou a amplificar os preços. Isto porque essa questão pode levar uma possível redução de gás natural que a Rússia exporta para o restante da Europa. Outro fator é a posição da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) em limitar o aumento da produção em 400 mil barris por dia.

Por estas questões, o barril tipo Brent, por exemplo, tem sido negociado de forma constante na casa dos US$ 90. Problemas de produção temporários de alguns players também estão no horizonte de dificuldades relacionadas ao petróleo, de acordo com o banco.

“A tensão no território ucraniano também foi vetor altista para os preços, considerando que a oferta de gás natural para a Europa poderia ficar comprometida. Como elemento positivo para a oferta, a especulação sobre um acordo para amenizar as sanções econômicas sobre o Irã trouxe expectativa de aumento da disponibilidade na margem”, destaca trecho do relatório.

BTG (BPAC11)

BTG (BPAC11) vê franca recuperação para o minério de ferro

Sobre o minério de ferro, o banco enxerga um movimento de franca recuperação, fomentado pela expectativa de crescimento da produção siderúrgica na China após o fim das Olimpíadas de Inverno, no próximo dia 20. Além da perspectiva de novo corte na taxa de compulsório do Banco Central Chinês (PBoC).

“As importações de minério de ferro chinesas, principal demandante da commodity, continuam distantes do pico recente, mas este número pode se recuperar a partir do reaquecimento do setor siderúrgico local. Por outro lado, os estoques estão em patamares elevados, o que indica espaço para crescimento da produção no futuro”, informa outro trecho do documento do banco.

Na parte da chamada de soft commodities, Entre as soft commodities, a China também foi importante personagem. Visto que a retomada na procura pelo boi gordo brasileiro sustentou as cotações em contexto de demanda doméstica enfraquecida.

Já a soja e o milho continuaram em movimento de ascensão, com o caso da primeira mais emblemático, visto que chegou a romper o importante patamar de US$16/Bu na bolsa de mercadorias de Chicago (EUA).

Vetores macroeconômicos impactam açúcar e etanol

No que diz respeito à outras commodities, como açúcar e etanol, o relatório do banco diz que o combustível sofre com um gap de 70% com relação aos preços da gasolina. Já o café arábica segue com cotações pressionados devido à baixa de oferta simultânea à recuperação da demanda. Além da expectativa da bienalidade não ser suficiente para transformar este cenário de aperto, conforme detalha o relatório.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias