Ações
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
JHSF (JHSF3) atrai interesse de banco de investimentos dos EUA; vale investir no ativo?

JHSF (JHSF3) atrai interesse de banco de investimentos dos EUA; vale investir no ativo?

Osni Alves

Osni Alves

13 Set 2022 às 13:44 · Última atualização: 13 Set 2022 · 5 min leitura

Osni Alves

13 Set 2022 às 13:44 · 5 min leitura
Última atualização: 13 Set 2022

Imagem mostra o espaço da piscina no terraço de um hotel.

O Bank Of America (BofA) iniciou a cobertura em JHSF (JHSF3) por seu “ecossistema de luxo”, e colocou a gestora brasileira de shoppings em evidência.

Isso porque o banco é a segunda maior holding bancária nos Estados Unidos (EUA) e, desde 2010, também é a quinta maior empresa americana em termos de receitas totais. É, ainda, a terceira maior empresa não-petrolífera dos EUA.

Por isso, quando o BofA direciona o olhar para uma companhia, todo o mercado acompanha o movimento da instituição financeira. Em relação ao grupo JHSF, o banco recomenda compra com preço-alvo em R$ 10,50.

Ontem, quando o BofA divulgou o relatório, a ação da JHSF passou a subir mais de 4%. Hoje, após a euforia, o ativo recua 2,15%, e está cotado a US$ 7,72.

Entretanto, o movimento do ativo tem menos peso para o banco de investimentos, visto que o real interesse se concentra na “exposição única” ao segmento de luxo no Brasil com “margens e retornos acima de seus pares”.

Imagem mostra o espaço da piscina de um hotel de luxo.

JHSF (JHSF3) no radar do BofA

A JHSF se posiciona como uma das principais empresas do país no setor de consumo cíclico, com destaque especial para sua atuação no setor de administração de empreendimentos imobiliários. A empresa foi fundada na década de 1970 e detém, entre suas operações, o Shopping Cidade Jardim e os hotéis Fasano, dois empreendimentos direcionados a classe AAA.

O Grupo tem R$ 4,5 bilhões em patrimônio líquido, uma dívida líquida de R$ 1,3 bilhão, além de R$ 8,5 bilhões em ativos, e R$ 5,2 bilhões em valor de mercado.

Em agosto de 2022 a companhia divulgou seu balanço corporativo referente ao segundo trimestre de 2022. A JHSF obteve, no período, lucro líquido de R$ 220,7 milhões, um recuo de 31,3% em relação ao lucro líquido de R$ 321,4 milhões obtido no segundo trimestre de 2021.

Já a receita líquida marcou R$ 514,4 milhões, queda de 22,3% sobre a receita de R$ 662,4 milhões de um ano antes, e o Ebitda (Resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 283,7 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 32,8% em relação ao Ebitda de R$ 422,4 milhões do mesmo período do ano anterior.

Ecossistemas de luxo

A JHSF tem um pipeline de projetos com valor geral de vendas (VGV) de mais de R$ 30 bilhões, e cerca de 53% dos lançamentos até 2025 são apenas fases adicionais de projetos já existentes.

Desde 2017 a empresa vem internacionalizando sua marca, passando a administrar empreendimentos na Argentina e nos EUA.

No último relatório divulgado sobre a empresa, do dia 15 de agosto, o BTG Pactual (BPAC11) elencou que os riscos para o setor ao qual a JHSF se insere incluem alto grau de sensibilidade às condições macroeconômicas brasileiras, especialmente taxas de juros e disponibilidade geral de financiamento imobiliário; mudanças no ambiente regulatório; e gestão de um longo ciclo de capital de giro.

O banco de investimentos também recomenda compra com preço-alvo em R$ 9. Isso porque o grupo apresentou sólidos números operacionais no 2T22, com vendas de moradias, que totalizaram R$ 416 milhões (-26% a/a).

Também o indicador vendas mesmas lojas (SSS) dos shoppings, que cresceu 34,6% a/a (46,4% vs. 2T19) e SSR, que cresceu 37,7% a/a (43,0% vs. 2T19), com uma taxa de vacância de apenas 3,4% (-80bps a/a) e custos de ocupação de 8,9% das vendas dos lojistas (-1,3 p.p. a/a).

O BTG destaca, ainda, que a ocupação dos hotéis e restaurantes aumentou 13 p.p. a/a para 48,2%, enquanto o RevPar aumentou 99% a/a (113% vs. níveis de 2019); e a movimentação no aeroporto cresceu 87% a/a e as vendas de querosene de aviação 309% a/a, enquanto a JHSF iniciou as obras de construção de outros quatro hangares no 2T22.

O BofA, por sua vez, também destaca alguns riscos para o desempenho da JHSF, destacando a execução e demanda diante da concentração em um número reduzido de grandes projetos, bem como a continuidade dada à exclusividade do projeto e a característica cíclica da demanda habitacional.

No entanto, o banco destaca que se forem considerados apenas o estoque atual e as fases adicionais de projetos existentes da JHSF em um cenário de estresse, ainda há um potencial de valorização de 29%.

Posição acionária e ação

Aposição acionária da companhia está formatada da seguinte maneira: A JHSF Participações detém 40,0020% das ações e é controladora da companhia. Na sequência, vem o empresário José Aurieme Neto, com 14,1950% das ações. Ele também é um dos controladores.

Já a Capital Research Global Investors detém 7,5220% das ações e não é acionista controladora, assim como a Flatly Global Ltda, que detém 1,1730%.

Gráfico mostra a evolução do papel JHSF3.
  • Quer saber mais sobre JHSF (JHSF3) e aprender a investir? Clique aqui!
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias