Ações
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Radar traz Petrobras (PETR3; PETR4), Vale (VALE3) e Eletrobras (ELET3; ELET6)

Radar traz Petrobras (PETR3; PETR4), Vale (VALE3) e Eletrobras (ELET3; ELET6)

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

01 Jul 2022 às 22:19 · Última atualização: 01 Jul 2022 · 10 min leitura

Redação EuQueroInvestir

01 Jul 2022 às 22:19 · 10 min leitura
Última atualização: 01 Jul 2022

foto de computador com imagem de gráfico na tela

Reprodução/Pixabay

O radar corporativo de hoje traz que a Petrobras (PETR3; PETR4) assinou com a ANP acordo envolvendo royalties sobre gás de xisto no Paraná.

A Vale (VALE3) firmou contrato para viabilizar a aquisição de gás natural para a usina de São Luís (MA), a ser fornecido pela Eneva (ENEV3).

A Eletrobras (ELET3; ELET6) informou a sociedade de propósito específico Santo Antônio Energia firmou acordo para extinção de cumprimento de sentença contra a empresa.

A Unidas (LCAM3) aprovou o cancelamento do Programa de ADRs Nível I, negociadas no mercado de balcão norte-americano, no âmbito da combinação com a Localiza (RENT3).

A 3R Petroleum (RRRP3) informou que o banco BTG Pactual (BPAC11) alterou sua participação societária na petroleira.

A Livetech (LVTC3) aprovou um programa de recompra de ações da companhia, que pretende adquirir até 1.978.492 ações ordinárias.

Enquanto isso, a MRV (MRVE3) informou ter liquidado as operações referentes à venda de carteira Pró-Soluto.

Por fim, a Unidas (LCAM3) ratifica dividendos.

Cias abertas

Petrobras (PETR3; PETR4) assina acordo sobre gás de xisto

A Petrobras assinou nesta sexta-feira (1) acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) relacionado à cobrança de royalties sobre a operação da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), localizada em São Mateus do Sul, estado do Paraná, bem como o contrato de concessão para disciplinar a pesquisa e lavra de gás de xisto na SIX.

O acordo está sujeito a homologação judicial e, uma vez homologado, encerrará todos os processos judiciais e administrativos relacionados à cobrança de royalties e multas administrativas decorrentes da lavra de xisto betuminoso exercida na SIX.

O acordo envolve o pagamento de R$ 601 milhões (valor com base em junho deste ano) pela companhia, já provisionados nas demonstrações financeiras da Petrobras.

Vale (VALE3) firma acordo para compra de gás natural com a Eneva (ENEV3)

A Vale (VALE3) firmou contrato para viabilizar a compra de gás natural para a usina de São Luís, no Maranhão, a partir de 2024, com a Eneva (ENEV3).

De acordo com a mineradora, a medida consolida o uso deste combustível em todas as suas plantas de pelotização. Para atingir essa meta, a Vale está investindo entre US$ 4 bilhões e US$ 6 bilhões.

Também se comprometeu a cortar em 15% das emissões da sua cadeia de valor até 2035 e ser carbono zero até 2050.

A Eneva, por sua vez, informou que o contrato terá vigência de cinco anos a partir do início do fornecimento comercial, previsto para o primeiro semestre de 2024. A companhia suprirá o GNL a partir de suas concessões na Bacia do Parnaíba, onde será instalada uma unidade adicional de liquefação de gás natural com capacidade instalada de 300.000 m³/dia.

Eletrobras (ELET3; ELET6): SAESA firma acordo para extinção de cumprimento de sentença

A Eletrobras (ELET3; ELET6) informou na manhã desta sexta-feira (1º) que a sociedade de propósito específico Santo Antônio Energia S.A (SAESA) firmou acordo para extinção de cumprimento de sentença.

De acordo com documento ao mercado, a SAESA realizou acordo com o Grupo Industrial Complexo Rio Madeira (GICOM), para extinguir a Ação de Cumprimento de Sentença proposta pelo GICOM, que trata de uma parcela do valor definido em sentença arbitral.

Também disse que a SAESA é uma controlada da Madeira Energia S.A (MESA), na qual Furnas Centrais Elétricas detém 72,36% do Capital social.

CCR (CCRO3) diz que, se reajustes de contratos não forem aplicados, adotará medidas cabíveis

A CCR (CCRO3) informou, acerca da decisão do governo do estado de São Paulo de não reajustar os contratos de concessão de rodovias, previsto para ocorrer a partir de hoje, que tomou conhecimento da medida por meio de Edição Suplementar do Diário Oficial do Estado de São Paulo, datada de 30 de junho de 2022.

Em nota, disse que “o Grupo CCR espera que o Estado de São Paulo reitere o seu respeito a lei e aos contratos de concessão em vigor, visando estabelecer medidas adequadas e imediatas para evitar os desequilíbrios contratuais. Não o fazendo, as Concessionárias adotarão as medidas cabíveis para garantir a aplicação dos direitos contratualmente estabelecidos”.

Orizon (ORVR3) informa autorização para geração em UTE Paulínia

A Orizon (ORVR3) informou que a Aneel publicou dia 29 de junho a liberação da última unidade geradora da UTE Paulínia, da qual a companhia detém 33,33% do capital social. Assim, fica confirmado o completo início da operação comercial do projeto a partir de ontem (quinta-feira) com fornecimento de volume médio de 15,7 MW. A companhia divulgou também a implantação de uma unidade de purificação de biogás para a produção de biometano, através da subsidiária integral Orizon Biometano Paulínia.

Ecorodovias (ECOR3) se manifesta sobre congelamento de pedágios em São Paulo

A Ecorodovias (ECOR3) se posicionou acerca da decisão do governo do estado de São Paulo de não aplicar os reajustes de tarifas de pedágio, que deveriam vigorar a partir de hoje. Assim como a CCR (CCRO3), a companhia disse ter tomado conhecimento da decisão por meio do Diário Oficial de São Paulo, afirmando que “acompanhará as providências do Poder Concededente e analisará as medidas necessárias para resguardar seus direitos e assegurar o cumprimento dos contratos de concessão da Ecovias dos Imigrantes e Ecopistas”.

Aquisições e fusões

Unidas (LCAM3) aprova cancelamento de ADRs

A Unidas (LCAM3) aprovou o cancelamento do Programa de ADRs Nível I, negociadas no mercado de balcão norte-americano (OTC – Over the Counter). O Contrato de Depósito, firmado com o JP Morgan Chase Bank, que é o agente depositário, se encerrou nesta sexta-feira (1). Assim, este dia, o banco não mais poderá praticar qualquer ato com relação ao Programa de ADRs, exceto receber ou manter (ou vender) proventos das ações depositadas e transferir ações depositadas resgatadas.

O cancelamento do Programa resulta do fechamento da combinação de negócios entre a empresa e a Localiza (RENT3).

Simpar (SIMH3) conclui aquisição da UAB Motors

A Simpar (SIMH3) informou que concluiu aquisição da UAB Motors Participações, incluindo criteriosa diligência e aprovação sem restrição por todas as 7 marcas. A aquisição também teve a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE). Dessa forma, as companhias prosseguirão ao fechamento da transação.

Petz (PETZ3) conclui aquisição da Petix

A Petz (PETZ3) informou que concluiu a aquisição da Petix. A Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária da Companhia realizada em 26 de abril aprovou, dentre outras matérias, a incorporação das ações de emissão da Petix pela empresa.

Mudança acionária

3R Petroleum (RRRP3): BTG (BPAC11) altera participação

A 3R Petroleum (RRRP3) informou que o banco BTG Pactual (BPAC11) alterou sua participação societária na petroleira. O banco informou que sua participação direta e através de veículos nos quais possui investimentos passou a ser inferior a 5% do capital social da 3R.

Por fim, o BTG informou não possuir outros valores mobiliários e instrumentos financeiros derivativos referenciados em tais ações, sejam de liquidação física ou financeira, ou qualquer acordo ou contrato regulando o exercício do direito de voto ou a compra e venda de valores mobiliários de emissão da companhia.

Metalúrgica Gerdau (GOAU4) comunica redução de participação da BlackRock

A Metalúrgica Gerdau (GOAU4) comunicou redução de participação acionária por parte da BlackRock. A gestora norte-americana informou que suas participações, de forma agregada, passaram a ser de 35.908.524 ações PN, representando aproximadamente 4,97% do total de ações do tipo.

Unidas (LCAM3) divulga mudança societária

A Unidas (LCAM3) recebeu correspondência da Atmos Capital Gestão de Recursos comunicando que sua participação no capital social atingiu 5,04%, equivalentes a 25.644.491 de ações ON do capital social da empresa, incluindo ações em tesouraria.

Ânima (ANIM3) informa redução acionária

A Ânima Holding (ANIM3) informou que recebeu da Dynamo Administração de Recursos Ltda. e Dynamo Internacional Gestão de Recursos Ltda, correspondência na qual informaram que, em razão da venda de ações em mercado, o somatório das ações ON detidas pelo conjunto de fundos administrados ou geridos pela Dynamo atingiu o montante de 40.351.422 ações, equivalente a 9,99% do total.

Emissões

Livetech (LVTC3) aprova programa de recompra

A Livetech (LVTC3) aprovou um programa de recompra de ações da companhia, que pretende adquirir até 1.978.492 ações ordinárias poderão ser objeto da recompra de ações, representando, no momento, 10% do total de ações em circulação.

Os objetivos principais do programa de recompra de ações: buscar a promoção e a geração de valor para os acionistas por meio de uma estrutura de capital eficiente; e ser uma alternativa à distribuição da geração de caixa, em adição aos proventos que vierem a ser pagos como dividendos e juros sobre o capital próprio.

MRV (MRV3) liquida operações da Pró-Soluto

A MRV (MRVE3) informou ter liquidado as operações referentes à venda de carteira Pró-Soluto.

De acordo com a companhia, o movimento se deu no âmbito de operações de securitização, realizado em 03 de junho de 2022 e rerratificada em 23 de junho de 2022.

O valor total das ofertas corresponde à R$ 396.280 milhões, ao qual foram aplicados descontos relativos às despesas e constituição dos Fundos de Reserva e de Despesa, sendo o montante líquido total recebido pela companhia de R$ 349.429.603,29 milhões.

Conforme a empresa, as vendas foram realizadas em duas operações de securitização de certificados de recebíveis imobiliários distintos, emitidos pela True Securitizadora.

CRI PRO SOLUTO I: No âmbito das 1ª e 2ª séries da 13ª emissão, o valor total da oferta correspondeu à R$ 226.280.000,00 milhões, sendo o montante líquido recebido pela companhia de R$ 199.669.118,48 milhões.

CRI PRO SOLUTO II: No âmbito das 1ª e 2ª séries da 48ª emissão, o valor total da oferta correspondeu à R$ 170.000.000,00 milhões sendo o montante líquido recebido pela companhia de R$ 149.760.484,81 milhões.

Proventos

Unidas (LCAM3) ratifica dividendos

A Unidas (LCAM3) aprovou a ratificação dos dividendos intermediários declarados pela Assembleia Geral Extraordinária da Companhia realizada em 12 de novembro de 2020. O Conselho de Administração ratificou a distribuição de dividendos intermediários aos acionistas no valor total de R$425.000.000,00, equivalentes a R$ 0,8374919192 por ação. Os dividendos serão pagos em até 90 dias, a contar a partir desta sexta-feira (1), mesmo dia para a data-base do pagamento.

A retomada das Criptos?
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias