Ações
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Radar corporativo traz Petrobras (PETR4), Vale (VALE3), Sabesp (SBSP3), Sanepar (SAPR11) e mais

Radar corporativo traz Petrobras (PETR4), Vale (VALE3), Sabesp (SBSP3), Sanepar (SAPR11) e mais

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

03 Out 2022 às 07:00 · Última atualização: 03 Out 2022 · 22 min leitura

Redação EuQueroInvestir

03 Out 2022 às 07:00 · 22 min leitura
Última atualização: 03 Out 2022

Radar corporativo

Pixabay

O radar corporativo de hoje traz que a Petrobras (PETR3; PETR4) assinou acordo de flexibilidade com NTS.

A Petrobras (PETR3; PETR4) iniciou a etapa de divulgação da venda de sua rede de fibra óptica onshore. A petroleira também iniciou a fase vinculante da venda de ativos de mineração no Amazonas.

A Vale (VALE3) paga R$ 715,3 mi em debêntures participativas.

A EQI Research analisa o cenário de privatização tanto para Sabesp (SBSP3) quanto para Sanepar (SAPR11) em razão das eleições 2022.

A Gerdau (GGBR4) e Gerdau Metalúrgica (GOUA4) vão disponibilizar uma linha de crédito global.

O BTG (BPAC11) criou sua instituição de pagamento, batizada de Pay2All.

A TIM (TIMS3) deu início a procedimento arbitral envolvendo a Oi (OIBR3).

A Ambipar (AMBP3) adquiriu o controle societário integral da Recitotal.

O Banco Modal (MODL11) reorganizou suas verticais de negócio.

A Klabin (KLBN4) assinou aditivo de financiamento referente ao projeto Puma II.

O BRB (BSLI4) e a Mapre fecharam parceria para o segmento residencial.

A Localiza (RENT3) fechou a alienação da Locamerica (LCAM3).

A Ouro verde assumiu os ativos e nome da Unidas (LCAM3).

A Invepar (IVPR3) informou que a Lamsa foi notificada pelo município do Rio de Janeiro.

A Truxt Investimentos alterou sua participação na Eneva (ENEV3).

A Comerc Participações (COMR3) concluiu a liquidação de dívidas e informou acerca de debêntures em fato relevante ao mercado.

O Itaú-Unibanco (ITUB4) realizou emissões de letras financeiras, no montante total de R$ 1 bilhão.

A MRV (MRVE3) aprovou a emissão de R$ 84,7 millhões, em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), a serem distribuídos pela True Securitizadora.

A PetroRecôncavo (RECV3) notificou à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a descoberta de hidrocarbonetos na Bacia Potiguar.

A Cosan (CSAN3) assinou contratos para aquisição de participação em duas empresas proprietárias de terras, como a Tellus e a Janus Brasil.

Enquanto isso, a Valid (VLID3) concluiu venda de ativos nos EUA; e a Viveo (VVEO3) concluiu a aquisição da Pro Infusion.

Por fim, Rodobens (RDNI3), e Raia Drogasil (RADL3) informaram sobre proventos.

Veja a cobertura completa do Radar Corporativo.

Leia também:

Cias abertas

Petrobras (PETR4) assina acordo de flexibilidade com NTS

A Petrobras (PETR3; PETR4) assinou acordo de flexibilidade com NTS.

Conforme a petroleira, trata-se de um movimento que é parte das ações adotadas para a abertura do mercado brasileiro de gás natural.

Desta forma, assinu em 30 de setembro de 2022 com a Nova Transportadora do Sudeste S.A. (NTS) o Acordo de Redução de Flexibilidade de uso pela Petrobras (Acordo) e aditivos aos Contratos de Transporte de Gás Natural da Malha Sudeste, Malha Sudeste II, GASDUC III, GASPAJ e GASTAU (Aditivos), que refletem a limitação de flexibilidade da Petrobras.

“Tais instrumentos possibilitam o acesso de outros agentes ao sistema de transporte da NTS a partir de 01 de outubro de 2022, e a celebração do Acordo e dos Aditivos foi realizada após a aprovação da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e está em consonância com o compromisso assumido pela Petrobras no âmbito do Termo de Compromisso de Cessação de Prática (TCC).

Petrobras (PETR3; PETR4) vende rede de fibra ótica

A Petrobras (PETR3; PETR4) iniciou a etapa de divulgação da venda de sua rede de fibra óptica onshore. O ativo consiste na rede de fibra óptica onshore que possui a extensão de aproximadamente 8.000 km, abrangendo todas as regiões do país, conectando diversas capitais e regiões metropolitanas.

A rede de fibra ótica é composta por cabos enterrados que possuem, em sua grande maioria, capacidade de 36 fibras ópticas cada, acondicionados em tubos de polietileno de alta densidade PEAD (bi tubo) para maior proteção e versatilidade de manutenção.

Petrobras (PETR3; PETR4) inicia fase vinculante de venda de mina

A Petrobras (PETR3; PETR4) iniciou nesta sexta-feira (30) a fase vinculante referente à venda de seus direitos minerários para pesquisa e lavra de sais de potássio situados na Bacia do Amazonas.

Os potenciais compradores habilitados para essa fase receberão carta-convite (Process Letter) com instruções detalhadas sobre o processo em tela, incluindo orientações para a realização de due diligence e para o envio das propostas vinculantes.

O ativo é composto por 34 títulos minerários de sais de potássio localizados na Bacia do Amazonas e outorgados pela Agência Nacional de Mineração (ANM). Destes 34 títulos, 8 são concessões de lavra, 4 são requerimentos de lavra e 22 estão em processo de autorização de pesquisa.

Vale (VALE3) paga R$ 715,3 mi em debêntures participativas

A Vale (VALE3) pagou no último dia de setembro o valor de R$ 715,3 milhões em debêntures participativas. O montante corresponde a R$ 1,841096662 real por debênture.

Eleições nos estados e a privatização de Sabesp (SBSP3) e Sanepar (SAPR11)

Com a ida do candidato Tarcísio de Freitas (Republicanos) para o segundo turno ao governo de São Paulo, a expectativa do mercado financeiro é de que, caso ele ganhe, a privatização da Sabesp (SBSP3) possa sair do papel.

A análise é da EQI Research, para quem Tarcísio obteve um resultado acima do esperado pelas principais pesquisas de intenção de voto, e isso deve levar o mercado a precificar chances maiores de privatização da companhia, uma vez que ele tem uma postura mais favorável a privatizações em relação aos concorrentes.

Às 10h50 desta manhã as ações da Sabesp subiram 18,26% (R$ 58,46) com a ida de Tarcísio de Freitas (Republicanos) para o segundo turno da disputa para o governo de São Paulo.

No Paraná, porém, a eleição prévia do atual governador Ratinho Junior (PSD, eleito em primeiro turno) não indica, por enquanto, uma possível privatização da Sanepar (SAPR11). A EQI Research avalia que esse movimento não é algo que deve ser pautado por ele. Assim, riscos de interferência na companhia seguem no radar.

Gerdau (GGBR4) e metalúrgica (GOUA4) vão disponibilizar linha de crédito global

A Gerdau (GGBR4) e Gerdau Metalúrgica (GOUA4) vão disponibilizar uma linha de crédito global.

O movimento se dará por meio da Gerdau, Gerdau Aços Longos, Gerdau Açominas, e outras empresas afiliadas no exterior.

“Elas celebraram um contrato para disponibilização de uma linha de crédito global comprometida denominada “Senior Unsecured Global Working Capital Credit Agreement” (“Credit Agreement“), administrada pelo Bank of New York Mellon, cujo montante alcança US$ 875 milhões”, disse.

E acrescentou que o prazo de vencimento é de cinco anos a contar da data de assinatura do Credit Agreement, e até sete bancos credores, todos de primeira linha, a serem oportunamente contratados conforme os procedimentos individuais de aprovação de crédito, nos prazos e condições estipulados pela Companhia.

“Essa nova linha de crédito substituirá à operação atual, no montante de US$ 800 milhões, com vencimento em 2024, aumentando a liquidez disponível das empresas da Gerdau signatárias do Credit Agreement até 2027”, concluiu.

BTG (BPAC11) cria instituição de pagamento, batizada de Pay2All

O Banco Central concedeu autorização de funcionamento para a Pay2All, instituição de pagamento, na modalidade emissor de moeda eletrônica, criada pelos sócios do BTG (BPAC11). A informação é do Valor.

Conforme o jornal, o capital social é de R$ 2 milhões. Os controladores são André Esteves, Roberto Sallouti, Antonio Carlos Canto Porto Filho, Renato Monteiro dos Santos e Guilherme da Costa Paes.

Procurado, o BTG ainda não se manifestou. Segundo informações da Receita Federal, a empresa foi fundada em janeiro deste ano e seu ramo de atuação é “outras atividades auxiliares dos serviços financeiros não especificadas anteriormente”.

TIM (TIMS3) dá início a procedimento arbitral envolvendo a Oi (OIBR3)

A TIM (TIMS3) deu início a procedimento arbitral envolvendo a Oi (OIBR3).

Trata-se de imbróglio referente à venda de unidade móvel (UPI), cuja aquisição se deu em parceria com a Claro, e diz respeito ao Preço de Fechamento Ajustado (PFA) da aquisição, pelas compradoras, dos ativos, direitos e obrigações que compõem a UPI Ativos Móveis da Oi Móvel S.A. – Em Recuperação Judicial, sucedida por Oi S.A. – Em Recuperação Judicial (Vendedora), por meio de Contrato de Compra e Venda de Ações e Outras Avenças (SPA) no montante de aproximadamente R$ 3,2 bilhões (dos quais a TIM tem direito a cerca de R$ 1,4 bilhão) e suportado por robusto laudo econômico-financeiro preparado por seus assessores independentes.

“A TIM informou ao mercado o procedimento a ser seguido, na forma do SPA, para a solução de uma eventual controvérsia quanto ao montante do ajuste ao PFA proposto. Entretanto, tendo em vista a violação expressa da Vendedora aos mecanismos de resolução de disputas previstos no SPA, não restou outra alternativa às Compradoras senão ingressar nesta data com procedimento arbitral junto à Câmara de Arbitragem do Mercado da B3, em face à Vendedora para que determine o valor efetivo do ajuste ao PFA, na forma do SPA”, disse.

Banco Modal (MODL11) reorganiza suas verticais de negócio

O Banco Modal (MODL11) reorganizou suas verticais de negócio B2B e B2C mediante a unificação da gestão executiva destas, de forma que Adeodato Arnaldo Volpi Netto, Diretor Executivo responsável pela vertical de B2B na companhia, passa a ser o responsável também pelos canais de B2C.

Com a reorganização, aliada à reconhecida e importante experiencia de Adeodato Netto, a companhia visa possibilitar a exploração ainda maior de sinergias entre ambas as verticais e um ganho de eficiência em sua estrutura e no atendimento a seus clientes, contribuindo para o crescimento de seus negócios e para a implementação de seu planejamento estratégico.

Concluída a transição planejada para o processo de reorganização, Ronaldo Fabiano Baeta Guimarães Júnior, até então Diretor Executivo, deixou a administração da companhia a partir de 30 de setembro de 2022 para dedicação a projetos pessoais.

Localiza (RENT3) fecha alienação da Locamerica (LCAM3)

A Localiza (RENT3) fechou a alienação da Locamerica (LCAM3).

A companhia também promoveu o fechamento da operação de alienação da Agile Gestão de Frotas e Serviços S.A., dos ativos segregados das operações de RAC e Veículos Seminovos da Unidas S.A. à Cedar Locações e Investimentos S.A., sociedade controlada por fundo de investimentos administrado por afiliadas da Brookfield Asset Management.

Invepar (IVPR3) informa que Lamsa foi notificada pelo município do RJ

A Invepar (IVPR3) informou que a Lamsa foi notificada pelo município do Rio de Janeiro.

A notificada deve apresentar defesa em face da abertura de processo de apuração de nulidade do 11º Termo Aditivo ao Contrato de Concessão.

A LAMSA informa também, que o laudo pericial (citado na notificação), emitido pela ALUMNI/ COPPEAD – contratado em comum acordo pelo Município e pela Concessionária – tem por escopo o reequilíbrio econômico-financeiro do contrato e, inclusive, aponta que há desequilíbrio contratual em prejuízo da Concessionária.

Comerc (COMR3) conclui liquidação de dívidas e informa sobre debêntures

A Comerc Participações (COMR3) concluiu a liquidação de dívidas e informou acerca de debêntures em fato relevante ao mercado.

A companhia informa que encerrou a liquidação das dívidas para financiamento da expansão do ciclo 2 dos projetos de geração de energia solar distribuída, relacionadas à construção, implantação e desenvolvimento de projetos, compostos pelas seguintes ofertas:

  • 2ª (segunda) emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie com garantia real, com garantias adicionais fidejussórias, em série única (“Debêntures Ares” e “Emissão Ares”, respectivamente), da Ares 2 Participações S.A. (“Ares”), subsidiária integral da Companhia, nos termos da Instrução CVM 476, no montante de R$ 360.000.000,00 na data de emissão (“Oferta Ares”), com prazo de vencimento de 2 anos contados da data de emissão. Conforme detalhado na escritura de emissão da Oferta Ares.

PetroRecôncavo (RECV3) comunica descoberta de hidrocarbonetos

A PetroRecôncavo (RECV3) notificou à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a descoberta de hidrocarbonetos no Bloco Exploratório POT-T-702 localizado na Bacia Potiguar, no Rio Grande do Norte, adquirido no âmbito da 2ª Rodada de Oferta Permanente da ANP.

A perfuração do primeiro poço no Bloco Exploratório alcançou a profundidade final de 659 metros, constatando a existência da formação alvo com presença de hidrocarbonetos.

Como próximos passos, a Companhia irá realizar os testes de formação e outros estudos, com objetivo de avaliar as dimensões da acumulação de hidrocarbonetos e seu eventual potencial de produção.

Klabin (KLBN11) reestrutura dívida do Projeto Puma II

A Klabin (KLBN11) informou a reestruturação da dívida do Projeto Puma II composto por A-Loans e Co-Loans junto ao BID Invest, IFC & JICA e B-Loans junto a bancos comerciais, alterando o prazo médio de vencimento de 3,1 anos para 6,9 anos e mantendo o custo original do financiamento.

O montante total da dívida, que não terá alteração, é de US$ 800 milhões, com prazo de vencimento passando de sete para dez anos. O KPI objeto dessa operação é a reintrodução ou aumento populacional no ecossistema de 2 espécies extintas ou ameaçadas até dezembro de 2025 e 3 espécies até dezembro de 2027.

Caso a Klabin não cumpra estas metas, haverá um incremento na taxa de financiamento de até 6,25 bps, sendo 3,125 bps caso a primeira meta não seja cumprida e mais 3,125 bps caso a segunda meta não seja cumprida.

BRB (BSLI4) e Mapre fecham parceria para o segmento residencial

O BRB (BSLI4) e a Mapre fecharam parceria para o segmento residencial.

Ambas concluíram o processo competitivo para a realização de parceria estratégica para atuação nos ramos de seguros Residencial e Habitacional.

“Na sexta-feira (30/09/2022), foi assinado Acordo Comercial entre BRB e a Mapfre Seguros Gerais S.A. para a oferta exclusiva dos produtos de seguro, por 20 anos, na rede de distribuição do Banco e suas afiliadas”, destacou.

BRB (BSLI3) assina acordo com Cardiff

O BRB (BSLI3) assinou acordo com a a Cardif do Brasil Vida e Previdência S.A. e a Cardif do Brasil Seguros e Garantias S.A. para a oferta exclusiva dos produtos de seguro, por 20 anos, na rede de distribuição do banco e suas afiliadas.

Grupo Mateus (GMAT3) atualiza plano de expansão

O Grupo Mateus (GMAT3) atualizou o plano de expansão da companhia, com a chegada na Paraíba. A companhia segue consolidando sua presença pelo Nordeste e agora tem operações em 8 estados, além do Maranhão.

A cidade de Sousa recebeu a primeira operação do Grupo na Paraíba: um Atacarejo com 2.206 m² de área de vendas. A loja levou para a região a experiência de compras que é a marca registrada do Mateus, com um mix de produtos pensado para o perfil do consumidor local, bem como os serviços de açougue, padaria, peixaria, hortifruti, frios e lanchonete.

Vix Logística informa liquidação de opções pela IFC

A Vix Logística informou a liquidação de opção de venda detida e exercida pelo International Finance Corporation (IFC), sobre a totalidade das ações de emissão da companhia de sua titularidade, as quais foram adquiridas pela Águia Branca Participações.

Em razão de tal fato, o Acordo de Acionistas firmado em 12 de dezembro de 2014, entre a Águia Branca Participações S.A. e o IFC, com a anuência da companhia, perdeu sua vigência, sem prejuízo de direitos e obrigações das partes que decorram de períodos anteriores à sua rescisão.

Aquisições e fusões

Ambipar (AMBP3) adquire controle societário integral da Recitotal

A Ambipar Participações e Empreendimentos (AMBP3) e a Environmental ESG Participações S.A. (ESG) vêm a público informar a aquisição do controle societário integral da Recitotal Comércio e Serviços Ltda.

Fundada em 1996, a Recitotal conta com mais de 26 anos de experiencia na logística reversa e valorização de cacos de vidro.

O propósito da Recitotal, em sinergia com a Ambipar, é minimizar a extração de recursos naturais (produção de barrilha e mineração de sílica, entre outros) e contribuir ainda com uma economia energética de baixo carbono.

Atualmente, no Brasil, a reciclagem de vidro ainda é pouco relevante, com muitas oportunidades de crescimento, assim como o mercado mundial que apresenta uma escassez de acesso a vidros reciclados.

A Recitotal valorizou mais de 115.000 toneladas de cacos de vidro em 2021 e tem presença nos Estados de São Paulo, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

Emprega hoje mais de 150 colaboradores diretos, e conta com mais de 300 cooperativas parceiras, reforçando o compromisso de uma atuação responsável na área social, ambiental e de governança (ESG).

Realizou faturamento de R$ 70 milhões nos últimos 12 meses e EBITDA de R$ 8 milhões, e foi avaliada a um enterprise value de R$ 30 milhões e dívida líquida de R$ 2,5 milhões.

Ouro verde assume ativos e nome da Unidas (LCAM3)

A Unidas (LCAM3) que se apresenta nesta segunda-feira ao mercado é resultado da aquisição, pela Ouro Verde, dos ativos de locação de curto prazo (rente a car) da empresa de mesmo nome, que tiveram de ser vendidos para que o Cade aprovasse a fusão de Localiza e Unidas. A partir de agora, o objetivo da nova Unidadas é ganhar espaço no disputado mercado de locação de veículos. De acordo coma a Brookfield, controladora da Ouro Verde, as entidades jurídicas das duas empresas permanecerão separadas neste momento, até atingir a estabilidade operacional. A receita combinada na nova Unidas, feita pela empresa com base nos números de 2021, é de R$ 3,3 bilhões.

Cosan (CSAN3) compra participação na Tellus e na Janus Brasil

A Cosan (CSAN3) assinou Contrato de Compra e Venda de Ações com a Nova Gaia Brasil Participações Ltda. e com a Terraviva Brasil Participações Ltda. para a aquisição de uma participação adicional na Tellus Brasil Participações S.A., e um Contrato de Compra e Venda de Ações com a Helios Brasil Participações Ltda. e a Iris Brasil Participações Ltda. para a aquisição de uma participação adicional na Janus Brasil Participações.

O preço líquido da aquisição foi de aproximadamente R$ 1,007, em cinco parcelas anuais corrigidas pela Selic, por aproximadamente 13% de participação. A Cosan continuará controladora de ambas as empresas.

Tellus e Janus são empresas gestoras de um portfólio de terras que investe em ativos com alto potencial produtivo no Brasil, administrando cerca de 431 propriedades rurais com uma área total de 242.336 hectares e 168.802 hectares úteis dedicadas ao cultivo de cana, soja, algodão, milho e outras commodities em diversos estados do Brasil.

Arezzo (ARZZ3) conclui período de recesso sobre aquisição da Sunset

A Arezzo (ARZZ3) concluiu o prazo para os acionistas dissidentes da deliberação que aprovou a incorporação da Sunset Agenciamento e Intermediação. A companhia apurou que, durante o prazo, foi exercido o direito de retirada em relação a três ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal, representativas de 0,0000027% do capital social total.

Valid (VLID3) vende ativos nos Estados Unidos

A Valid (VLID3) concluiu na sexta-feira (30) o processo de venda dos seus ativos de Data nos Estados Unidos. A venda se deu através de um formato de management buyout, liderado pelos executivos americanos que estão e permanecerão à frente deste business.

A venda se dá no âmbito de seu processo de otimização de portfólio e de foco em seus ativos core. A unidade de Data correspondeu por cerca de R$ 36 milhões ou US$ 7 milhões de vendas nos últimos 12 meses encerrados no 2T22. O valor da transação, de US$ 5,4 milhões, será pago em duas parcelas, sendo US$ 4,2 milhões nesta data e USD 1,2 milhão em 24 meses.

Viveo (VVEO3) conclui aquisição da Pro Infusion

A Viveo (VVEO3) concluiu a aquisição da Pro Infusion, com a efetiva aquisição das ações representativas da totalidade do capital social de emissão da Seven Fórmulas Quimioterápicas Ltda., da Ative Medicamentos Especiais Ltda., da Statum Participações Ltda., da Hosp-Pharma Manipulação e Suprimentos Ltda., ProInfusion S.A. e da Solus Soluções Estéreis S.A.

A partir de agora, a Pro Infusion se junta a Famap e Life para reforçar o canal de serviços com a oferta de manipulação de soluções estéreis. A aquisição da Nutrifica ainda aguarda o fechamento

Mudança acionária

Truxt Investimentos altera participação na Eneva (ENEV3)

A Truxt Investimentos alterou sua participação na Eneva (ENEV3).

A gestora reduziu participação total para 69.849.312 ações ordinárias, equivalentes a 4,41% do total das ações ordinárias da companhia. Deste total, 2.465.793 ações ordinárias encontram-se doadas em empréstimo na data deste comunicado.

Americanas (AMER3) informa alteração acionária

A Americanas (AMER3) informou que a Nuveen LLC atingiu, de forma agregada, participação acionária de 45.595.400 ações, correspondendo a mais de 5% do capital social total da empresa.

Emissões

Itaú-Unibanco (ITUB4) emite R$ 1 bilhão em letras financeiras em setembro

O Itaú-Unibanco (ITUB4) realizou emissões de letras financeiras, no montante total de R$ 1 bilhão, em negociações com investidores profissionais durante o mês de setembro.

As letras Financeiras são perpétuas com opção de recompra a partir de 2027, sujeito à prévia autorização do Banco Central do Brasil. As Letras Financeiras ficam autorizadas a compor o capital complementar do patrimônio de referência da companhia, com impacto estimado de 0,08 p.p no seu índice de capitalização Nível 1.

As emissões em questão têm como objetivo otimizar a estrutura de capital da companhia frente ao crescimento de seus ativos e não se destinam ao refinanciamento de outras dívidas perpétuas, segundo a empresa.

MRV (MRVE3) aprova emissão de R$ 84 milhões em CRI

A MRV (MRVE3) aprovou a emissão de R$ 84.721.000,00, em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), a serem distribuídos pela True Securitizadora. A distribuição ocorrerá por meio de oferta restrita, e os papéis terão valor unitário de R$ 1.000,00.

Os CRI farão jus à remuneração equivalente a 100% da Taxa DI, acrescida de sobretaxa de 3,00% ao ano base 252 dias úteis.

BR Properties (BRPR3) não registra oposição à redução de capital

A BR Properties (BRPR3) informou que o prazo legal para oposição de credores encerrou sem nenhuma oposição à operação de redução de capital da companhia. Assim, os acionistas na data-base desta sexta-feira (30), terão direito ao recebimento da restituição de capital.

O valor por ação da redução de capital será de R$ 2,42231115682609 por ação e será pago até 14 de outubro.

Unipar Carbocloro (UNIP6) promove conversão de ações

A Unipar Carbocloro (UNIP6) promoveu conversão de 1.400 ações preferenciais classe A (PNA) em igual número de ações preferenciais classe B (PNB). Antes das conversões, as ações ordinárias eram 36.308.767, permanecendo assim. Já as ações PNA, passaram de 2.250.612 para 2.249.212; as ações PNB saíram de 65.316.779 para 65.318.179.

Proventos

Rodobens (RDNI3) vai pagar R$ 6 mi em JCP

A Rodobens (RDNI3) vai pagar R$ 6 milhões em Juros sobre Capital Próprio (JCP).

O montante corresponde a um valor bruto de R$ 0,01887177231 por Certificado de Depósito de Ações (Unit) e R$ 0,00629059077 por ação ordinária e preferencial, sendo os juros relativos ao 1º semestre do exercício de 2022.

Do referido valor, será retido o Imposto de Renda na Fonte de 15%, resultando no valor líquido de R$ 5.100.000,00 milhões, que será pago até o dia 31 de dezembro de 2023, considerando a posição acionária dos acionistas inscritos nos registros da companhia na data de 05 de outubro de 2022.

Raia Drogasil (RADL3) pagará R$ 82 milhões em JCP

A Raia Drogasil (RADL3) aprovou a distribuição de Juros sobre Capital Próprio no montante total bruto de R$ 82.000.000,00, para pagamento até o dia 31/05/2023. O valor bruto a ser pago por ação é de R$ 0,0497649084, tendo como data-base o dia 5 de outubro.

  • Quer mais informações sobre o Radar Corporativo e assessoria sobre como investir? Preencha o formulário que um assessor EQI entrará em contato.
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias