Economia
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
A Grande Renúncia: entenda o que acontece no mercado de trabalho dos EUA

A Grande Renúncia: entenda o que acontece no mercado de trabalho dos EUA

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

10 Fev 2022 às 17:29 · Última atualização: 24 Jun 2022 · 5 min leitura

Redação EuQueroInvestir

10 Fev 2022 às 17:29 · 5 min leitura
Última atualização: 24 Jun 2022

EUA: Pedidos iniciais de seguro-desemprego sobem na primeira semana de maio

A pandemia do coronavírus trouxe uma nova perspectiva para o mundo, inclusive em relação ao mercado de trabalho, onde muitos optaram em deixar os seus empregos para empreender em busca à carreira dos sonhos. Esse atual cenário de demissões voluntárias em massa ganhou força nos Estados Unidos e ficou conhecido como “A Grande Renúncia”.

Segundo dados da Google,  a pesquisa “como deixar o seu emprego”, ou “como se tornar (uma determinada profissão)” ganhou força em um ano. Isto é,  no comparativo com o mês de janeiro de 2021. Estima-se que mais de 24 milhões de cidadãos norte americanos tenham abandonado os seus trabalhos para buscar um sonho ou uma satisfação pessoal em outra área.

A Grande Renúncia não é apenas um fenômeno norte-americano, e de acordo com dados da Google, países e continentes como África do Sul, Filipinas, Austrália e Reino Unido também lideram o ranking de pesquisas associadas a possíveis recomeços em outras profissões.

A Grande Renúncia: busca regional

O emprego mais procurado, e que está no topo da lista, é o de agente imobiliário, ou corretor de imóveis.  Em seguida estão atividades relacionadas ao turismo e profissões que são associadas à saúde física e mental.

Vale destacar que as buscas da Google são regionais, ou seja, cada região norte-americana possui o seu perfil profissional. Por exemplo, habitantes do Nordeste ou Meio Oeste tendem a pesquisar sobre o ingresso no ramo de vendas e locações de imóveis,  em contrapartida, os que estão no Centro-Oeste e Sul buscaram sobre atividades de cartório, como o ofício de tabelião.

A força e a tradição do mercado imobiliário norte americano foram responsáveis por impulsionar a busca no setor, porém outras áreas também tiveram destaque. Segundo a empresa que mantém o site de buscas,  habitantes do Novo México optaram pelo ofício de  comissário de bordo, já os de Montana pretendem trabalhar como Personal Trainer.

Recomeço em outra área

A Google listou as 10 principais profissões que obtiveram o maior número de buscas, vale lembrar que estes trabalhos simbolizam  recomeços para norte-americanos que decidiram pela “Grande Renúncia”:

– Agente Imobiliário:  Venda e locação de imóveis pode ser a alternativa para muitos que buscam flexibilidade e altos ganhos. Nos Estados Unidos, o ofício de corretor de imóveis – ou agente imobiliário é o que obteve o maior número de pesquisas. Para atuar na área, que garante ganhos anuais de US$ 51 mil,  é necessário ter diploma de ensino médio.

– Comissário de Bordo:  Conhecer o mundo e ter estabilidade financeira foi a opção dos que optaram pelo trabalho de comissário de bordo. Para atuar em voos nacionais e internacionais é necessário ter diploma de ensino médio e os salários podem chegar a US$ 59 mil ao ano.

– Tabelião: A busca por “como se tornar um tabelião”  obteve bastante força nas Regiões Sul e Centro-Oeste dos Estados Unidos. Para ser responsável por um cartório, o profissional tem que ter diploma de bacharelado. Os ganhos anuais estão na faixa dos US$ 37 mil.

– Terapeuta: A auto ajuda e a saúde mental foram áreas pesquisadas por norte-americanos que decidiram mudar de ares profissionais. Para ser um terapeuta é necessário ter bacharelado ou mestrado na área de saúde e os ganhos giram em torno de US$ 47 mil ao ano.

– Piloto:  Trabalhar com turismo, em especial com a aviação, foi o caminho de muitas pessoas. Para ser um piloto nos Estados Unidosé necessário ter bacharelado e treinamento de voo. O salário anual é aproximadamente US$ 130 mil.

– Bombeiro: Muitos americanos optaram pelo ofício de bombeiro e para ser um herói da vida real é  necessário ter nível básico e programas de certificação e treinamentos na área. Os ganhos destes profissionais são de US$ 52 mil ao ano.

– Personal Trainer: A saúde física é o foco destes trabalhadores que optaram em contribuir com o bem-estar coletivo. Para atuar na área, é necessário ter diploma de ensino médio e os ganhos anuais são de US$ 40 mil.

– Psiquiatra: Ajudar o ser humano em um período de crise pandêmica é a melhor alternativa para os que decidiram pela psiquiatria. Para se tornar um médico psiquiatra é necessário ter doutorado em medicina e os ganhos são de US$ 208 mil anuais.

– Fisioterapeuta: Muitos norte-americanos optaram pela fisioterapia e para trabalhar na área é necessário ter nível superior ou doutorado. Os salários anuais podem chegar a US$ 91 mil.

-Eletricista: Por fim, trabalhar com eletricidade e em obras foi outra alternativa para os que buscam emprego. Para atuar na área, com a perspectiva de um salário anual de US$ 56 mil, é necessário ter diploma do ensino médio.

Conclusão

Condições de trabalho, objetivos a longo prazo e estabilidade associados a um cenário de pandemia com lockdown foram os principais fatores das demissões em massa. O trabalho em casa, em home office, garantiu uma maior flexibilidade nos horários de muitos profissionais, e este cenário, possibilitou a busca por condições melhores de trabalho.

Vale destacar que o setor de restaurantes e hotéis, que ficaram impossibilitados de funcionar no período mais crítico da Covid-19, foram os mais afetados.  Muitos funcionários, que contavam apenas com os benefícios doados pelo governo norte-americano optaram por outras áreas, e este fator, foi o que potencializou o grande número de demissões.

 

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias