Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Rio Energy: conheça a empresa de energia eólica que está na fila para IPO

Rio Energy: conheça a empresa de energia eólica que está na fila para IPO

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

17 Jul 2021 às 19:00 · Última atualização: 17 Jul 2021 · 7 min leitura

Redação EuQueroInvestir

17 Jul 2021 às 19:00 · 7 min leitura
Última atualização: 17 Jul 2021

Rio Energy

A Rio Energy Participações, empresa que opera usinas eólicas, está na lista dos IPOs deste ano.

Controlada pelo grupo norte-americano de private equity Denham Capital, a companhia possui três parques eólicos operacionais. Juntos, eles somam quase 485 megawatts em potência instalada, na Bahia e no Ceará.

Outros dois empreendimentos estão em construção na Bahia e no Ceará, previstos para começar a operar em 2022.

Vamos conhecer melhor esta empresa?

Breve histórico da empresa

Em agosto de 2012, no Rio de Janeiro, um pequeno grupo de pessoas se reuniu com um desejo comum: criar uma empresa que trouxesse retorno para seus investidores e, não menos importante, deixasse um legado positivo às futuras gerações. Assim nasceu a Rio Energy.

O grupo foi atrás de projetos nas melhores regiões de recursos naturais do Brasil para então os adaptar a padrões técnicos e de sustentabilidade.

Começou então a comercialização da energia (através de energia comercializada em leilões no mercado regulado e livre), a estruturação financeira (através dos financiamentos de longo prazo com o BNDES e debentures de infraestrutura) e a execução dentro do prazo e do orçamento dos projetos hoje operacionais.

O portfólio, composto exclusivamente por fontes renováveis (eólica e solar), cresceram bastante desde então. Em apenas 8 anos, a Rio Energy alcançou 1.081,6 MW de projetos de energia renovável em operação, em execução ou em pré-construção, além de um portfólio de 1.452,2 MW de projetos em desenvolvimento (pipeline), além de direitos de compra em negociação sobre um portfolio de mais de 1 GW de ativos eólicos e solares em desenvolvimento.

“O negócio da Rio Energy é pautado no foco na produção de energia limpa e acessível. A base das nossas atividades está em promover o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço justo de energia. Com os nossos ativos, abastecemos milhões de casas com energia renovável, e assim ajudamos a construir uma matriz energética mais limpa e um futuro mais sustentável para as próximas gerações. Além disso, atuamos em parceria com as diversas comunidades localizadas no entorno de nossos projetos, promovendo ações de acesso à saúde, água, saneamento, valorização da cultura e outros”, afirma a empresa no prospecto preliminar.

Rio Energy

Sobre o negócio da Rio Energy

A empresa se define como uma geradora de energia renovável, que atua de maneira integrada em toda cadeia de valor para geração de energia. A equipe trabalha no desenvolvimento, construção, venda de energia e operação de projetos de energia renovável.

O negócio da Rio Energy é focado na produção de energia limpa.

A sede fica no Rio de Janeiro, com um portfólio contratado de ativos renováveis de alta qualidade, estrategicamente localizados na região Nordeste do Brasil.

A proposta de geração de valor da empresa é estruturada em cinco pilares:

  1. Participação em um setor em pleno crescimento e essencial para as economias brasileira e mundial, indispensável para atingir as metas globais de sustentabilidade;
  2. Equipe com vasta experiência em energia renovável, que eles acreditam ser capaz de criar valor por meio de uma forte cultura corporativa formada ao longo dos últimos oito anos;
  3. Portfólio de ativos renováveis de alta qualidade, composto por 644 MW de ativos operacionais, alguns com mais de 5 anos, 193 MW em execução, 245 MW em pré-construção e projetos greenfield de 1.452 MW de potencial de capacidade instalada, além de direitos de compra em negociação sobre um portfólio de mais de 1 GW de ativos eólicos e solares em desenvolvimento, que sustentará nosso crescimento orgânico;
  4. Modelo de negócios integrado que a Rio Energy acredita permitir capturar o valor da maturação dos projetos desde o estágio inicial de desenvolvimento até a operação comercial;
  5. Foco, desde a criação, em padrões internacionais de práticas ambientais, sociais e de governança, ou ESG.

Projeções e dados do setor

O plano de negócios da Rio Energy se baseia no crescimento contínuo de capacidade instalada de projetos de geração de energia renovável, seja pela maturação do portfólio greenfield próprio ou por meio de aquisição de ativos que representem investimento com economias de escala, diversificação de risco, redução de custo de capital ou que permitam a obtenção de retornos mais atrativos.

Eles acreditam que o setor de energia renovável no Brasil continuará a oferecer oportunidades significativas de crescimento nos próximos anos, sendo certo que a Rio Energy se encontra bem posicionada para continuar a ser um dos principais investidores em ativos dessa indústria, dado o amplo conhecimento técnico e setorial, bem como nossa habilidade de implantação de projetos de energia renovável.

Para oferecer aos acionistas um equilíbrio entre risco e retorno dentro do nosso setor, a Rio Energy foca no desenvolvimento de projetos de energia renovável que (1) tenham alta qualidade técnica e longevidade operacional, (2) se beneficiem de contratos de compra e venda de energia, ou PPAs, de longo prazo, (3) tenham escala adequada, (4) custos operacionais estáveis, resultando em fluxos de caixa consistentes de longo prazo e (5) financiamentos de longo prazo com os principais bancos de fomento e alternativas presentes no setor de infraestrutura.

Até o momento, a empresa firmou contratos no mercado livre com 45 contrapartes diferentes.

Segundo a Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel), o mercado livre encerrou o mês de maio de 2021 com 8.978 consumidores, dos quais 1.064 são livres e 7.914 são especiais, que consomem 33% da energia do país.

No último ano, foram realizadas 1.524 novas migrações, representando um crescimento de 20%.

Vantagens competitivas da Rio Energy

  • Portfólio diversificado com foco em ativos com alta qualidade, receita previsível e margens altas;
  • Receita previsível e margens altas;
  • Equipe qualificada e experiente, com expertise em todo o ciclo do projeto;
  • Histórico comprovado no desenvolvimento, construção, venda de energia, operação, gestão e financiamento de ativos renováveis;
  • Foco em práticas ESG.

Dados econômico-financeiros

A receita líquida combinada da Rio Energy Participações cresceu de R$319,8 milhões no fim de 2018 para R$ 359,5 milhões no fim de 2019 e R$ 366,9 milhões no fim de 2020.

O Ebitda combinado da companhia foi de R$ 142,1 milhões no fim de 2018. Depois, passou para R$ 240,2 milhões no fim de 2019. Por fim, cai para R$ 233,1 milhões no fim de 2020, representando uma taxa composta de crescimento anual, ou CAGR, de 28,1% de 2018 a 2020.

O capital social da companhia em março era de R$ 985.809.582,15, dividido em 701.219.730 de ações.

Rio Energy Rio Energy Rio Energy

Sobre o IPO

A Rio Energy Participações protocolou o pedido de IPO em março deste ano na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

A oferta será primária (quando os recursos vão para o caixa da empresa) e secundária (quando os acionistas vendem uma fatia de suas ações). Os fundos Rio Energy FIP e RE FIP II possuem, respectivamente, 75,60% e 24,40% da companhia.

Itaú BBA, Bank of America Merrill Lync, UBS-BB e Bradesco BBI vão coordenar a oferta.

A empresa quer ser listada no Novo Mercado.

A companhia diz no prospecto preliminar que focará no crescimento orgânico, mas que buscará aquisições oportunísticas.

“Temos uma equipe interna de fusões e aquisições que mapeia e busca a aquisição de ativos potenciais no mercado de energias renováveis principalmente nas regiões brasileiras onde operamos atualmente”, diz.

O prospecto ainda não informa preços e prazos da oferta.

Principais fatores de risco

  • A estratégia de negócios, a implantação e operação dos ativos da Rio Energy e de suas controladas poderá ser afetada por fatores adversos, o que pode causar um efeito adverso relevante sobre os resultados da companhia e de suas controladas.
  • A empresa e suas controladas podem não ser capazes de gerar toda a energia a que se obrigaram contratualmente ou consideraram em seu plano de negócios para tomada de decisão de investimentos, o que pode ter um efeito adverso relevante sobre os resultados da companhia e de suas controladas.
  • Interrupções das operações ou degradação da qualidade dos ativos da companhia ou de suas controladas, podem ter efeito adverso sobre seus negócios, condição financeira e resultados operacionais.
  • A empresa e suas controladas poderão não ser capazes de comercializar toda sua energia aos preços planejados.
  • A Rio Energy pode ter que absorver eventuais custos de compras de energia elétrica para satisfazer à sua demanda, e pode ser obrigada a firmar contratos de curto prazo para adquirir energia elétrica a preços consideravelmente mais altos do que em seus contratos de venda de longo prazo.
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias