Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Radar traz Petrobras (PETR3; PETR4), Oi (OIBR3), 3R (RRRP3), Guararapes (GUAR3), GPA (PCAR3) e Arezzo (ARZZ3)

Radar traz Petrobras (PETR3; PETR4), Oi (OIBR3), 3R (RRRP3), Guararapes (GUAR3), GPA (PCAR3) e Arezzo (ARZZ3)

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

14 Abr 2022 às 01:02 · Última atualização: 14 Abr 2022 · 17 min leitura

Redação EuQueroInvestir

14 Abr 2022 às 01:02 · 17 min leitura
Última atualização: 14 Abr 2022

média móvel

Creative Commons

O radar corporativo de hoje traz que a Petrobras (PETR3, PETR4) aprova indicado do governo para Conselho, vai pagar proventos aos acionistas e recebeu pagamento da Shell referente a bloco exploratório em Atapu.

A venda das redes móveis da Oi (OIBR3) devem sair até dia 20, diz jornal.

A Arezzo (ARZZ3) compra HG e Sunset, informa o Valor.

A 3R Petroleum (RRRP3) adquiriu 6 blocos exploratórios na Bacia Potiguar.

A Guararapes (GUAR3) anunciou um lançamento de oferta de debêntures.

O GPA (PCAR3) informou que o Cade aprovou a venda de 17 imóveis do grupo para o fundo de investimento imobiliário Barzel Properties.

A Méliuz (CASH3) informou que encerrou o 1TRI22 com volume de vendas (GMV) consolidado de R$ 1,6 bilhão.

A Cyrela (CYRE3) divulgou nesta quarta-feira sua prévia operacional do 1TRI22. A companhia vendeu R$ 1,31 bilhão no período.

A Oi (OIBR3) informou que foram cumpridas todas as condições precedentes para a conclusão da venda da UPI Ativos Móveis.

O Itaú-Unibanco (ITUB4) captou R$ 1 bilhão em Letras Financeiras Verdes com a International Finance Corporation (IFC).

Por fim, Petrobras (PETR3; PETR4) atualizou valores de proventos e Tegma (TGMA3) pagará dividendos e JCP.

Cias abertas

Petrobras (PETR4) aprova indicado do governo para Conselho e é notícia em toda a imprensa

A Petrobras (PETR4) aprovou o indicado do governo para o Conselho e é notícia em toda a imprensa nacional nesta quinta-feira (14) por esta e outras movimentações.

O principal fato diz respeito ao nome de José Mauro Ferreira Coelho, aprovado ontem pela assembleia geral de acionistas, para integrar o Conselho de Administração da companhia. Trata-se de um pré-requisito para que o executivo chegue à presidência da estatal.

Ainda em relação à assembleia de acionistas, a União perdeu uma cadeira no Conselho. A composição antes do encontro era de sete representantes do governo federal, três dos acionistas minoritários e um dos trabalhadores.

A partir de hoje o governo federal passará a ter apenas seis representantes do grupo que toma decisões estratégicas sobre o futuro da maior estatal do país.

Em se tratando de proventos, a petroleira aprovou, em Assembleia Geral Ordinária, o pagamento de dividendos complementares aos seus acionistas. O valor dos dividendos será de R$ 2,942, por ação ordinária (PETR3) ou preferencial (PETR4) em circulação.

Em outro comunicado ao mercado, elencou que recebeu ontem, em valores à vista, R$ 5,26 bilhões da Shell referentes à parcela de 25% da empresa no bloco de Atapu, no pré-sal na Bacia de Santos.

Em dezembro do ano passado, a estatal, em consórcio com a Shell e a francesa TotalEnergies, arremataram a área em leilão da cessão onerosa, realizado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), no regime de partilha de produção.

GPA (PCAR3) informa que Cade aprova venda de imóveis

O GPA (PCAR3) informou que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a venda de 17 imóveis do grupo para o fundo de investimento imobiliário Barzel Properties.

Estes imóveis serão alugados posteriormente ao Assaí (ASAI3). A venda foi aprovada sem restrições.

Méliuz (CASH3) divulga prévia operacional do primeiro trimestre

A Méliuz (CASH3) divulgou a prévia operacional de seus resultados referentes ao primeiro trimestre do ano. A empresa informou que encerrou o período com volume de vendas (GMV) consolidado de R$ 1,6 bilhão, resultado que é 65% maior do que o obtido no 1TRI22.

Cyrela (CYRE3) tem alta de 27% em vendas no 1TRI22

A Cyrela (CYRE3) divulgou nesta quarta-feira sua prévia operacional do 1TRI22. A companhia vendeu R$ 1,31 bilhão no período, alta de 27% frente o mesmo período de 2021.

Foram 6 lançamentos nos três primeiros meses de 2022 – mesmo número do que o 1TRI21. Assim, o VGV de lançamentos ficou em R$ 1,03 bilhão, alta de 146% frente o 1TRI21.

As permutas nos lançamentos foram R$ 192 milhões no 1T22 vs. R$ 93 milhões no 1T21 e R$ 65 milhões no 4T21. A participação da companhia nos lançamentos do trimestre atingiu 85%, sendo inferior à apresentada no 1T21 (90%) e no 4T21 (94%). Do VGV lançado no trimestre, 99% serão reconhecidos via consolidação e 1% via método de equivalência patrimonial.

Aura (AURA33) informa resultado de sondagens no Mato Grosso

A Aura Minerals (AURA33) informou intersecções consideradas relevantes de sondagem no Alvo Serrinhas, em seu projeto de ouro Matupá (MT).

As intersecções perfuradas pela Aura confirmaram e delinearam a zona de mineralização MP2 e podem estender a zona MP1 ainda mais ao longo do strike, segundo a empresa.

Em dezembro de 2021, a Aura divulgou a Avaliação Econômica Preliminar (PEA)para o Projeto Matupá com foco no depósito X1. O PEA de Matupá1contempla uma vida útil de mina de sete anos com produção média anual de aproximadamente 42.700 onças de ouro. O projeto está na prolífica Província Aurífera de Juruena-Teles Pires, especificamente no Distrito de Peixoto de Azevedo, onde existem muitos depósitos e ocorrências de ouro.

Moody Local altera rating da Movida (MOVI3)

A Moody Local alterou a avaliação da 8ª Emissão de Debêntures da Movida (MOVI3). O novo rating atribuído pela companhia é o AA+ br.

O valor total da emissão é de R$ 1 bilhão, porém há perspectiva de acréscimo de até 20%, o que totaliza o montante de R$ 200 milhões em duas séries, com vencimento nos anos de 2029 e 2032.

A Movida tem como objetivo financiar o seu capital de giro, fortalecer a sua gestão de caixa e reforçar a sua liquidez, com o intuito de quitar dívidas e adquirir novos automóveis para a sua frota.

Grupo Mateus (GMAT3) atualiza plano de expansão

O Grupo Mateus (GMAT3) atualizou seu plano de expansão, com quatro inaugurações e a consolidação de sua presença no Ceará e na Bahia.

No Ceará, o grupo inaugurou sua terceira loja, em Itapipoca. A cidade recebeu um atacarejo de 5.007 metros quadrados. Já na Bahia, foi aberto um estabelecimento na cidade de Teixeira de Freitas, com um atacarejo de 6.037 metros quadrados.

Com as inaugurações de março, o grupo encerra o mês de março com 218 lojas em operação.

Patrimar lança R$ 112,8 milhões em projetos no 1TRI22

A Patrimar Engenharia encerrou o primeiro trimestre do ano com o lançamento de R$ 112,8 milhões em projetos, sendo 29,3% maior do que o mesmo período do ano anterior.

A companhia encerrou o período com R$ 834,9 milhões em estoques, 4,2% abaixo do trimestre imediatamente anterior. Já o landbank possui Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 5,9 bilhões.

Tegra divulga dados operacionais do 1TRI22

A Tegra Incorporadora divulgou o resultado operacional prévio do 1TRI22. A empresa registrou alta de 13% nas vendas brutas do período em comparação com o 1TRI21.

O VGV de lançamentos foi de R$ 499 milhões no 1TRI22, alta de 438% no comparativo com o 1TRI21.

A empresa entregou quatro empreendimentos no trimestre, com R$ 434 milhões de VGV de lançamento.

Ambipar (AMBP3) faz parceria sobre mercado de carbono com CEBDS

A Ambipar (AMBP3) fechou uma parceria sobre mercado de carbono voluntário com o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS).

O objetivo desta parceria é a elaboração de nota técnica, engajando o conhecimento do mercado voluntário de carbono do Brasil e suas ações de mitigação do aquecimento global para qualificar as empresas a identificar créditos por avaliação qualitativa, afastando do mercado os atores não íntegros e promovendo a verdadeira ambição climática.

Energisa (ENGI11) informa reajustes tarifários de distribuidoras

A Energisa (ENGI11) informou que ocorreram reajustes tarifários de algumas de suas distribuidoras como a Energisa Mato Grosso (EMT) e Energisa Mato Grosso do Sul (EMS). A medida foi aprovada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), após reunião ocorrida na última terça-feira (12).

Sanepar (SAPR11) obtém reajuste tarifário

A Sanepar (SAPR11) informa que foi aprovado reajuste tarifário de 4,96% por parte da Agência Reguladora do Paraná (Agepar). A nova tarifa entra em vigor em 17 de maio.

Aquisições e fusões

Arezzo (ARZZ3) compra HG e Sunset e amplia a gestão da cadeia de suprimentos

O grupo de moda Arezzo &Co (ARZZ3) dá mais um passo na estratégia de ampliar a gestão da cadeia de suprimentos. Anuncia hoje a aquisição das empresas gaúchas HG e Sunset, que operam na cadeia de fornecimento de calçados e bolsas. O valor da transação é de R$ 43 milhões. A informação é do Valor Econômico.

Conforme o jornalão, desse valor 70% serão pagos em ações, colocando João Fernando, o sócio fundador da HG e da Sunset como acionista, com um período de lock-up (que proíbe a venda dos papéis) por cinco anos. Fernando também passa a integrar o corpo executivo da diretoria da Arezzo &Co.

O movimento cumpre mais um dos compromissos anunciados pela empresa ao mercado nos primeiros meses de 2022 durante o processo de “follow on” (oferta subsequente de ações) que captou mais de R$ 830 milhões.

3R Petroleum (RRRP3) adquire 6 blocos exploratórios na Bacia Potiguar

A 3R Petroleum (RRRP3) adquiriu seis blocos exploratórios na Bacia Potiguar.

A companhia participou do 3º Ciclo da Oferta Permanente da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e obteve os referidos campos em regiões próximas aos Polos Macau e Areia Branca (operados pela Companhia) e ao Polo Potiguar (em fase de transição operacional junto à Petrobras.

As ofertas para os Blocos somaram um valor total de bônus de assinatura de R$ 1,0 milhão, e as aquisições estão alinhadas com a estratégia em avaliar oportunidades de reposição de reservas em ativos de óleo e gás, que apresentem possíveis sinergias com seu portfólio.

A avaliação dos Blocos foi realizada a partir de correlações geológicas e geofísicas com os campos em produção detidos pela companhia na Bacia Potiguar.

Vale destacar que o Programa Exploratório Mínimo (PEM) dos Blocos, oferecido pela 3R à ANP, totaliza 1.516 Unidades de Trabalho (UT), que pode ser cumprido em até 5 (cinco) anos após a aquisição.

Após o cumprimento do PEM, o eventual custo de desenvolvimento poderá ser substancialmente reduzido, beneficiando-se da infraestrutura da Companhia existente na Bacia Potiguar (rede de dutos, estocagem, instalações de tratamento de óleo e unidades de processamento de gás natural).

Oi (OIBR3, OIBR4): venda das redes móveis devem sair até dia 20

A venda das redes móveis da Oi para a aliança das rivais TIM (TIMS3), Vivo (VIVT4) e Claro será selada na próxima quarta-feira (20), conforme anunciaram as empresas após concluírem os preparativos para o fechamento do negócio, de R$ 16,5 bilhões. A Oi destinará R$ 12 bilhões desse montante para pagar credores. A informação é do Estadão.

Conforme o jornal, foram 16 meses para concluir o processo. O leilão para venda do ativo ocorreu em dezembro de 2020, e só recebeu a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em fevereiro de 2022. A partir daí, as equipes de advogados e consultores financeiros das teles se debruçaram para validar as condições acertadas anteriormente.

Oi (OIBR3): teles cumprem condições precedentes para venda da UPI Ativos Móveis

A Oi (OIBR3) informou que foram cumpridas todas as condições precedentes para a conclusão da venda da Unidade Produtiva Isolada (UPI) Ativos Móveis. Em fato relevante, a empresa diz que os procedimentos necessários para o fechamento da operação devem ocorrer nos próximos dias.

As empresas compradoras – TIM, Telefônica e Claro – marcaram a data do fechamento da operação para 20 de abril. Sendo assim, “nesta mesma data, iniciará a oferta pública para aquisição em dinheiro (“Oferta Pública de Aquisição”) de todas as Notes com Garantia Sênior com vencimento em 2026 (“Notes”)”, diz o texto.

GPS (GGPS3) adquire 55% da Evertical via subsidiária

A GPS Participações (GGPS3) adquiriu 55% da Evertical via subsidiária.

O movimento foi aprovado pelo conselho e diz respeito a GPS Tec Sistemas Eletrônicos de Segurança Ltda., adquirente da Evertical Tecnologia Ltda. e Evertical Comércio de Máquinas e Equipamentos de Informática Ltda.

De acordo com a adquirente, a Evertical presta serviços em sistemas de automação predial, segurança eletrônica e monitoramento remoto, através do uso de tecnologia de ponta, com forte presença no Estado de São Paulo, além de outros, e registrou receita bruta de aproximadamente R$ 87 milhões no período de doze meses (LTM) findo em 31 de março de 2022.

O Contrato de Compra e Venda referente à Aquisição foi celebrado hoje, e a conclusão da Aquisição está condicionada ao cumprimento de obrigações e condições precedentes usuais nesse tipo de operação, incluindo sua submissão à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica – CADE, conforme aplicável.

Grupo GPS (GGPS3) adquire empresa

O Grupo GPS (GGPS3) publicou dados referentes à compra da Ormec Engenharia Ltda pela Top Services Serviços e Sistemas, companhia esta controlada pela empresa. As quotas foram adquiridas em sua totalidade.

Porto Seguro (PSSA3) adquire Nido Tecnologia

A Porto Seguro (PSSA3) comunicou a aquisição de 100% do capital social da Nido Tecnologia, através de sua controlada indireta Olho Mágico Soluções Imobiliárias Ltda. A empresa adquirida atua há mais de 20 anos no desenvolvimento de softwares imobiliários e a aquisição tem como objetivo fortalecer o ecossistema da Olho Mágico em especial, no setor.

Instituto Hermes Pardini (PARD3): Cade aprova aquisição de ativos da DaVita

O Instituto Hermes Pardini (PARD3) comunicou que ocorreu a aprovação definitiva e sem restrições pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica da aquisição, pela companhia, de determinados ativos físicos da empresa DaVita Health Care Brasil Serviços Médicos LTDA.

Assim, a compra é correspondente ao direito de utilização de 10 unidades no estado de São Paulo, incluindo suas benfeitorias, equipamentos instalados para operação, e para a realização de exames de análises clínicas, imagem, dentre outros e seus mobiliários, estando excluída qualquer marca do Grupo DaVita, tampouco contratos de credenciamento e de clientes.

Mudança acionária

Metalúrgica Gerdau (GOAU4) reporta redução de participação da BlackRock

A Metalúrgica Gerdau (GOAU4) informou que a gestora norte-americana BlackRock diminuiu sua participação na empresa. Agora, as participações, de forma agregada, passaram a ser de 35.910.416 ações preferenciais (PN), representando aproximadamente 4,97% do total de ações PN.

Gafisa (GFSA3) informa redução de participação do JP Morgan

A Gafisa (GFSA3) informa que o banco JP Morgan Chase & Co reduziu sua participação na empresa. A instituição norte-americana informou que sociedades controladas por ela reduziram a sua posição nas ações ordinárias da companhia, para posição inferior a 5% do total de ações.

Yduqs (YDUQ3): Wellington Management Group reduz participação

A Yduqs (YDUQ3) divulgou que recebeu carta da Wellington Management Group sobre a alienação de seus papéis, o que simboliza a posição agregada de 15.440.574 ações ordinárias de emissão da companhia no dia 12 de abril de 2022. Este número equivale a 4,995% do capital social da empresa.

Emissões

Guararapes (GUAR3) anuncia lançamento de oferta de debêntures

A Guararapes (GUAR3) anunciou um lançamento de oferta de debêntures.

O movimento foi aprovado em reunião de Conselho de Administração, e diz respeito a quinta emissão de até 900 mil debêntures simples, não conversíveis em ações, em série única, da espécie quirografária com garantia adicional fidejussória, com valor nominal unitário de R$ 1 mil, perfazendo o montante total de até R$ 900 milhões na data de emissão.

As debêntures serão objeto de oferta pública de distribuição, com esforços restritos de distribuição, sob o regime de melhores esforços de colocação, observado que o público-alvo da Oferta Restrita será composto exclusivamente por investidores profissionais.

As debêntures contarão com garantia adicional fidejussória na forma de fiança a ser outorgada pela Lojas Riachuelo S.A., sociedade por ações, sem registro de companhia aberta.

Os recursos obtidos serão integralmente utilizados para realizar o pagamento da aquisição facultativa das debêntures da terceira emissão de debêntures simples.

Itaú (ITUB4) capta R$ 1 bi em Letras Financeiras Verdes

O Itaú-Unibanco (ITUB4) captou R$ 1 bilhão em Letras Financeiras Verdes com a International Finance Corporation (IFC), membro do Grupo Banco Mundial.

Trata-se da primeira operação de Letra Financeira verde do Itaú e a primeira vez que o IFC utiliza esse instrumento no Brasil.

Os recursos serão utilizados para apoiar o financiamento de veículos elétricos, híbridos e multicombustível, visando alavancar a economia de baixo carbono e fomentar o segmento de veículos de baixa emissão de gases de efeito estufa no Brasil.

A captação reforça o compromisso do Itaú em apoiar a transição climática dos clientes e promover uma economia mais sustentável.

De agosto de 2019 a dezembro de 2021, R$ 170 bilhões foram alocados em financiamento para setores de impacto positivo, produtos e operações ESG. A meta é atingir R$ 400 bilhões até 2025.

No final do ano passado, o Itaú aderiu ao Net-Zero Banking Alliance (NZBA), acordo mundial liderado pela Organização das Nações Unidas (ONU), pelo qual se compromete a reduzir as emissões em 50% até 2030 e se tornar carbono neutro até 2050.

Natura (NTCO3) aprova emissão de US$ 600 milhões em bonds

A Natura (NTCO3) informou que confirmou que o conselho de administração aprovou a emissão de US$ 600 milhões em bonds, com prazo de sete anos e juros remuneratórios de 6,125%. Os recursos serão usados para fins corporativos gerais.

Banco Inter (BIDI11) fará emissão para aumento de capital

O Banco Inter (BIDI11) aprovou, em reunião do conselho de administração, uma emissão de ações para aumento de capital social. Esse aumento de capital será de R$ 3.873.885,00 mediante a emissão de 4.830.964 ações preferenciais e 2.415.482 ações ordinárias.

A ideia é fazer frente às opções de compra exercidas pelos beneficiários dos Planos de Opções.

Mitre (MTRE3) informa liquidação de CRIs

A Mitre (MTRE3) informou que ocorreu a liquidação da operação de securitização de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs), emitidos pela Virgo Companhia de Securitização. Essa operação se deu no âmbito da 482ª série da 4ªemissão de CRI da companhia.

Proventos

Petrobras (PETR3; PETR4) atualiza valores de dividendos

A Petrobras (PETR3; PETR4) anunciou nesta quarta-feira (13) que pagará a remuneração de R$ 2,9422641 por ação em dividendos complementares.

Parte do valor, que chega a R$ 7,773202 por ação, já foi distribuído, mas uma parcela ainda será paga em maio.

Segundo a empresa, o valor inclui as antecipações já realizadas ao longo de 2021 e o dividendo complementar a ser pago a partir do dia 16 de maio de 2022. O dividendo complementar equivale a R$ 2,8610762 por ação (ordinária ou preferencial) em circulação.

Considerando a atualização monetária pela taxa Selic de 31/12/2021 até hoje, esse valor tem um acréscimo de R$ 0,0811879 por ação. Assim, o valor total bruto a ser distribuído aos acionistas, considerando a atualização monetária até hoje, é equivalente a R$ 2,9422641 por ação.

O pagamento complementar será realizado em 16 de maio de 2022 para os detentores de ações de emissão da Petrobras negociadas na B3, e a partir de 23 de maio de 2022, para os detentores de American Depositary Receipts (ADRs).

Tegma (TGMA3) aprova distribuição de R$ 22,3 milhões em proventos

A Tegma (TGMA3) comunicou ao mercado que foi aprovada a distribuição de proventos com base no lucro líquido da empresa, cujo exercício social será encerrado no dia 31 de dezembro deste ano.

Serão pagos proventos de R$ 22,3 milhões em dividendos, que correspondem a R$ 0,3387760680 por ação ordinária da companhia. Destes, R$ 16,7 milhões representam os dividendos, o que constitui R$ 0,2540820510 por papel.

A parcela relativa aos juros sobre capital próprio contabilizam o montante de R$ 5,5 milhões, ou R$ 0,0846940170 por ação. Os pagamentos serão depositados no dia 27 de abril de 2024.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias