Ações
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Mais recomendadas: CBA (CBAV3) lidera lista semanal do BTG (BPAC11)

Mais recomendadas: CBA (CBAV3) lidera lista semanal do BTG (BPAC11)

Matheus Gagliano

Matheus Gagliano

01 Ago 2022 às 19:03 · Última atualização: 01 Ago 2022 · 3 min leitura

Matheus Gagliano

01 Ago 2022 às 19:03 · 3 min leitura
Última atualização: 01 Ago 2022

Mais recomendadas

Pixabay

A lista das ações mais recomendadas do BTG Pactual (BPAC11) para esta semana traz novidades. Quem encabeça agora é a Companhia Brasileira do Alumínio – CBA (CBAV3). Esta é uma das novatas desta semana. Também entraram na carteira CPFL (CPFE3) e Raia Drogasil (RADL3).

Para a semana que se inicia nesta segunda-feira (1), deixam a carteira recomendada: BRF (BRFS3), Kepler Weber (KEPL3) e Banco do Brasil (BBAS3).

Fonte: BTG

Mais recomendadas: carteira teve rentabilidade de 5,32%

Na última semana a carteira teve uma performance de 1,29%, ante o Ibovespa de 2,46%. Segue a rentabilidade dos ativos na semana: BBAS3 (+4,11%), BRFS3 (-1,48%), CIEL3 (+8,31%), KEPL3 (+14,70%) e MYPK3 (+0,97%).

Segundo relatório do BTG, a CBA tem tendência de queda no médio e curto prazo, sinalizando ainda a existência de pressão vendedora no papel. No curtíssimo prazo, o ativo conseguiu voltar a operar acima da média, volume cresceu mostrando o folego comprador aparecendo.

“Acreditamos na reação do ativo e na confirmação do sinal de fundo deixado com alvo entre R$12,20 e R$13,26”, diz trecho do documento.

Sobre Cielo, o papel é considerado um dos destaques de 2022 e volta para a carteira semanal, após fazer reversão de tendência de baixa para alta. No curto prazo, mostra força compradora e faz rompimento da nova base. A média móvel de 21 períodos ganha inclinação e trabalha acima da média móvel de 50 períodos, sustentando o movimento. O banco acredita em continuidade de alta, com objetivos de Fibonacci em 4,73 (141,4%) e 5,05 (161,8%).

Por fim, a CPFL é um dos papéis com tendência de alta mais consistente no ano, com mais de 30% de alta em 2022. O preço fechou acima da média móvel de 50 dias, revertendo o movimento de curto prazo de baixa para alta. O último topo é em 34,05, que caso seja rompido, acelera o movimento comprador até a resistência em 36,50.

Quer saber mais sobre as mais recomendadas e como investir melhor? Preencha o cadastro que um assessor da EQI Investimentos irá entrar em contato.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias