Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
FIIs seguem atrativos à renda passiva no longo prazo, diz Eleven

FIIs seguem atrativos à renda passiva no longo prazo, diz Eleven

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

29 Jun 2021 às 21:45 · Última atualização: 29 Jun 2021 · 2 min leitura

Redação EuQueroInvestir

29 Jun 2021 às 21:45 · 2 min leitura
Última atualização: 29 Jun 2021

FIIs: fotos de prédios

Reprodução/Pixabay

Em relatório a clientes, a Eleven avalia que, no curto prazo, os fundos imobiliários (FIIs) continuarão com uma volatilidade acima da média, levando os investidores a necessitadade de cautela.

Entretanto, no longo prazo, o produto continua atrativo, “sendo um veículo eficiente para ter renda passiva” no mercado imobiliário.

“Entendemos que o produto é uma forma de construção de patrimônio de longo prazo e deve fazer parte de um portfólio bem diversificado, já que contribui positivamente para as carteiras de investimento”, escreveu o analista Raul Grego Lemos, em relatório a clientes.

FIIs: proposta ainda em discussão

Após as quedas de sexta-feira e segunda-feira, o Índice de Fundos de Investimento Imobiliário (IFIX) da B3 (B3SA3) fechou com alta de 1,49% nesta terça-feira (29)

Conforme o documento, em linha com o que outros especialistas vêm apontando, a proposta ainda pode ser alterada.

“Mesmo que a tributação não venha neste momento, é importante ter conhecimento do risco”, escreveu o analista, pontuando que “a taxação de dividendos e rendimentos dos fundos imobiliários é uma sombra que permeia o mercado há muitos anos.”

“É inegável que a isenção foi um incentivo, até aqui, para o crescimento deste mercado no meio de pessoas físicas, além da queda da taxa básica de juros de 14,25% para os atuais 4,25% e uma taxa de retorno mais atrativa do que os títulos do tesouro de longo prazo, NTNB 2035, o qual usamos para comparar a rentabilidade dos FIIs para recomendar os investimentos”, afirmou trecho do relatório.

FIIs x NTNB 2035

Para a Eleven, apesar desta compressão dos rendimentos dos FIIs, que podem vir com a proposta apresentada na reforma tributária, eles ainda podem se manter vantajosos.

Numa simulação, a média do IFIX apresenta dividend yield médio de 7,5% a.a., o que é um spread sobre os juros reais líquidos da NTNB 2035 de 4,0 p.p..

“Caso a proposta seja aprovada desta maneira, o dividend yield médio líquido ficará em 6,4%, uma diferença de 2,8 p.p. para a NTNB 2035”.

O dividend yield considerado no estudo da Eleven são os últimos doze meses, com base no fechamento do dia 25 de junho.

Vantagens do investimento

Mesmo em meio às preocupaçoes, os FIIs oferecem diversas outras vantagens, tão relevantes quanto a isenção fiscal, como baixa volatilidade ao comparar com outros ativos de renda variável, gestão profissional dos imóveis, capacidade de originação, diversificação de localização e locatários.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias