Ações
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Renda passiva com dividendos de ações: saiba como obter

Renda passiva com dividendos de ações: saiba como obter

Osni Alves

Osni Alves

29 Ago 2022 às 16:51 · Última atualização: 29 Ago 2022 · 5 min leitura

Osni Alves

29 Ago 2022 às 16:51 · 5 min leitura
Última atualização: 29 Ago 2022

Imagem mostra dinheiro na mão do investidor.

Boa parte dos brasileiros está se dando conta das inúmeras possibilidades dentro do mercado de capitais. A renda passiva por meio de dividendos de ações, por exemplo, é um grande filão para quem quer um dinheiro a mais pingando na conta, e regularmente.

Para conseguir uma renda com esse tipo de provento, é necessário encontrar boas ações, cujas empresas distribuam lucros periodicamente.

Vale lembrar que renda passiva é aquela que você faz menor esforço – ou nenhum esforço – para obter. Já a renda ativa é aquela originária do seu trabalho, onde você comparece diariamente para, por meio dele, levantar um salário mensal.

Quando o cidadão consegue alocar um volume interessante de recursos e passa a receber outro volume expressivo em retorno, pode-se dizer que ele está próximo de alcançar a liberdade financeira. Esse é o sonho de 10 entre 10 brasileiros!

Imagem mostra uma planta sobre moedas.

O que são dividendos de ações?

Conceitualmente, pode-se dizer que o dividendo é uma parte do lucro das empresas listadas na Bolsa que é distribuída aos seus acionistas.

Assim, ao comprar uma ação, o investidor para a ser sócio daquela empresa e tem direito a divisão dos lucros, quando estes ocorrem.

Cabe destacar que a distribuição de lucros é prevista pela Lei das S/As, mas não é garantida. Por isso, o investidor deve escolher bem as companhias que pretende alocar recursos.

Outro ponto de atenção refere-se ao montante distribuído. No Brasil, por exemplo, as empresas costumam repassar algo em torno de 20% a 30% do seu lucro líquido como estratégia para trazer mais acionistas.

Empresas grandes e bem consolidadas geralmente são as maiores pagadoras de dividendos, a exemplo da Petrobras (PETR3; PETR4).

Um levantamento da gestora Janus Henderson posiciona a petroleira como a maior pagadora de dividendos do mundo no segundo trimestre de 2022.

O relatório foi divulgado dia 24 e, ao todo, os dividendos globais somaram o recorde de US$ 544,8 bilhões, alta de 11,3% na comparação anual.

O documento elenca, inda, que a petroleira pagou US$ 9,7 bilhões no período, acima do US$ 1 bilhão registrado no segundo trimestre de 2021.

Também traz que Nestlé, Rio Tinto, China Mobile, Mercedes-Benz, BNP Paribas, Ecopetrol, Allianz, Microsoft e Sanofi completam as dez maiores pagadoras de dividendos no segundo trimestre, somando, juntamente com Petrobras, US$ 61,7 bilhões em proventos, ou 11% do total no período.

E acrescenta que, no Brasil, outros destaques foram JBS (JBSS3), que pagou US$ 465 milhões, e Bradesco, com US$ 219 milhões.

Tributação sobre dividendos

Ainda tratando dos dividendos, a periodicidade da distribuição depende da empresa e de sua estratégia e resultados financeiros.

Entretanto, esses proventos costumam ser isentos de tributação do Imposto de Renda (IR) e a distribuição é feita aos investidores que possuem ações da empresa até a data limite, chamada de Data-Ex.

Importante frisar, ainda, que quem investe nessa classe de produtos está buscando soluções de longo prazo. Por isso, disciplina é fundamental no processo.

Acontece que essa classe de ativos demanda reinvestimentos regulares para, assim, aumentar o patrimônio no decorrer dos anos.

Um ponto positivo é que essa classe de ativos é favorecida pelos juros compostos, pois, quanto mais ações de uma empresa, maior a parcela de lucro que receberá, uma vez que os dividendos são pagos proporcionalmente ao número de ações que possui.

Uma dica de empresas boas pagadoras de dividendos são aquelas de setores perenes e concessionárias de serviços públicos, como o de energia elétrica.

Acontece que elas operam com uma parte da receita contratada e ajustada ao índice de preços, e assim, como sofrem menos com o aumento da inflação, pois repassam o aumento aos consumidores, tendem a distribuir lucros regularmente para os acionistas. 

Outro tipo de empresa bem interessante são os grandes bancos, pois também costumam apresentar lucros constantes. Obviamente, existem muitas outras empresas que são boas pagadoras e o investidor deve estudar o mercado em busca destas companhias.

Enquanto procura, não se esqueça de analisar o dividend yield, pois este é o indicador mais usado para avaliar e montar uma carteira de ações quando o assunto são dividendos.

Também analise o payout, que é a porcentagem do lucro líquido distribuído aos acionistas da empresa.

Vale dar uma olhadinha, ainda, no endividamento, pois este mostra quanto uma empresa possui de dívida em relação ao seu patrimônio ou sua geração de caixa.

Quando encontrar o que procura, lembre-se sempre de diversificar.

  • Quer saber mais sobre dividendos de ações e aprender a investir? Clique aqui!
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias