Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Crédito rotativo: saiba o que é e como usá-lo com responsabilidade

Crédito rotativo: saiba o que é e como usá-lo com responsabilidade

Victor Meira

Victor Meira

05 Set 2022 às 14:44 · Última atualização: 05 Set 2022 · 4 min leitura

Victor Meira

05 Set 2022 às 14:44 · 4 min leitura
Última atualização: 05 Set 2022

Pessoa passando cartão de crédito na máquina

Pixabay

Imprevistos acontecem. Nem sempre é possível pagar a fatura completa do cartão de crédito. Com isso, as instituições financeiras oferecem o crédito rotativo, sendo uma espécie de empréstimo para você pagar um valor menor.

Contudo, é necessário ter muito cuidado e responsabilidade ao utilizá-lo, pois pode se tornar uma bola de neve de dívidas. 

Por isso, o portal EuQueroInvestir explica o que é o crédito rotativo e ainda apresenta dicas para usá-lo corretamente.

O que é o crédito rotativo?

É uma modalidade de crédito que permite o pagamento parcial da fatura do cartão. Pode-se dizer que o banco está te emprestando dinheiro para você pagar a fatura do cartão de crédito. Por se tratar de um empréstimo, é gerado juros em cima da diferença entre o valor total e o valor pago. 

“É uma modalidade de crédito para financiamento da fatura de cartão de crédito, sem data e parcelas definidas para pagamento”, define o Banco Central (BC ou Bacen). 

Diante da grande quantidade de superendividados, visto que o crédito rotativo é um dos mais caros do mercado, o Bacen publicou a Resolução 4.549, de abril de 2017. O documento autoriza a liberação do crédito rotativo somente uma vez por mês. A partir do segundo mês, o banco deve oferecer outras opções para o pagamento total da fatura. 

Dessa forma, o crédito rotativo é recomendável apenas em casos de emergência. Assim, evite transformá-lo em uma rotina e usá-lo a cada dois meses. 

Para ter uma ideia sobre o tamanho da taxa de juros do crédito rotativo, o Bacen divulgou que, em 2021, ela foi de 349,6%.

Dicas para não entrar no rotativo

Em julho, um levantamento feito pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), da Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), revelou 78% das famílias brasileiras estão endividadas, e 29% estão com contas atrasadas. Infelizmente, este é o maior número de famílias com dívidas no Brasil. 

O cartão de crédito lidera a quantidade de dívidas (85,4%), mas houve uma redução pelo terceiro mês consecutivo, que chegou ao ápice de 88,8% em abril. 

Com estes dados em mãos, as dívidas com cartão de crédito são um dos principais vilões para o bolso do brasileiro. Em muitos casos, as pessoas usam o crédito rotativo para ter mais fôlego no mês, mas o problema surge quando elas abusam deste benefício e acabam se enforcando com as dívidas.

A recomendação é se programar e evitar a todo o custo o pagamento abaixo da fatura. Como foi destacado ao longo deste artigo, o crédito rotativo deve ser usado somente em casos de emergência e o pagamento deve ser realizado no mês seguinte para evitar cair nos juros exorbitantes.

O planejamento financeiro é o principal fator para evitar dívidas. Com isso em mente, confira algumas dicas para te ajudar:

  • sempre consulte a sua fatura;
  • saiba quais são as taxas de juros cobradas no rotativo;
  • tenha cuidado com as compras parceladas. Anote os gastos para não esquecer nada;
  • analise o seu orçamento e verifique se as parcelas cabem no seu orçamento;
  • pague o valor integral da fatura para evitar os juros do crédito rotativo.

Quer investir com auxílio da EQI e ter dicas sobre educação financeira, como o uso do crédito rotativo? Então preencha este formulário que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para mostrar as aplicações disponíveis!

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias