Economia
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
BTG Pactual (BPAC11) recomenda a compra das ações da Dimed (PNVL3) após 4TRI21

BTG Pactual (BPAC11) recomenda a compra das ações da Dimed (PNVL3) após 4TRI21

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

25 Mar 2022 às 18:58 · Última atualização: 24 Jun 2022 · 3 min leitura

Redação EuQueroInvestir

25 Mar 2022 às 18:58 · 3 min leitura
Última atualização: 24 Jun 2022

O BTG Pactual (BPAC11) recomenda a compra de ações do Grupo Dimed (PNVL3) com preço-alvo de R$ 34, após a análise dos resultados operacionais da empresa no quarto trimestre de 2021.

Os números foram considerados resilientes pelos analistas do banco. A empresa alcançou uma participação de 12% no mercado farmacêutico na região Sul (aumento de 10bps a/a). O SSS (vendas em mesmas lojas) cresceu 8,4% a/a (contra projeção BTG de 8,0%), com crescimento de 6,4% nas lojas maduras, enquanto a receita atingiu R$ 860 milhões, um aumento de 12% a/a (1% abaixo das estimativas do banco).

Leia também: Juros em alta: EQI indica onde estão as oportunidades até o final de março

Os números foram impulsionados por 17 inaugurações líquidas no período (44 nos últimos 12 meses), totalizando 517 lojas. As vendas da Panvel (divisão de varejo) aumentaram 14%, para R$ 884 milhões, com o OTC (23% a/a) como o principal destaque, seguido por medicamentos de marca (16% a/a).

As vendas digitais cresceram 14% em relação ao ano de 2020, representando 15,3% das vendas totais do varejo. Na divisão de distribuição (8,3% das vendas), a receita caiu 3% a/a, prejudicada pela transição do CD de Passo Fundo (RS) para o novo CD de São José dos Pinhais (PR).

Resultados do grupo Dimed Panvel (PNVL3) em 2021 analisados pelo BTC Pactual (BPAC11)

Investimentos estruturais

A margem bruta consolidada (sobre receita bruta) atingiu 28,4% (80bps a/a e 20bps acima da estimativa do banco), com margem bruta na operação de varejo crescendo 70bps a/a. Os números foram favorecidos pela maior penetração do portfólio de marca própria nas vendas de HPC e a plataforma de serviços da Panvel, enquanto a margem bruta da divisão de atacado aumentou 80bps a/a (após ajustes nos trimestres anteriores).

O EBITDA ajustado (pré-IFRS16) da Dimed aumentou 15% a/a para R$ 49 milhões (3% acima da projeção do BTG), com a margem EBITDA ajustada crescendo 10bps a/a para 5,1% apesar de ser impactada por investimentos estruturais (expansão de lojas e novo CD no Paraná) e pela espiral inflacionária no período. Por sua vez, o lucro líquido (pós IFRS-16) atingiu R$ 23 milhões (ante projeção BTG de R$ 20 milhões).

Proteção contra a espiral inflacionária

Os resultados do quarto trimestre da Dimed mostraram um cenário resiliente para o Grupo Dimed (sem grandes surpresas em relação às estimativas), apesar das pressões inflacionárias no período. A previsão de reajuste no preço regulatório dos medicamentos (a ser anunciado na próxima semana) deve ajudar a empresa a continuar melhorando a lucratividade.

Com a ação caindo 1% no acumulado do ano, há espaço para uma potencial valorização das ações, especialmente considerando a proteção oferecida pelos players farmacêuticos contra as pressões inflacionárias nos próximos trimestres. AS previsões de longo prazo também são otimistas, dada a densa presença de lojas e liderança no Sul, bem como sua proposta multicanal avançada e um CAGR de lucro líquido de 21% até 2025.

  • Quer mais dicas para investir em ações? Então preencha este formulário que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para mostrar as aplicações disponíveis!
BTG Talks
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias