Economia
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
BTG (BPAC11) recomenda compra para a Petz (PETZ3) e define novo preço-alvo de R$ 26

BTG (BPAC11) recomenda compra para a Petz (PETZ3) e define novo preço-alvo de R$ 26

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

04 Mar 2022 às 23:15 · Última atualização: 24 Jun 2022 · 4 min leitura

Redação EuQueroInvestir

04 Mar 2022 às 23:15 · 4 min leitura
Última atualização: 24 Jun 2022

BTG

Divulgação

Em novo relatório, o Banco BTG Pactual (BPAC11) analisou o bom momento da Petz (PETZ3). De acordo com a instituição financeira, a companhia se tornou uma referência no setor. O BTG mantém a recomendação de compra, a um novo preço-alvo  de R$ 26 conta R$ 32 por ação, estipulado anteriormente.

De acordo com o BTG, a trajetória da empresa está baseada em quatro pilares: um mercado em alto crescimento; solução one stop para pet shops – que envolvem produtos, conveniência e clínicas veterinárias; o crescimento na plataforma omnichannel em marketplaces horizontais; e a expansão da marca em território nacional.

A empresa que atua no setor de pet shops encontrou a consolidação no mercado após a compra da Zee Dog, por R$ 715 milhões. De acordo com o banco, este momento para a Petz representa o início de um ecossistema mais completo, onde a Zee Dog reflete 12% do preço alvo.

BTG (BPAC11): expansão em omnichannel

A Petz foi fundada em 2011 e conta com uma série de produtos em seu portfólio, como a plataforma e o site Zee Dog e o aplicativo Zee Now – que foi desenvolvido para atender a demanda de delivery em dark stores.  Em relação ao trabalho, a PETZ3 mantém um centro de e-commerce internacional, dois centros de distribuição nos Estados Unidos, um na Holanda e lojas no Brasil e exterior.

“Com atuação em mais de 45 países, cerca de 30% do faturamento da empresa é internacional, incluindo vendas para grandes grupos globais do segmento pet, como Pets at Home e Chewy, além da recente parceria com as lojas de departamento Nordstrom nos EUA” informou trecho do relatório.

Em relação a atuação no Brasil, a Zee Now conta com 12 hubs em todo o país – e estas unidades, são responsáveis por 30% das vendas do grupo Zee Dog.

Ecossistema Petz e Zee Dog

De acordo com o relatório do BTG, a sinergia com a Zee Dog foi benéfica para ambas as empresas. A companhia conseguiu expandir as suas ofertas e obteve um melhor relacionamento com fornecedores. Do lado da Petz, os destaques foram as melhores aquisições dentro da integração back-office, que contribuíram para expandir as margens da companhia.

É previsto uma maior influência da Zee Dog no mercado, o que pode contribuir para a expansão do portfólio de novas marcas PETZ3. Vale lembrar que existe a possibilidade de margens maiores nestes produtos.

Por fim, as lojas podem atuar como hubs e desta forma estimular ainda mais a proposta ominichannel da empresa. Ao todo são 153 pontos comerciais divididos em 18 estados. O BPAC11 acredita na estabilização da margem bruta da Zee Dog, o que pode representar o aumento das vendas de produtos de fabricação própria.

Vias de crescimento inexploradas

O mercado internacional é uma nova via para a Zee Dog, que obteve reconhecimento com a venda de produtos próprios e Petix, marca esta que foi adquirida pela PETZ3 no final de janeiro. O BTG acredita em uma verticalização da produção, o que representa quedas nos custos de manufatura e importações dos produtos da empresa.

“Na frente de expansão internacional, a Zee.Dog espera continuar empregando uma estratégia que envolve a entrada nos canais DTC (direct-to-consumer) e atacado primeiro para estabelecer sua marca, antes de estender o crescimento para Zee.Now (entrega expressa), Zee Kitchen e, eventualmente, lojas físicas.” comunicou trecho do relatório.

O mercado de alimentação também é outro foco da Petz, que tem propagado a marca Zee Kitchen. A empresa brasileira buscou inspiração na Freshpet, que oferece alimentos refrigerados e ligeiramente cozidos para animais nos Estados Unidos. A norte americana conta com um valor de mercado aproximado de US$ 4 bilhões.

Custo de capital mais alto

O BTG realçou o bom momento da Petz, que obteve um novo preço-alvo em suas ações e desta forma conquistou um maior custo de capital (+200bps vs modelo anterior).

A empresa ainda recebeu o status de plataforma omnichannel nacional, com atuação em um mercado amplo e com  maiores possibilidades. Segundo as estimativas existe um crescimento de 10% projetado para os próximos anos e este número representa um CAGR de 27% até 2025.

Por fim, o obstáculo da PETZ3 é o seu valuation caro.  (56x P/L 2022 e 36x P/L 2023).

A retomada das Criptos?
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias