Educação Financeira
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Balança comercial tem superávit de US$ 837,1 bi na 3ª semana de fevereiro

Balança comercial tem superávit de US$ 837,1 bi na 3ª semana de fevereiro

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

21 Fev 2022 às 18:51 · Última atualização: 21 Fev 2022 · 5 min leitura

Redação EuQueroInvestir

21 Fev 2022 às 18:51 · 5 min leitura
Última atualização: 21 Fev 2022

balança comercial

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 837,1 milhões na terceira semana de fevereiro, que compreende os dias 13 a 19. Este saldo é resultante de exportações em US$ 5,505 bilhões e importações em US$ 4,668 bilhões, segundo o Ministério da Economia.

No acumulado do mês, o superávit soma US$ 2,547 bilhões, ao passo que no ano, até 19 de fevereiro, acumula US$ 2,333 bilhões.

Segundo o ministério, ao longo do mês, as importações cresceram 16,6%, atingindo US$ US$ 2,547 bilhões. No entanto, as exportações cresceram em ritmo maior: 23,6%, atingindo US$ 15,74 bilhões.

No acumulado do ano, até o dia 19, as importações subiram 20,8%, chegando ao total de US$ 33,04 bilhões. Porém, neste indicativo, as exportações também registraram uma alta mais intensa, de 22,6%, chegando a US$ 35,37 bilhões.

Balança comercial: comportamento de setores e produtos

Com relação às exportações, a expansão foi puxada, principalmente, pelo crescimento nas vendas dos seguintes produtos: Trigo e centeio, não moídos (alta de 775,0%), Café não torrado (crescimento 79,9%) e Soja (elevação 108,2%) na Agropecuária; outros minerais em bruto (crescimento de 125,7%), Minérios de cobre e seus concentrados (alta de 59,0%) e Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus (mais 77,8%) na Indústria Extrativa.

Sobre as importações, o movimento de crescimento nas importações foi influenciado pela ampliação de pescado inteiro vivo, morto ou refrigerado (alta de 25,8%), Cevada, não moída (+502,0%) e Látex, borracha natural, balata, guta-percha, guaiúle, chicle e gomas naturais (+51,2%) na Agropecuária; carvão, mesmo em pó, mas não aglomerado (alta de 120,2%), Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus (crescimento de 102,0%) e Gás natural, liquefeito ou não (variação positiva de 206,6%) na Indústria Extrativa.

Entenda a balança comercial

O que é a balança comercial?

Este é o nome dado ao cálculo que mostra a diferença entre os valores exportados e os importados em uma nação. Dessa forma, os dados definem se ela é compradora ou vendedora nos mercados de bens e serviços.

Os locais com mais tecnologia e recursos produzem e vendem itens com mais valor agregado. Ou seja, matérias industrializadas, que tem um alto custo de produção e por isso são vendidas mais caras, alguns exemplos são Automóveis; Eletrônicos; Máquinas industriais.

Os países em desenvolvimento geram mercadorias do setor primário, itens que não passam por diversos processos. Assim, em muitos casos ainda são matérias primas que só tem o custo de produção ou extração, como: Agropecuária; Mineração; Agricultura.

Diferença entre superávit e déficit comercial

A balança comercial mede como estão as relações do mercado financeiro nacional, por isso, é um conceito importante para a economia. Então, o termo foi dado porque se o valor das exportações são maiores, ela pende para um lado. Em caso contrário, vai para outro. Entenda melhor:

Superávit

O superávit ocorre quando há poucas importações e há mais dinheiro entrando pelo comércio exterior do que saindo do país. Deste modo, significa que o país produz muito e consegue abastecer outros locais.

Déficit

O caso em que o valor importado é maior do que o das exportações. Ou seja, o país está comprando mais do que vende.

Equilíbrio comercial

É chamado de equilíbrio comercial quando o sai é o mesmo tanto que entra.

Fatores que influenciam

A balança comercial é definida por muitos critérios e é importante saber quais são eles. Isso porque, com eles, dá para ter noção de como os principais setores vão se comportar.

Taxa de câmbio

Quando a moeda do país cai em relação a outra – como, por exemplo, o dólar atualmente -, então o produto exportado fica mais barato e interessa mais a outras nações, enquanto os importados se tornam mais caros.

No caso em que o real está valorizado, comprar de fora fica mais barato.

Protecionismo

O grau de proteção de um país também influencia na balança comercial. Afinal, se houver um aumento da taxa de importação, as mercadorias ficam mais caras e, logo, a demanda costuma diminuir. Dessa forma, os produtores locais são beneficiados.

Como funciona oferta e demanda?

A parceria comercial é crucial para definir relações entre países, mas gera fortes impactos. Isso porque, caso uma das partes entre em recessão, a demanda tende a diminuir, o que impacta nos negócios. Então, se há aumento de demanda, as exportações crescem, e seu preço sobe.

Principais produtos brasileiros na balança comercial

O Brasil produz e compra muitos produtos, por isso têm relações comerciais importantes com diversas nações. Assim, as suas commodities são muito vendidas e se tornam as principais formas de manter a economia aquecida e as principais delas são: Açúcar; Carne bovina; Grãos; Celulose; Metais.

Estes são apenas alguns dos pontos fortes de produção e a grande maioria deles é do setor primário. Já entre os produtos mais comprados pelo Brasil, os que mais se destacam são os apresentados a seguir:

  • Instrumentos navais;
  • Óleos e combustíveis;
  • Adubos;
  • Equipamentos eletrônicos.

Porque a balança comercial é importante?

A balança comercial é um fator importante para definir se as estruturas econômicas do país estão crescendo ou não. Deste modo, é um item que mostra possíveis crises e setores que podem ser abalados.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias