Money Week
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Sabotadores financeiros e como construir uma disciplina financeira

Sabotadores financeiros e como construir uma disciplina financeira

Redação EuQueroInvestir

Redação EuQueroInvestir

10 Out 2021 às 19:00 · Última atualização: 10 Out 2021 · 4 min leitura

Redação EuQueroInvestir

10 Out 2021 às 19:00 · 4 min leitura
Última atualização: 10 Out 2021

fundo de emergência e poupança

Muitas pessoas tentam guardar dinheiro para viajar, fazer um curso, reformar a casa ou trocar de carro, mas não conseguem. A rotina do dia a dia acaba levando o salário todo embora, e quando você nota, já gastou a parte que separaria para as economias.

Esses gastos rotineiros podem ser seus de sabotadores financeiros. Fizemos uma relação deles, para te ajudar na missão de poupar! Confira.

  • Quer saber mais sobre educação financeira e investimentos? Faça sua inscrição na Money Week, evento online e gratuito que acontece entre os dias 25 e 29 de outubro, com mais de 50 convidados que vão falar e tirar dúvidas sobre o cenário econômico atual, balanceamento de carteira, renda fixa e diversos outros temas. Clique aqui para se inscrever.

Sabotadores financeiros: cartão de crédito

Um cartão de crédito muitas vezes pode causar a falsa sensação de que você tem mais dinheiro. Logo, tem “autorização” para gastar, certo? Errado!

O prejuízo chega junto com a fatura, que pode levar ao rotativo, e, em seguida, aos juros.

A dica é pagar as contas em dinheiro e parcelar apenas o que não tem juros, além de acompanhar a fatura pela internet sempre.

Controlar seus gastos é uma forma de evitar riscos, endividamentos e melhorar a capacidade de poupar.

Casamento também pede comprometimento financeiro

Outro sabotador pode morar bem ao seu lado. Sim, seu (sua) próprio (a) parceiro (a) muitas vezes não tem controle sobre o dinheiro e não pensa no futuro.

Isso pode vir a frustrar seus sonhos da compra da casa própria, carro novo ou até mesmo a viagem dos sonhos.

A dica é sentar, conversar, e apresentar seus planos para que entrem em um acordo. Lembre-se: é importante que as duas partes cedam, afinal, as suas necessidades e os seus sonhos não são exatamente 100% iguais às necessidades e aos sonhos de quem decidiu fazer a caminhada com você. Diálogo e vontade de construir juntos são fundamentais.

Sabotadores financeiros:  vitrines físicas e online

As vitrines, agora com acesso muito mais rápido pelos e-commerces, foram feitas para atrair e seduzir.

Porém, pequenos gastos, desde cafezinhos, guloseimas, a uma blusa que você até deseja, mas não precisa, terão consequências na somatória do mês.

Na mesma linha estão os amigos que sempre convidam para eventos, almoços e jantares com a turma.

Você não vai deixar de ser popular por fazer melhores escolhas e não em ir em todos os encontros, ou então sugerir um local mais acessível financeiramente a todos. Uma dica: encontros em casa podem ser tão ou mais prazerosos.

No final do mês, a gastronomia também pesa no bolso e sabota seus planos.

Prazo de pagamento

Organizar-se com as datas de pagamentos das contas e com a data que você recebe seu salário é primordial.

Os juros estão cada vez mais altos, e perder dinheiro por ser distraído com datas dói no bolso, além de fazer você correr o risco de entrar numa lista de inadimplentes.

Gastos invisíveis

Coisas de baixo valor debitadas da conta todo mês, como uma assinatura de aplicativo, serviços mal dimensionados para a sua necessidade ou aqueles que você paga e não usa, como canais de streaming ou aplicativos no celular, também pesam.

O ideal é criar o hábito de analisar todas as despesas periodicamente, além de checar os pacotes de serviços. Acredite: você pode pagar bem menos por combos que  atendam muito melhor às suas necessidades.

Reserva de emergência

Para ter disciplina financeira, além dos cuidados com os gastos e custos, ter uma reserva de emergência garante segurança.

Afinal, imprevistos como uma doença, um carro quebrado, uma demissão, uma redução de renda acontecem e ter um dinheiro guardado para essas situações traz muita tranquilidade, além de evitar dívidas.

Essa reserva deve atender pelo menos seis meses das contas básicas da sua casa.

Invista seu dinheiro

Crie o hábito de fazer suas aplicações assim que o dinheiro chega na conta. Fique firme no controle dos gastos, para evitar tirar dinheiro dos investimentos, muitas vezes comprometendo rendimentos.

O mercado financeiro está cheio de opções para quem deseja fazer o dinheiro render, e muitas delas são bastante simples para quem está começando.

Porém, antes de dar o primeiro passo, é preciso saber qual é o investimento certo para o seu objetivo. A educação financeira é o caminho. E ela será tema da nossa Money Week, evento online e gratuito. Não deixe de se inscrever! Clique aqui e faça seu cadastro.

A retomada das Criptos?
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias