Fundos Imobiliários
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
BR Malls (BRML3) vende shopping para fundos imobiliários VISC11, XPML11 e MALL11

BR Malls (BRML3) vende shopping para fundos imobiliários VISC11, XPML11 e MALL11

Osni Alves

Osni Alves

23 Set 2022 às 07:15 · Última atualização: 23 Set 2022 · 3 min leitura

Osni Alves

23 Set 2022 às 07:15 · 3 min leitura
Última atualização: 23 Set 2022

Imagem mostra um shopping center.

Os fundos imobiliários VISC11, XPML11, MALL11 assinaram um memorando de entendimento com a operadora de shopping centers brMalls (BRML3) para a aquisição do Campinas Shopping.

A transação se deu na quinta-feira (22), e os FIIs deverão desembolsar R$ 411,4 milhões. Os referidos fundos pertencem à XP, Vinci e Brasil Plural.

De acordo com a brMalls, a estrutura de pagamento será definida futuramente pelas partes nos documentos definitivos e poderá envolver o recebimento pela brMalls de cotas de um ou mais dos três fundos imobiliários compradores, disse a empresa em comunicado ao mercado.

Também disse que a conclusão da transação depende ainda da aprovação pelo órgão antitruste Cade.

Imagem mostra galeria de shopping.

Checklist de fundos imobiliários

Quando um investidor opta por fundos de investimento imobiliários (FII), ele geralmente está em busca da segurança proporcionada pelos imóveis, com garantia física, e da renda passiva vinda dos dividendos mensais.

Para facilitar a escolha dos melhores ativos, a EuQueroInvestir elaborou um Checklist de Análise de FIIs, acessível para qualquer investidor, independentemente de seu nível de conhecimento, e que aponta oportunidades e riscos embutidos em cada papel.

“Nossa proposta é que o Checklist indique para o investidor onde há sinal verde para um bom fundo, onde há sinal vermelho de alerta e onde há um sinal amarelo de que é preciso buscar mais embasamento antes de adquirir o fundo”, explica Carolina Borges, analista de FIIs da EQI Research, responsável pela elaboração da planilha.

Maior alta desde março de 2020

Os fundos de investimentos imobiliários (FIIs) consolidaram sua recuperação na última semana e a e prova disso é que dia 19 o Índice de Fundos Imobiliários subiu a 2.923 pontos. Carolina Borges, especialista de FIIs da EQI Research, disse que essa é a maior alta desde março de 2020.

Ela explica que essa recuperação está ligada aos chamados fundos de tijolo. De acordo com ela, passados dois anos após o começo da pandemia e com o retorno cada vez maior dos colaboradores ao trabalho presencial, tem sido menor a taxa de vacância. Principalmente nos fundos ligados às lajes corporativas.

“A demanda pelas áreas premium, mais cobiçadas, e de maior qualidade em grandes centros, estão com uma expectativa alta da ocupação e, quem sabe, com um reajuste de aluguéis no futuro”, completou ela.

newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias