Ações
arrow-bc
Notícias
arrow-bc
Embraer (EMBR3) assina acordo com empresa portuguesa para cooperação na área de defesa

Embraer (EMBR3) assina acordo com empresa portuguesa para cooperação na área de defesa

Osni Alves

Osni Alves

22 Set 2022 às 09:06 · Última atualização: 22 Set 2022 · 4 min leitura

Osni Alves

22 Set 2022 às 09:06 · 4 min leitura
Última atualização: 22 Set 2022

Imagem mostra a turbina de um avião de grande porte.

A Embraer (EMBR3) assinou acordo com a GMV, empresa de Portugal, para cooperação nas áreas de desenvolvimento e integração de sistemas para produtos e serviços de defesa, principalmente no âmbito do programa da aeronave A-29 Super Tucano.

De acordo com a fabricante brasileira de aeronaves, o acordo também inclui potenciais parcerias em processos de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação, com o objetivo de ampliar o relacionamento comercial de longo prazo entre as empresas durante as fases de concepção, design, desenvolvimento, produção e suporte.

Além disso, novos negócios, desenvolvimento e integração de sistemas de navegação, de Aviônicos Modulares Integrados (Integrated Modular Avionics, IMA, na sigla em inglês) e de software também estão na pauta das duas empresas, que pretendem trocar informações sobre suas experiências, capacidades, produtos, sistemas e serviços.

Imagem mostra um avião de grande porte sendo rebocado.

Embraer (EMBR3) e Xmobots

No último dia 20 a companhia anunciou investimento na XMobots, empresa de robótica móvel e drones, conforme documento encaminhado ao mercado na manhã desta terça-feira (20).

O movimento, elencou, se dá via assinatura de acordo de investimento para participação minoritária referida companhia.

A XMobots está localizada em São Carlos, interior de São Paulo, e é classificada como a maior companhia de drones da América Latina.

A transação será realizada via fundo de investimentos, cuja quotista única é a Embraer, com opção de aporte adicional futuro.

“A conclusão está sujeita ao cumprimento de condições e obtenção de aprovações usuais a este tipo de transação. O negócio tem o objetivo de acelerar o futuro do mercado de drones autônomos de médio e grande porte, exploração conjunta de novos nichos de mercado e ampliar a rede de colaboração em pesquisa de novas tecnologias que tenham sinergias com as áreas de desenvolvimento tecnológico, unidades de negócio e inovação da Embraer, bem como a Embraer-X”, disse, em nota.

Balanço corporativo

Em agosto de 2022 a Embraer divulgou seu balanço corporativo referente ao segundo trimestre de 2022. A companhia obteve lucro líquido ajustado de R$ 199,8 milhões no período, recuo 6,1% em relação ao segundo trimestre de 2021.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado somou R$ 622,8 milhões no 2T22, queda de 25,6% frente ao 2T21, e a margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) ajustada atingiu 12,3% no período, um recuo de 1,8 ponto percentual (p.p.) na comparação a mesma etapa de 2021.

A receita líquida, por sua vez, somou R$ 5,044 bilhões no período, uma redução de 14,8% na comparação com igual etapa de 2021, e a projeção média de analistas consultados pela Refinitiv, em reais, era de um prejuízo de R$ 43,32 milhões, Ebitda de R$ 490,93 milhões e uma receita de R$ 6,137 bilhões no trimestre.

Ibovespa

No dia 22 de setembro a ação da companhia estava cotada a R$ 13,68 e, no período de um ano, o papel da companhia reportava queda de 35,77%.

O gráfico mostra o movimento da ação EMBR3 na bolsa.
  • Quer saber mais sobre a Embraer (EMBR3) e aprender a investir? Clique aqui!
newsletter
Receba informações exclusivas em seu email

Últimas notícias